Whatsapp icon Whatsapp

Cajuzinho-do-cerrado

O cajuzinho-do-cerrado é uma espécie nativa do cerrado brasileiro e pertence à mesma família do caju comum
O cajuzinho-do-cerrado é uma espécie nativa do cerrado brasileiro e pertence à mesma família do caju comum

O cajuzinho-do-cerrado (Anacardium humile), também conhecido como cajuzinho-do-campo ou cajuí, pertence à família Anacardiaceae e é uma espécie que ocorre em campo sujo e cerrado, nos estados de Goiás, Minas Gerais, Rondônia, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do sul, Paraná, São Paulo e no Distrito Federal.

De natureza arbustiva, é uma espécie melífera, que floresce de setembro a outubro, frutificando em novembro, apesar de apesentar baixa capacidade de produção de frutos e sementes.

Assim como o caju comum (Anacardium occidentale), o cajuzinho-do-campo também é um pseudofruto. Seus frutos pequenos são muito consumidos in natura e também na forma de sucos, doces e geleias. Quando fermentados, fornecem uma espécie de aguardente conhecida pelos índios como cauim. As castanhas são consumidas em forma de amêndoas, da mesma forma que o caju comum, e são ricas em vitaminas B1 e B2, proteínas, lipídeos, niacina, fósforo e ferro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Toda a planta do cajuzinho-do-cerrado é empregada na medicina popular. A infusão de suas folhas e da casca do caule subterrâneo é utilizada para curar diarreias. O óleo encontrado na castanha tem ação antisséptica e cicatrizante, sendo também empregado na indústria para a produção de matérias plásticas, vernizes e isolantes.

O pedúnculo do cajuzinho-do-cerrado é rico em vitamina C, fibras e compostos antioxidantes. Essa composição biológica está associada à prevenção de doenças crônico-degenerativas, como doenças cardiovasculares, câncer e diabetes. A infusão das inflorescências é utilizada para combater a tosse e baixar o nível de glicose nas pessoas diabéticas.

O cajuzinho-do-cerrado é muito consumido por animais silvestres, o que ajuda na disseminação de suas sementes, que possuem baixa capacidade de germinação. Por ser uma espécie rasteira, é mais suscetível à ação do homem e do fogo, e está concorrendo com outras espécies ao título de espécie ameaçada de extinção.

Publicado por Paula Louredo Moraes

Artigos Relacionados

Abacate
Abacate
Origem, utilização e benefícios que a fruta proporciona.
A acerola é um fruto que se destaca pela grande quantidade de vitamina C
Aceroleira
Saiba mais sobre a aceroleira, uma malpighiácea que produz a acerola, um fruto rico em vitamina C.
Banana
Banana
Você sabia que a banana não é um fruto, mas sim um pseudofruto? Clique e saiba mais sobre um dos alimentos mais produzidos no mundo.
Acima, frutos maduros da cagaita; e abaixo, a cagaiteira, árvore utilizada para ornamentação
Cagaita
Clique aqui e conheça a cagaita, uma fruta típica do Cerrado.
Framboesa
Framboesa
Características da fruta típica de climas temperados.
Jabuticaba
Jabuticaba
Conheça as características da jabuticaba, fruta originalmente brasileira.
As folhas, a casca e as raízes da mangabeira são muito utilizadas na medicina popular
Mangaba
A mangaba é uma fruta muito utilizada na culinária.
video icon
Filosofia
Teoria dos ídolos, de Francis Bacon
O filósofo moderno Francis Bacon, pela teoria dos ídolos, inovou ao cobrar um posicionamento que fugisse do antigo tomismo aristotélico predominante na filosofia moderna e ao cobrar uma posição mais científica e menos metafísica dos estudos filosóficos. Assista à nossa aula para entender melhor!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas