Whatsapp icon Whatsapp

Transplante de fezes

O transplante de fezes é uma alternativa para casos específicos de diarreia persistente, como a causada pelo Clostridium difficile.
O transplante de fezes restabelece a flora intestinal
O transplante de fezes restabelece a flora intestinal

Nos últimos séculos, os avanços na área da medicina foram impressionantes. O que há muitos anos parecia impossível, hoje, já é realidade, como os transplantes de variados órgãos e tecidos. Os avanços nessa área foram tão surpreendentes que hoje é possível, até mesmo, realizar um transplante de fezes.

Apesar de pouco comum, o transplante de fezes é realizado por algumas pessoas e é uma alternativa para o tratamento de alguns tipos de diarreias persistentes. Conheça a seguir um pouco mais sobre esse processo nada convencional.


→ O transplante de fezes ou transplante de microbiota fecal

O transplante de fezes, também conhecido como transplante de microbiota fecal, é um processo que visa ao restabelecimento do equilíbrio da flora bacteriana. Realizado há mais de um século em cavalos, a técnica foi feita em humanos apenas em 1958, mas o procedimento não foi aceito de maneira satisfatória por toda a comunidade médica.

Em 2013, o transplante de fezes passou a receber um novo olhar após uma publicação no "The New England Journal of Medicine". O estudo avaliou o tratamento com transplante de fezes e chegou à conclusão de que o procedimento realmente é benéfico, o que sugere que tabus devem ser evitados em nome da saúde do paciente.

O transplante de fezes realizado no estudo tinha por objetivo controlar uma diarreia provocada pela bactéria Clostridium difficile, que causa uma doença denominada de colite pseudomembranosa. Normalmente essa bactéria é tratada com medicamentos como metronidazol e/ou vancomicina, entretanto, o tratamento é pouco eficaz e frequentemente pacientes relatam a volta da diarreia. Por essa razão, os acometidos ficam constantemente tratando o problema, que retorna de tempos em tempos. Após o transplante de fezes, os cientistas perceberam que ocorreu o reequilíbrio da flora intestinal de alguns pacientes e o resultado foi mais eficiente do que o tratamento convencional.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


→ Como é realizado o transplante de fezes?

Para realizar o transplante de fezes, é necessário encontrar primeiramente um doador saudável, que pode ou não ser membro da família. O doador deve ter seu sistema imunológico em perfeito estado, não fazer uso de drogas, não possuir doenças contagiosas e não ter feito uso de antibióticos nos últimos meses.

Após a escolha do doador, as fezes devem ser preparadas em laboratório para que possam ser inseridas no paciente. Antes de serem colocadas, elas são homogenizadas com uma solução salina e só então são colocadas por meio de uma sonda pelo nariz até o intestino ou então por processos de colonoscopia ou enema.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Escherichia coli
Informe-se sobre a Escherichia coli, bactéria que pode causar problemas de saúde nos humanos!
Câncer colorretal
Conheça os sintomas do câncer colorretal e saiba como é possível prevenir-se dessa doença.
Disenteria Bacteriana
Disenteria Bacteriana, infecção causada por uma bactéria do gênero Shiguella, forma de intoxicação alimentar, transmissão da disenteria bacteriana, sintomas da disenteria bacteriana, período de incubação da disenteria bacteriana, diagnóstico da disenteria bacteriana, tratamento da disenteria bacteriana.
Sistema digestório
Amplie seus conhecimentos sobre o sistema digestório. Neste texto, falaremos sobre os órgãos que fazem parte desse sistema e de algumas funções atribuídas a eles.
Síndrome do Intestino Irritável
Neste texto ampliaremos nossos conhecimentos sobre a Síndrome do Intestino Irritável. Saiba suas causas, sintomas, diagnóstico e tratamento.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Condição de existência de triângulos" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Condição de existência de triângulos
Nessa aula veremos a condição de existência de um triângulo utilizando um raciocínio lógico e em seguida formalizando esse conhecimento.