Os sovietes e o duplo poder

Uma das características mais marcantes do processo revolucionário russo, no período compreendido entre a Revolução de Fevereiro e a Revolução de Outubro de 1917, foi a dualidade de poderes existente entre os sovietes e o governo Provisório. A tensão gerada pela divisão do poder político do período, somada com a permanência da Rússia na I Guerra Mundial, teve como consequência a tomada do poder de Estado, em outubro de 1917, pelos bolcheviques e socialistas revolucionários de esquerda.

A queda da monarquia russa em fevereiro de 1917 deu lugar à formação de um Governo Provisório, formado pela aliança entre forças liberais da burguesia e pelo soviete de Petrogrado (antiga São Petersburgo), capital da Rússia. A aliança durou pouco, sendo que o principal motivo de ruptura foi a permanência da Rússia na guerra.

Os sovietes (conselho, em russo) era o órgão criado pelos trabalhadores e soldados russos durante a Revolução de 1905 e que fora derrotada. Neste órgão, os trabalhadores exerciam um poder ao mesmo tempo executivo e legislativo, elegendo seus representantes a partir dos locais de trabalho e quartéis. Em fevereiro de 1917, os sovietes surgiram novamente, agora aceitando a participação de deputados e de camponeses, principalmente pelo fato de os trabalhadores e soldados serem do campo. Através de uma participação mais direta e de controle pela base das ações dos deputados, os sovietes se converteram no órgão de luta autônoma destes três setores da sociedade.

O Governo Provisório, primeiro chefiado pelo príncipe Livov e posteriormente pelo menchevique Kerenski, não conseguiu atender às principais reivindicações da população russa, expressa no slogan “Paz e Terra” e que significava a saída do país da I Guerra Mundial e a distribuição de terras aos camponeses. Como as principais forças do Governo Provisório eram ligadas ao exército, aos latifundiários e à burguesia, não havia interesse em sair da guerra e nem de distribuir as terras.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A dualidade de poderes se constituía desta forma, opondo o Governo Provisório, órgão dos capitalistas e latifundiários, aos sovietes, órgãos do poder dos operários, soldados e camponeses.

Percebendo a incapacidade da sustentação da aliança, o líder do partido bolchevique, Lenin, desde sua chegada ao país em abril de 1917, passou a defender o fim do Governo Provisório e a conclamar a palavra de ordem: “Todo poder aos sovietes”. Essa foi uma importante jogada tática de Lenin, que percebendo a força criada pelos trabalhadores através dos sovietes pretendia se apoiar neles para levar seu partido à tomada do poder.

Com o acirramento dos conflitos sociais no período, marcado pela ocupação das fábricas abandonadas pelos patrões e da tomada de terras pelos camponeses para a produção de alimentos, puderam os bolcheviques junto aos socialistas revolucionários de esquerda formar a Guarda Vermelha em Petrogrado, e apoiado na força que os sovietes tinham sobre a maior parte da população das grandes cidades, tomar o poder de Estado em Outubro de 1917.

* Créditos da imagem: Neveshkin Nikolay e Shutterstock.com

Com o assalto ao Palácio de Inverno, em outubro de 1917, teve fim o Governo Provisório instituído em fevereiro de 1917 na Rússia.*
Com o assalto ao Palácio de Inverno, em outubro de 1917, teve fim o Governo Provisório instituído em fevereiro de 1917 na Rússia.*
Publicado por: Tales dos Santos Pinto
Assuntos relacionados
O Domingo Sangrento
O Império Russo no início do século XX
O Império Russo no inicio do século XX, era imenso e constituído por diferentes povos com diversas línguas e tradições diferentes. A industrialização se deu de maneira mesmo assim o Império Russo continuou a ser agrário e arcaico.
A prática política de Stálin se baseava na eliminação de seus opositores.*
A perseguição stalinista aos opositores
Saiba mais sobre a perseguição stalinista aos opositores do líder soviético Josef Stálin.
Josef Stalin foi o líder político da URSS por quase 30 anos.
Josef Stalin
Saiba quem foi e o que fez Josef Stalin, líder da URSS que construiu um vasto império à custa da vida de milhões de pessoas.
Lênin, principal líder da revolução bolchevique.
Revolução Russa – o processo revolucionário e o Governo Lênin
Revolução Russa, Socialismo, czarismo, queda do czarismo, processo revolucionário russo, mundo contemporâneo, Nicolau II, Lênin, Trotski, Stálin, Exército Vermelho, bolcheviques, mencheviques, guerra civil, Primeira Guerra Mundial, NEP, planos qüinqüenais.
Stalinismo
Clique para conhecer mais sobre o stalinismo, regime totalitário que existiu na União Soviética entre 1927 e 1953. Veja os principais acontecimentos desse período.
Cartaz no qual a diferença entre mencheviques e bolcheviques é colocada em questão.
Bolcheviques x Mencheviques
As diferenças entre esses dois grupos de oposição ao regime czarista russo.