Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. História do Brasil
  3. Proclamação da República

Proclamação da República

A Proclamação da República aconteceu em 15 de novembro de 1889 e representou o fim do Segundo Reinado e o início do período republicano. Desde a Guerra do Paraguai, os militares fortaleceram-se como grupo social e almejavam maior participação na política. O Clube Militar no Rio de Janeiro se tornou local para discussões sobre as causas republicanas.

Dom Pedro II, utilizando o Poder Moderador, impediu a participação militar na política brasileira durante o Segundo Reinado. E foi justamente um levante miliar o responsável pela deposição do segundo imperador brasileiro. Logo após a instalação da República, a família real foi exilada na França.

Leia também: República do Café com Leite – alternância de poder entre SP e MG

Contexto histórico da Proclamação da República

A Guerra do Paraguai, que ocorreu de 1864 a 1870, foi vencida pela Tríplice Aliança, formada por Brasil, Argentina e Uruguai, mas trouxe graves consequências para o governo de Dom Pedro II. Os militares que retornaram após a guerra estavam mais conscientes da sua importância na sociedade por causa da vitória e desejavam participar ativamente dos destinos do Brasil. O segundo imperador brasileiro estava cada vez mais ausente do país para tratamento de questões de saúde, o que enfraquecia a monarquia e fortalecia o discurso do movimento republicano de que Dom Pedro II não tinha mais condições de ser o governante do Império.

Os republicanos utilizaram a imprensa para divulgar seus discursos e atacar o imperador. Os jornais republicanos eram lidos pela elite, e os temas neles trazidos provocavam discussões no Clube Militar e em praça pública. O pensamento positivista estava em destaque na Europa, e o militar Benjamim Constant foi o responsável por trazer as ideias de Augusto Comte para as Forças Armadas. As ideias de que a ciências e o progresso poderiam desenvolver o Brasil ganharam força entre os militares adeptos ao republicanismo.

As crises que o Império atravessava só reforçavam os discursos republicanos da necessidade de se encerrar o Segundo Reinado e iniciar um novo governo no Brasil que possibilitasse o desenvolvimento em todas as áreas da sociedade brasileira.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Causas da Proclamação da República

As causas da Proclamação da República estão ligadas à crise do Segundo Reinado. O movimento republicano se apresentou como a solução para essa crise, angariando apoio da elite brasileira. Apesar do apoio popular à pessoa do imperador, seu governo já não era mais efetivo, já não conseguia conter a crise do final do século XIX. A historiografia tem por tradição denominar as causas da proclamação da república como questões.

A Questão Militar foi o atrito entre Dom Pedro II e os militares. Aproveitando a força da vitória na Guerra do Paraguai, os militares quiseram participar efetivamente da política brasileira, mas Dom Pedro II, utilizando o Poder Moderador, impediu essa participação. O Exército, em especial, mostrava-se como “salvador da pátria”, como se fosse o único detentor da solução para a crise enfrentada pelo Império.

A união entre Império e Igreja também foi motivo de atritos entre Dom Pedro II e religiosos católicos. Procurando seguir as normas vindas do Vaticano no final do século XIX de combate à maçonaria, vários bispos proibiram a participação de maçons em qualquer ordem religiosa. Ao mandar prender os bispos que decidiram cumprir à risca tal medida, a questão religiosa provocou o rompimento entre o imperador e o catolicismo.

Outra questão determinante para o fim do Império e a consequente Proclamação da República foi o fim da escravidão em 13 de maio de 1888. A abolição aconteceu sem nenhum pagamento de indenização. Com isso, os fazendeiros romperam com Dom Pedro II e se aproximaram do movimento republicano. Na época, esses fazendeiros foram chamados de “republicanos de última hora”.

O enfraquecimento de Dom Pedro II e o agravamento do seu estado de saúde deixaram o Segundo Reinado sem um comando, sem uma liderança, o que favoreceu o movimento das tropas do marechal Deodoro da Fonseca, em 15 de novembro de 1889, a decretar o fim do Império e instalar a república no Brasil.

Veja também: Governo Floriano Peixoto – segundo governo republicano do Brasil

O Marechal Deodoro da Fonseca liderou as tropas que derrubaram Dom Pedro II e instalaram a República no Brasil.
O Marechal Deodoro da Fonseca liderou as tropas que derrubaram Dom Pedro II e instalaram a República no Brasil.

Objetivos e participantes da Proclamação da República

Os republicanos já desejavam instalar a república logo após a proclamação da Independência em 1822. Várias revoltas provinciais no período imperial tinham a república como principal objetivo. Esse tipo de governo daria maior autonomia às províncias, reduzindo o poder central. Porém, a forte repressão do governo imperial reduziu as chances de se instalar uma república no Brasil antes de 1889.

