Whatsapp icon Whatsapp

A inversão brasileira

As mudanças promovidas por D. João VI retiraram o Brasil da condição de colônia.
As mudanças promovidas por D. João VI retiraram o Brasil da condição de colônia.

A fuga da família Real Portuguesa para o Brasil estabeleceu um episódio único na história das monarquias europeias: pela primeira vez, um rei do Velho Mundo viveu em uma de suas colônias. A situação, do ponto de vista político, era um tanto quanto embaraçosa para uma figura que deveria a todo custo reafirmar seu poder. Por isso, visando contornar o problema, dom João VI instituiu uma série de medidas que marcaram a chamada “inversão brasileira”.

Esse período de nossa história ganha tal nome por razões bastante simples. O uso do termo “inversão” indicava que o Brasil passaria por uma série de mudanças que deixariam de lhe conferir a simples condição de colônia, para então se transformar na sede do Império Português. Em âmbito geral, podemos dizer que a inversão foi notada com a criação de novas leis, cargos públicos, transformações formais e, até mesmo, a realização de grandes obras públicas.

Sob o ponto de vista administrativo, dom João fundou o Banco do Brasil, instalou a Casa de Suplicação (uma espécie de Supremo Tribunal) e criou a Junta Geral do Comércio. Além disso, promoveu a criação de três novos importantes ministérios: da Fazenda e Interior, da Marinha e da Guerra e Estrangeiros. Em geral, grande parte desses novos cargos públicos serviu de sustento para os vários súditos que acompanharam a Família Real em sua vinda para o Brasil.

No ano de 1815, o rei português extinguiu os estados do Grão-Pará, Maranhão e Piauí e do Brasil. Outro importante evento dessa época foi a elevação do território colonial brasileiro à condição de reino. Dessa forma, o império português passou a ser chamado de Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves. Além disso, dom João VI também organizou tropas para uma violenta política externa que promoveu a invasão da cidade de Caiena e a conquista da província da Cisplatina.

Não se limitando apenas a ações de natureza político-administrativa, a inversão brasileira também foi marcada por novos hábitos propagados pela abertura dos portos. A partir de então, a corte instalada no Rio de Janeiro passou a disseminar novos hábitos que eram antes desconhecidos pelas elites locais. Surgem diversas casas de comércio especializadas na venda de artigos de luxo, roupas, móveis e mobiliário que introduziram concepções inéditas de conforto e status.

Esse visível processo de europeização também se manifestou no estabelecimento da Casa da Moeda e do Banco do Brasil. Ao mesmo tempo, o governo de dom João foi responsável pela criação de duas escolas de medicina (Bahia e Rio de Janeiro), a Academia Militar, a Academia de Belas-Artes, o Teatro Real, a Imprensa Real, o Jardim Botânico e a Biblioteca Real. Outra ação de destaque foi a organização da missão artística francesa que retratou paisagens e cenas cotidianas do país.

Tantas mudanças e benefícios mostraram claramente que o Brasil deixava de ser um simples espaço de exploração colonial. As novas benfeitorias e instituições pretendiam transformar a capital fluminense em uma cidade que estivesse à altura das autoridades que recebera. Entretanto, não podemos deixar de dizer que todas as modificações foram acompanhadas por ações autoritárias (confisco de casas para instalar a corte) e a elevação de uma série de impostos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Publicado por Rainer Gonçalves Sousa

Artigos Relacionados

Obra de Johann Moritz Rugendas (1802-1858) representando a dança do lundu no Brasil colonial.*
A chegada da Corte e a música no período joanino
Conheça os estímulos dados à música no período joanino e como isso mudou o cenário cultural da época.
Prédio da antiga Biblioteca Real (hoje Biblioteca Nacional), no Rio de Janeiro
Fundação da Real Biblioteca
Saiba mais sobre a Fundação da Real Biblioteca na época em que o Brasil tornou-se Reino Unido, junto a Portugal e Algarves.
Acima, autorretrato de Jean-Baptiste Debret (1768-1848)
O Brasil segundo Jean-Baptiste Debret
Entenda as perspectivas sobre o Brasil segundo Jean-Baptiste Debret e a importância que elas podem ter para a compreensão do nosso país.
Os Tratados de 1810 provocaram uma grande mudança no cenário econômico brasileiro.
Os tratados de 1810
As diretrizes e o significado do acordo que liberou a economia brasileira.
Dom João VI voltou para Portugal e jurou fidelidade à Constituição portuguesa após a Revolução Liberal do Porto, de 1820.
Revolução Liberal do Porto
Acesse e veja o que foi a Revolução Liberal do Porto. Acompanhe seus antecedentes e objetivos. Conheça mais sobre suas consequências, principalmente no Brasil.
video icon
Português
REDAÇÃO NOTA 1000 | O acesso à informação em questão na sociedade brasileira
O mundo globalizado e digital proporcionou uma acessibilidade da informação e do conhecimento nunca antes experimentado pelo homem. Contudo, acesso não é sinônimo de qualidade. É isso o que se discutirá nesta aula. Veja como desenvolver uma redação nota 1000 sobre esse tema!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Filosofia
Anaxágoras
Assista nossa videoaula para entender mais sobre o pensamento pluralista de Anaxágoras.
video icon
Videoaula Brasil Escola
Guia de Profissões
Publicidade e Propaganda
Que tal conhecer um pouco mais sobre as funções de um publicitário?
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Estrangeirismo
Nessa videoaula você entende sobre o estrangeirismo na música "Samba do Approach."