Whatsapp icon Whatsapp

Gramática

A gramática estuda os padrões de uso da língua na sociedade, buscando apresentar as tendências de uso e as normas para a fala e a escrita consideradas adequadas.
Palavra “gramática” entre letras de madeira.
A gramática orienta o uso da língua falada e escrita.

Gramática é o estudo da língua, considerando as regras e convenções estabelecidas na fala e na escrita de cada idioma. Dentre três de suas principais áreas estão a fonologia, a morfologia e a sintaxe.

Leia também: Novo Acordo Ortográfico — o que mudou na escrita do nosso idioma

Resumo sobre gramática

  • Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

    A gramática estuda o uso da língua, pensando nas regras e convenções estabelecidas.

  • Entre as diferentes abordagens no estudo de gramática, temos a gramática normativa, a gramática descritiva, a gramática histórica e a gramática comparativa.

  • As três principais áreas no estudo de gramática são a fonologia, a morfologia e a sintaxe.

  • O estudo da gramática nos ajuda a nos expressarmos melhor, com mais clareza, e a interpretarmos melhor a fala e a escrita de outras pessoas.

O que a gramática estuda?

A gramática é a área do saber que busca orientar o uso da língua falada e escrita, considerando tendências, padrões e regras para esse uso, de modo a tornar a comunicação mais eficiente. A gramática tem alguns enfoques diferentes, além de se dividir em áreas específicas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais são os tipos de gramática?

Há basicamente quatro tipos de gramática, que definem a forma de se analisá-la pensando em enfoques diferentes. São elas: normativa, descritiva, histórica e comparativa.

  • Gramática normativa

A gramática normativa é a que preza pela norma, ou seja, que orienta regras e que estabelece um padrão gramatical em detrimento de outras formas de se falar o idioma. Assim, a gramática normativa busca indicar um uso padronizado do idioma. Gramáticos mais tradicionais tendem a se orientar pela gramática normativa, aprovando menos os desvios gramaticais em relação à norma-padrão do idioma.

  • Gramática descritiva

A gramática descritiva (ou gramática sincrônica) é a que se volta mais para a descrição do uso do idioma, ou seja, analisando as diversas formas de se expressar no idioma de acordo com seus próprios falantes. A gramática descritiva entende o fenômeno da língua como algo vivo e reflexo da sociedade; portanto, gramáticos menos tradicionais baseiam-se na gramática descritiva para serem mais flexíveis em relação ao que é considerado “correto” ou “possível” ao se falar um idioma.

  • Gramática histórica

A gramática histórica se ocupa da análise do idioma em diferentes períodos históricos. É o tipo de gramática que estuda a evolução da língua, observando, por exemplo, os vocabulários que caíram em desuso, os que apareceram, as grafias que foram alteradas e os sons que mudaram no decorrer do tempo.

  • Gramática comparativa

A gramática comparativa analisa um idioma por meio da comparação com outro que tenha a mesma origem. Por exemplo, o português, o espanhol, o italiano, o francês e o romeno se originaram de uma mesma língua antiga que deixou de existir: o latim. Assim, nesse tipo de gramática, a comparação entre diferentes línguas leva em conta a origem dos idiomas comparados, as regras em comum e as regras que se diferem.

Veja também: Variações linguísticas — o que são, tipos, preconceito linguístico

As divisões da gramática

A gramática é tradicionalmente dividida em três grandes áreas: a fonologia, a morfologia e a sintaxe.

  • Fonologia

A fonologia estuda os fonemas, ou seja, os sons do idioma. É pelo estudo da fonologia que entendemos quais sons podem existir em cada idioma, como eles se articulam no nosso aparelho fonológico e como eles, juntos, podem apresentar significados na língua oral. Saiba mais sobre a fonologia clicando aqui.

  • Morfologia

A morfologia estuda os morfemas, ou seja, as unidades mínimas de significado em cada palavra. São as pequenas partes que formam uma palavra. Portanto, na morfologia, a análise é feita para a palavra em si, isoladamente, e não em um enunciado. A morfologia analisa a formação da palavra e sua classe gramatical.