Os militares inspirados nos ideais positivistas colocaram-se perante a sociedade como “salvadores da pátria”, aqueles que poderiam desenvolver o país com ordem e progresso, tendo a ciência como grande fiadora de suas ações. Esses ideais ganharam força entre os miliares e foram discutidos no Clube Militar. Os fazendeiros que não foram indenizados após a abolição da escravidão em 1888 mudaram de lado, aguardando apoio econômico do novo governo.

Quem proclamou a República?

A Proclamação da República aconteceu no Rio de Janeiro, em 15 de novembro de 1889.
A Proclamação da República aconteceu no Rio de Janeiro, em 15 de novembro de 1889.

Apesar de ser aliado de Dom Pedro II, o marechal Deodoro da Fonseca aproximou-se dos grupos militares alinhados com o positivismo. Ele assumiu a liderança dos republicanos no Exército e, em 15 de novembro de 1889, comandou as tropas que depuseram Dom Pedro II.

Com Deodoro, chegavam ao poder os militares, que dominaram a política brasileira nos primeiros anos da república. O marechal tornou-se o primeiro presidente do Brasil. Seu governo e o do seu sucessor, o marechal Floriano Peixoto, são chamados na historiografia de República da Espada (1889-1894).

Consequências da Proclamação da República

As consequências da proclamação da República foram:

  • chegada dos militares ao poder e sua influência nos primeiros governos republicanos;

  • fim do Segundo Reinado;

  • extinção do Poder Moderador;

  • separação entre Estado e Igreja, garantindo liberdade religiosa;

  • maior autonomia para as províncias, que, depois do 15 de novembro de 1889, transformaram-se em estados.

Resumo sobre a Proclamação da República

  • Crise do Império: questão religiosa, militar e escravista.

  • Militares foram influenciados pelos ideais positivistas e se mostraram como “salvadores da pátria”.

  • A Proclamação da República aconteceu em 15 de novembro de 1889 por meio da liderança do marechal Deodoro da Fonseca.

Acesse também: 15 de novembro – Dia da Proclamação da República

Exercícios resolvidos

Questão 1 – Assinale a alternativa que corretamente aponta o movimento filosófico que inspirou os militares na deposição de Dom Pedro II em 15 de novembro de 1889.

A) Iluminismo

B) Positivismo

C) Racionalismo

D) Empirismo

Resolução

Alternativa B. Os militares foram influenciados pelos ideais positivistas de ciências, progresso e desenvolvimento para se mostrarem como “salvadores da pátria” e garantir apoio para a causa republicana.

Questão 2 – Por que os fazendeiros romperam com o imperador Dom Pedro II logo após a abolição da escravidão em 1888?

A) Não pagamento de indenização

B) Revolta dos escravos e destruição das lavouras de café

C) Apoio dos militares ao imperador

D) Êxito da industrialização no Brasil.

Resolução

Alternativa A. Os fazendeiros romperam com Dom Pedro II por conta do não pagamento de indenização logo após a abolição dos escravos em 13 de maio de 1888. Com isso, os fazendeiros se aproximaram do movimento republicano.

Publicado por: Carlos César Higa
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

(Mackenzie) Sobre a participação dos militares na Proclamação da República, é correto afirmar que:

a) o Partido Republicano foi influenciado pelos imigrantes anarquistas a desenvolver a consciência política no seio do exército.

b) a proibição de debates políticos e militares pela imprensa, a influência das ideias de Augusto Comte e o descaso do Imperador para com o exército favoreceram a derrubada do Império.

c) o descaso de membros do Partido Republicano, como Sena Madureira e Cunha Matos, em relação ao exército, expresso por meio da imprensa, levou os "casacas" a proclamarem a República.

d) o Gabinete do Visconde de Ouro Preto formalizou uma aliança pró-republicana com os militares positivistas no Baile da Ilha Fiscal.

e) a aliança dos militares com a Igreja acirrou as divergências entre militares e republicanos, culminando na Questão Militar.

Questão 2

Sobre o principal personagem da Proclamação da República, o marechal Deodoro da Fonseca, é correto dizer que:

a) nunca havia se envolvido em assuntos políticos até o dia 15 de novembro de 1889.

b) não era monarquista, haja vista que se recusou a lutar na Guerra do Paraguai.

c) não era republicano, mas era contrário ao gabinete imperial da época.

d) sempre teve convicções republicanas.

e) tinha também o plano de assassinar a família real.

