Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Datas Comemorativas
  3. Outubro
  4. 31 de outubro – Halloween

31 de outubro – Halloween

Halloween é uma festa muito tradicional dos Estados Unidos realizada no dia 31 de outubro. Lá, essa data é comemorada com festas às quais as pessoas vão fantasiadas de monstros, personagens macabros ou apenas inusitados. A sua principal prática dá-se com as crianças fantasiando-se e indo de porta em porta pedindo doces para as pessoas. É originária de práticas dos celtas nas Ilhas Britânicas.

Aqui no Brasil, a festa começou a popularizar-se nas últimas décadas e é conhecida como Dia das Bruxas. Apesar da popularidade, existe uma certa reação de pessoas que consideram inapropriado o fato de uma festa de outra cultura estar sendo realizada aqui. Esse grupo considera mais adequado a valorização de elementos típicos de nossa própria cultura, como o folclore brasileiro.

Acesse também: Ragnarök – teoria viking que previa a destruição do Universo

Origem do Halloween

O Halloween é originário de uma festa dos celtas chamada Samhain.
O Halloween é originário de uma festa dos celtas chamada Samhain.

Estudos realizados pelos historiadores apontam que o Halloween provavelmente surgiu de um festival praticado pelos celtas, povo que habitava as Ilhas Britânicas e que praticava uma religião pagã séculos antes da penetração do cristianismo na região. Esse festival, conhecido como Samhain, era dedicado aos mortos, mas também era uma passagem de ano.

O Samhain era realizado todos os anos entre 31 de outubro e 1º de novembro e era um dos períodos mais importantes do calendário celta. O festival também celebrava a passagem do verão para a o inverno (que na região das Ilhas Britânicas era rígido), era o período de colheita dos celtas.

Esse festival, além de ser uma passagem de ano e um marco da aproximação do inverno, tinha uma conotação sobrenatural. Os celtas acreditavam que, na época do Samhain, as barreiras existentes entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos deixavam de existir. Sendo assim, os mortos do último ano peregrinariam pela terra antes de irem para o seu destino final.

Os celtas, então, enchiam suas vilas com fogueiras e lanternas como forma de iluminar o caminho para que os mortos pudessem encontrar esse destino. As luzes também visavam manter afastados os maus espíritos que pudessem querer fazer algum mal a quem estivesse vivo. Uma grande festa era realizada como forma de homenagear seus mortos e de celebrar as colheitas que os sustentariam durante o inverno.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como surgiu o Halloween?

O surgimento do Halloween ocorreu por meio da fusão de elementos da cultura pagã dos celtas com elementos introduzidos pelos cristãos quando as Ilhas Britânicas foram cristianizadas. Diretamente, as práticas eram pagãs, mas os cristãos contribuíram para impregná-las em sua tradição popular. Isso possibilitou que a festa, como a conhecemos atualmente, surgisse. Essa fusão, muito provavelmente, ocorreu em algum momento entre os séculos XIV e XVIII. Vamos entender agora como foi esse processo.

Desde o seu surgimento, a Igreja Católica incentivou a cristianização da Europa. A estratégia utilizada pela Igreja para facilitar a assimilação do cristianismo em regiões pagãs era a de ressignificar elementos e práticas dessas culturas, transformando-as em cristãs. No caso dos celtas, isso também aconteceu.

Originalmente, a Igreja possuía uma festa conhecida como Dia de Todos os Santos, comemorada em maio, tendo sido instituída nessa data por conta de uma festa romana chamada Lemúria, que era realizada para afastar espíritos malignos. No século VIII, o papa Gregório III decidiu transferi-la para 1º de novembro, e o papa Gregório IV oficializou essa data para toda a Igreja.

Os historiadores não sabem afirmar se essa transferência para 1º de novembro aconteceu como uma estratégia da Igreja para combater a influência do Samhain. Independente disso, a instituição da All Saints’ Day, como a festa é conhecida em inglês, contribuiu para fortalecer nas Ilhas Britânicas as datas 31 de outubro, 1º de novembro e 2 de novembro, como um momento de celebração e respeito aos mortos.

Por intermédio da Igreja, foram introduzidas duas festas nas Ilhas Britânicas: o All Saints’ Day e o All Souls’ Day.
Por intermédio da Igreja, foram introduzidas duas festas nas Ilhas Britânicas: o All Saints’ Day e o All Souls’ Day.

Em 1º de novembro, passou a ser comemorado o All Saints’ Day, o Dia de Todos os Santos, e no dia 2 de novembro, instituiu-se o All Souls’ Day, um dia reservado para oração pelas almas dos mortos que se encontravam no purgatório. Em meio a essas celebrações, o dia 31 de outubro acabou transformando-se no All Hallows’ Eve ou véspera do Dia de Todos os Santos.

A transferência de uma festa cristã para uma data em que tradicionalmente celebrava-se uma festa pagã fez com que elementos desta fossem transferidos para aquela. Sendo assim, os cristãos passaram a usar fogueiras para afastar “práticas demoníacas” e crianças começaram a ir de casa em casa realizando orações pelas almas dos que estavam no purgatório. Em troca, essas crianças recebiam um bolo chamado soul cake.

Acesse também: Corpus Christi: conheça a história dessa data criada pela Igreja Católica

De onde veio o termo Halloween?