  • Sintaxe

A sintaxe estuda o comportamento das palavras em uma frase, em uma oração ou em um enunciado. Assim, a sintaxe observa a ordem em que as palavras aparecem no enunciado, o seu significado, qual é a função da palavra em cada frase e como, juntas, as palavras constroem o discurso. Para saber mais sobre a sintaxe, clique aqui.

Por que a gramática é importante?

A importância da gramática está no quanto ela nos ajuda a desenvolver a nossa comunicação. Ao entender as possibilidades de nos expressarmos em um idioma, conseguimos nos comunicar melhor e com mais eficiência. Assim, a gramática serve para nos orientar nas situações de fala e de escrita.

Saiba mais: Diferenças entre linguagem formal e linguagem informal

Dúvidas frequentes sobre gramática

Veja algumas dúvidas a respeito de regras gramaticais.

  • Quem define o que é correto na língua?

A norma-padrão define regras para escrita e fala da língua. No Brasil, ela é definida por gramáticos especialistas e estudiosos da língua, que debatem sobre o que é aceitável ou não dentro da norma do idioma a partir do uso contemporâneo, mas também considerando o uso histórico do idioma (como em obras consagradas da literatura brasileira, por exemplo).

  • A norma-padrão e a norma culta são iguais?

Não! A norma culta é o uso da língua em meios considerados “cultos” pela sociedade, composto por membros de um grupo social mais intelectualizado, como pesquisadores e pensadores influentes. A norma culta pode apresentar desvios às regras da norma-padrão, mas continua sendo considerada uma variante de prestígio do idioma, já que é falada por pessoas respeitadas em algumas áreas sociais.

  • Por que as pessoas falam de jeitos diferentes?

Quando uma pessoa fala, ela expressa seus pensamentos individuais, mas que também são resultado do meio e da cultura em que ela vive. Dessa forma, a língua pode ser falada de jeitos muito diferentes por causa de diversos fatores, como região geográfica, idade, classe social, entre outros. O importante é entender que, apesar dos jeitos diferentes, não há uma única forma correta de falar um idioma.

Fontes

AZEREDO, José Carlos de. Gramática Houaiss da Língua Portuguesa. São Paulo: Parábola, 2021.

BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. 38ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2015.

CEGALLA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2020.

CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. Nova Gramática do Português Contemporâneo. 7ª ed. Rio de Janeiro: Lexikon, 2016.

Publicado por Guilherme Viana
Assista às nossas videoaulas

Seções de Gramática

Classe de palavras
Clique aqui e conheça quais são as classes de palavras e saiba quais funções cada uma delas possui. Aprenda também o que são palavras variáveis e invariáveis.
Crase
Aprenda o que é a crase, esse fenômeno linguístico que combina a preposição “a” e o artigo “a”, e saiba quando usá-la adequadamente.
Dúvidas de vocabulário
As dúvidas de vocabulário representam fato recorrente na vida dos usuários da língua.
Estrutura e formação das palavras
Em face do caráter dinâmico da língua que falamos, que tal conhecermos um pouco mais sobre a estrutura e formação de palavras?
Figuras de linguagem
Descubra quais são as figuras de linguagem e os efeitos que causam nos enunciados. Veja exemplos das principais figuras de linguagem e entenda como são utilizadas.
Fonologia
Por meio da seção você se tornará um conhecedor desta singular parte da gramática: a fonologia!
Ortografia
Você sabia que a parte da gramática responsável pela grafia correta das palavras denomina ortografia?
Significação das palavras
Conheça todos os aspectos relacionados à significação das palavras. Trata-se de uma seção gentilmente preparada pra você.
Sinais de pontuação
Clique aqui, saiba quais são os sinais de pontuação e veja como usá-los. Entenda a importância e a função de cada sinal de pontuação na língua portuguesa.
Sintaxe
Neste artigo, refletimos a respeito da Sintaxe, parte da Gramática que estuda a organização e as relações entre os termos constituintes das orações.