Mais Questões
Assuntos relacionados
Brasil Império
Entenda a formação do Brasil Império e veja os principais acontecimentos que marcaram esse período histórico.
Brasil Colônia
Veja as fases e transformações do Brasil Colônia, bem como entenda o funcionamento da administração no Brasil Colonial e os principais conflitos desse período.
Governos militares
Confira detalhes acerca dos governos militares no Brasil. Veja também o que foi o Golpe de 1964 e os principais acontecimentos do período.
Ilustração do século XIX retrata combate travado entre as duas forças durante a Guerra do Paraguai
Guerra do Paraguai
Clique e conheça as causas e os principais acontecimentos da Guerra do Paraguai (1864-1870), evento que trouxe mudanças aos países envolvidos.
A abolição do trabalho escravo no Brasil aconteceu de forma lenta e conservadora e só se concretizou em 1888
13 de maio – Abolição da escravatura
Clique neste link e tenha acesso a detalhes sobre o processo de abolição da escravatura no Brasil, oficializado por lei em 13 de maio de 1888. Com este texto veremos como se deu todo o processo, as formas de luta da sociedade, as principais leis decretadas durante esse percurso e como foi o pós-abolição para os negros libertos.
15 de novembro – Dia da Proclamação da República
Acesse para saber mais sobre o dia 15 de novembro. Entenda por que esse dia é importante para a história brasileira e também feriado nacional.
Deodoro da Fonseca foi o primeiro presidente do Brasil*
05 de Agosto – Nascimento de Deodoro da Fonseca
Saiba quem foi Deodoro da Fonseca e que importância ele tem para a história do Brasil.
Imagem de um selo cubano que apresenta a imagem mitificada de Tiradentes, com cabelos e barba longos*
Por que Tiradentes se tornou mártir?
Entenda por que Tiradentes se tornou mártir durante a história do Brasil e saiba detalhes sobre o processo de mitificação desse inconfidente. Envolvido diretamente com a Inconfidência Mineira, Joaquim José da Silva Xavier foi o bode expiatório da Coroa ao ser o único que teve sua pena de morte executada.
Floriano Peixoto, vice de Deodoro da Fonseca, assumiu o poder após a renúncia deste
Vice-presidentes que assumiram o governo do Brasil
Saiba quais foram os vice-presidentes que assumiram o governo do Brasil e em quais circunstâncias isso ocorreu.
A atual bandeira do Brasil foi implantada logo após a Proclamação da República, que aconteceu em 1889.
Bandeira do Brasil
Veja este texto e saiba um pouco mais sobre a história da bandeira do Brasil. Veja como surgiu o atual modelo, o significado das cores e outras curiosidades.
A princesa Isabel, herdeira do trono do Brasil, foi a responsável por assinar a lei que aboliu o trabalho escravo no Brasil, em 1888.*
Princesa Isabel
Acesse este texto e saiba mais sobre a vida da princesa Isabel, herdeira do trono do Brasil, responsável por assinar a Lei Áurea e que acabou morrendo no exílio.
Guerra de Canudos
Conheça Antônio Conselheiro, símbolo da Guerra de Canudos. Entenda o desencadeamento dos conflitos. Conheça as principais perspectivas sobre a história de Canudos.
19 de novembro – Dia da Bandeira
Saiba por que o dia 19 de novembro é considerado o Dia da Bandeira e quais acontecimentos históricos estão relacionados a esse fato.
D. Pedro II
Clique para conhecer detalhes da vida de D. Pedro II, imperador do Brasil durante o Segundo Reinado.
Sambaqui no litoral catarinense. As montanhas de conchas são uma rica fonte de estudo arqueológico no Brasil
Sambaquis e a ocupação do litoral brasileiro
Os sambaquis são grandes montanhas de conchas, formadas pelo descarte de alimentos e utensílios ao longo de milhares de anos na costa brasileira.
Governo Deodoro da Fonseca
Veja como Deodoro da Fonseca liderou a proclamação da república e tornou-se o primeiro presidente do Brasil. Acompanhe as principais medidas do seu governo.
Governo Floriano Peixoto
Acesse o link e veja como o Floriano Peixoto conseguiu consolidar a república no Brasil. Acompanhe o desenrolar das revoltas ocorridas no seu governo.
O governo de Floriano Peixoto resistiu aos ataques promovidos pelos membros da Marinha.
A Revolta da Armada
O levante da Marinha que tentou derrubar o presidente Floriano Peixoto.
Revolta da Chibata
Leia sobre a Revolta da Chibata. Saiba o que motivou esse motim e quem foi o líder dessa manifestação de origem popular. Veja como foi o desfecho desse conflito.