Paradoxalmente, apesar de ser uma festa originária de práticas pagãs, Halloween é um nome moderno oriundo de uma festa cristã instituída na Idade Média — a véspera do Dia de Todos os Santos ou All Hallows’ Eve. A contração dessa expressão em inglês resultou no termo Halloween.

Quando o Halloween chegou aos Estados Unidos?

Atualmente, o Halloween é uma das festas mais tradicionais dos EUA e mobiliza milhões de pessoas.
Atualmente, o Halloween é uma das festas mais tradicionais dos EUA e mobiliza milhões de pessoas.

O Halloween só é internacionalmente conhecido, pois é uma festa que se popularizou nos Estados Unidos e acabou sendo exportada para outros países, assim como muita coisa da cultura norte-americana. A festa chegou aos EUA só em meados do século XIX, quando houve uma grande migração de irlandeses para lá.

O Halloween é uma celebração típica da cultura britânica, principalmente na Irlanda, País de Gales e Escócia, mas por que só chegou aos Estados Unidos no século XIX, sendo que a presença de britânicos lá remonta ao século XVII? Vamos entender.

A colonização dos Estados Unidos pelos britânicos iniciou-se a partir do século XVII, mas, durante muito tempo, o grande grupo que havia se mudado para os Estados Unidos era o dos puritanos (uma forma do calvinismo), que eram contrários à comemoração do Halloween. Além disso, não existe nenhum registro que indique a existência da festa nos Estados Unidos antes do século XIX.

No começo do século XX, o Halloween começou a ganhar importância nos EUA e absorveu práticas tradicionais dos britânicos, mas também adicionou outras com o tempo. Atualmente, o Halloween é uma das festas mais importantes nos Estados Unidos, mobiliza milhões de pessoas e espalhou-se para diversas partes do mundo.

Símbolos do Halloween

A abóbora transformou-se em um símbolo do Halloween nos Estados Unidos.
A abóbora transformou-se em um símbolo do Halloween nos Estados Unidos.
  • Monstros: A crença em monstros durante o Halloween é oriunda do Samhain e foi introduzida na festa como influência do folclore irlandês. No Samhain, os celtas acreditavam que espíritos malignos poderiam aproveitar-se da passagem dos mortos pela terra para fazer mal aos humanos.

  • Fantasias e máscaras: O uso de fantasias tem relação direta com uma prática celta do Samhain. Em suas vilas era costume ir de casa em casa pedir uma contribuição para realizar a festa. Como os celtas acreditavam que espíritos maus estavam vagando pela terra, eles usavam máscaras para não serem reconhecidos por eles.

  • Abóboras: O uso de abóboras durante o Halloween passou a acontecer nos Estados Unidos, mas inspirou-se em uma tradição irlandesa. Os irlandeses esculpiam um tipo de nabo com expressões macabras para afastar os maus espíritos, conforme os celtas praticavam o Samhain. Quando aqueles se mudaram para os EUA, a grande disponibilidade de abóbora fez com que esse fruto fosse utilizado em vez de nabo.

  • Lanternas e fogueiras: As fogueiras e lanternas eram formas de conduzir os mortos a seu destino final e afastar os maus espíritos.

Acesse também: Coelho da Páscoa: a história de um dos símbolos festivos mundiais

Halloween no Brasil

O Halloween no Brasil foi introduzido em meados do século XX e popularizou-se nas últimas décadas, principalmente por conta da internet. Aqui são realizadas, principalmente, festas para adultos fantasiarem-se, embora em algumas escolas sejam realizadas festividades do tipo para crianças. Aqui no Brasil, o Halloween é conhecido como Dia das Bruxas.

Algumas críticas à implementação de uma festa da cultura norte-americana e britânica no cenário cultural brasileiro começaram a aparecer e houve até uma movimentação política que transformou o 31 de outubro no Dia do Saci. Isso foi uma forma de fazer a cultura brasileira, representada pelo nosso folclore, ser também valorizada.

Créditos da imagem

[1] Vernon Nash Photography e Shutterstock

Publicado por: Daniel Neves Silva
Assuntos relacionados
O Dia das Crianças foi criado por um decreto sancionado em 1924, durante o governo de Artur Bernardes. Essa data popularizou-se após a década de 1950.
12 de Outubro – Dia das Crianças
Clique aqui e acesse este texto sobre o Dia das Crianças. Saiba mais sobre a criação dessa data comemorativa e entenda quando ela popularizou-se no Brasil. Por fim, saiba por que o dia 12 de outubro é feriado em nosso país.
No dia 31 de outubro, em alguns países, é comemorado o Halloween
31 de Outubro – Halloween
Conheça as origens e significados do feriado de Halloween, bem como as mudanças que ocorreram desde a sua criação!
O saci-pererê é um ser do folclore brasileiro conhecido por fazer inúmeras travessuras.
Saci-pererê
Clique e acesse para conhecer detalhes sobre a lenda do saci-pererê, uma das mais famosas do nosso folclore. Veja a origem e a influência de Monteiro Lobato nela.
A organização conhecida como Cruz Vermelha foi criada no ano de 1863, em Genebra, Suíça
26 de Outubro – Criação da Cruz Vermelha
Conheça a história de Criação da Cruz Vermelha, em meio às guerras nacionalistas do século XIX.
Imagem com a representação em madeira de um deus nórdico (supostamente Odin)
Mitologia nórdica
Saiba mais sobre a mitologia nórdica e conheça também suas principais fontes de registros e os deuses das crenças dos vikings.