Artigos de Gramática

Adjetivos e advérbios: Pequenas dicas para evitar grandes erros
Escrevendo mais e melhor: Acompanhe pequenas dicas que podem evitar grandes erros relacionados com os adjetivos e advérbios.
Alfabeto grego
Clique aqui e descubra quais são as letras do alfabeto grego. Conheça sua origem e veja como suas letras são usadas entre as áreas das ciências.
Ampliando noções acerca da redundância
Clique aqui e entenda o que é redundância e veja por que ela deve ser evitada.
Cacoetes de linguagem
Você sabe o que são os cacoetes de linguagem? Clique e saiba mais sobre esse curioso modismo linguístico!
Curiosidades relacionadas ao português brasileiro e ao europeu
Confira-as em apenas um clique!
Demais ou de mais?
Descubra quando usar “demais” e “de mais”. Aprenda suas classificações e o que significa cada uma delas. Aplique seu conhecimento sobre o tema com nossos exercícios!
Denotação
Leia este artigo e saiba tudo sobre a denotação, que é a forma literal/real/dicionarizada de manifestação da linguagem verbal oral ou escrita.
Dialetos e registros no português brasileiro
Linguagem em movimento: Saiba o que são os dialetos e registros no português brasileiro.
Divisões da Gramática
De acordo com a natureza dos fatos linguísticos, a gramática se caracteriza por apresentar divisões distintas. Conheça-as aqui e se mantenha informado (a)!
Enfim ou em fim?
Enfim ou em fim ainda confundem você? Aprenda como usar esses termos adequadamente para não mudar o sentido do que se pretende dizer.
Estilística
Aprenda mais sobre a estilística e entenda qual é o seu objeto de estudo. Entenda as diferenças entre estilística fônica, morfológica, sintática e semântica.
Interpretação de texto
Conheça algumas dicas para uma boa interpretação de textos, inclusive no Enem. Entenda a diferença entre interpretação e compreensão de textos.
Linguagem, língua e fala
Elementos inerentes a todo ato comunicativo. Conheça suas características!
Locuções prepositivas
Descubra o que são locuções prepositivas e o que acontece quando há combinação e contração de preposição e artigo. Aprenda também como usar a crase.
Metalinguagem
Aprenda mais sobre a metalinguagem, e veja alguns exemplos dessa função da linguagem. Entenda por que a metalinguagem é diferente da intertextualidade.
Modismos linguísticos e o empobrecimento vocabular
A nível de, junto a, estaremos resolvendo… Aprenda a evitar os modismos linguísticos!
Norma culta x variações linguísticas
Norma culta x variações linguísticas: Clique e saiba mais sobre linguagem e comunicação!
O conceito relacionado à gramática – ampliando noções
Atenha-se a algumas importantes considerações no que se referem a este assunto!
Palavras de Cortesia
As palavras de cortesia representam uma gentileza por parte de quem as profere, tanto na escrita quanto na fala.
Resenha
Entenda o que é uma resenha e saiba suas principais características, sua estrutura e seus diferentes tipos. Descubra a diferença entre resenha e resumo.
Sinestesia (figura de linguagem)
Descubra o que é sinestesia e qual é o seu efeito de sentido no discurso. Veja exemplos comuns de seu uso e pratique com exercícios sobre essa figura de linguagem.
Variações linguísticas
Aprenda o que são variações linguísticas, por que ocorrem e quais são seus tipos. Entenda o que é preconceito linguístico e por que ele é um problema.
Verbos anômalos
Clique aqui e veja tudo sobre os verbos anômalos. Entenda as características e funções desse tipo de verbo. Aprenda mais com exercícios resolvidos.
video icon
"Matemática do Zero | Relações métricas no triângulo retângulo" escrito sobre fundo azul
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Relações métricas no triângulo retângulo
Nessa aula veremos que a partir de um triângulo retângulo podemos determinar a altura relativa à hipotenusa e as projeções dos catetos. Para calcular essas medidas, deduziremos fórmulas através de semelhança de triângulos. Essas fórmulas possuem como nome RELAÇÕES MÉTRICAS NO TRIÂNGULO RETÂNGULO.