Whatsapp icon Whatsapp

Hemorroidas

Hemorroidas podem provocar sangramento junto das fezes, o que pode ou não ser acompanhado de dor. Ao surgir esses sintomas, um médico deverá ser consultado.
Esquema ilustrativo mostra hemorroidas normais e hemorroidas inflamadas.
Hemorroidas são estruturas normais encontradas no corpo humano, mas podem inflamar, causando a doença hemorroidária.

Hemorroidas são estruturas venosas normais encontradas em nosso corpo, as quais podem ocasionalmente inflamar e provocar dor. Geralmente, o termo hemorroida é usado para se referir à chamada doença hemorroidária, que é a presença da hemorroida com sintomas associados, como dor e sangramento. Por já estar consolidada popularmente a adoção do termo hemorroida em substituição ao termo doença hemorroidária, continuaremos com esse uso durante o texto.

As hemorroidas podem acometer pessoas de qualquer sexo e aparecem com mais frequência em indivíduos com idade entre 45 e 65 anos. O sintoma mais comum da doença é sangramento, o qual varia de intensidade e pode ou não ser acompanhado de dor. O diagnóstico da doença é clínico e o tratamento varia de um paciente para outro, podendo incluir até mesmo cirurgias em casos mais graves.

Leia também: Retocolite ulcerativa — inflamação que acomete o intestino grosso

Resumo sobre hemorroidas

  • Hemorroida é o nome utilizado popularmente para se referir a veias dilatadas localizadas na região anal que levam ao desenvolvimento de sintomas desagradáveis.

  • As hemorroidas são classificadas, de acordo com a sua localização, em externas e internas.

  • O sintoma mais comum de hemorroidas é o sangramento anal.

  • Outros sintomas incluem dor, prolapso e coceira ao redor do ânus.

  • O diagnóstico da doença hemorroidária é clínico.

  • Algumas hemorroidas são tratadas com mudanças na dieta, enquanto outras necessitam de cirurgia.

  • Hemorroidas não se transformam em câncer.

O que são hemorroidas?

Hemorroidas é o nome utilizado popularmente para se referir a veias dilatadas localizadas na região anal que levam ao desenvolvimento de sintomas desagradáveis. De acordo com a Sociedade Brasileira de Coloproctologia, no entanto, para se referir a esse problema, o melhor é utilizar a denominação doença hemorroidária. Isso se deve ao fato de as hemorroidas, na realidade, serem estruturas normais presentes nos seres humanos, tornando-se um problema quando inflamam ou produzem sintomas. Devido à popularização do termo hemorroida para se referir a doença hemorroidária, adotaremos a denominação popular.

A hemorroida pode ocorrer tanto no sexo feminino quanto no sexo masculino, sendo maior a prevalência em indivíduos com idade compreendida entre 45 e 65 anos. Aparentemente os indivíduos brancos são mais afetados que negros. Entre os fatores relacionados com o desenvolvimento de hemorroidas, podemos citar a defecação difícil, longos períodos sentado no banheiro, gestação, uso crônico de laxantes, algumas práticas profissionais e esportivas e hereditariedade.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tipos de hemorroidas

De acordo com a Sociedade Brasileira de Coloproctologia, podemos dividir as hemorroidas em dois tipos: hemorroidas internas e hemorroidas externas.

  • Hemorroida interna: Dizemos que uma pessoa apresenta hemorroida interna quando as veias dilatadas encontram-se na região mais interna do ânus e são recobertas de mucosa intestinal.

  • Hemorroida externa: Dizemos que uma pessoa apresenta hemorroida externa quando as veias dilatadas se formam no canal anal e região externa. Essas veias são recobertas por uma pele sensível.

Leia também: O que pode causar constipação intestinal?

Sintomas das hemorroidas

Hemorroidas são um problema que provocam sintomas muito desagradáveis. Veja alguns a seguir.

  • Sangramento durante a defecação de intensidade variável e, geralmente, em vermelho vivo. Alguns indivíduos podem apresentar anemia devido à quantidade de sangue perdida. Em geral, o sangramento anal sem dor é o sintoma mais comum das hemorroidas.

  • Dor durante a defecação.

  • Prolapso (tecido hemorroidário sai do canal anal, podendo ser sentido externamente ao ânus).

  • Inchaço após defecação.

  • Coceira ao redor do ânus.

  • Sensação de esvaziamento incompleto do reto após a defecação.

Diagnóstico de hemorroidas

A doença hemorroidária pode ser diagnosticada por meio de uma análise da história clínica do paciente e da realização de um exame físico detalhado e cuidadoso. O exame inclui a inspeção anal e o toque retal. A análise da região é importante para a identificação também de outros achados, como fissuras.

Tratamento das hemorroidas

As hemorroidas podem ser tratadas de diferentes formas e o tratamento está diretamente relacionado com a gravidade do caso. Em geral, pessoas que apresentam sintomas mais leves são tratadas apenas com mudanças na dieta, sendo recomendado um aumento da ingestão de fibras e água. Essa mudança promove um melhor funcionamento do intestino e, consequentemente, reduz a força para evacuar, que pode ser um fator de risco para o desenvolvimento do problema.

Casos mais graves e com sintomas difíceis de controlar são tratados com procedimentos como a ligadura elástica e a cirurgia (hemorroidectomia). A ligadura elástica consiste na aplicação de anéis de borracha nas hemorroidas, provocando necrose isquêmica e cicatrização do tecido hemorroidário. Já a hemorroidectomia consiste na remoção da hemorroida, podendo ser adotadas diferentes técnicas para tal procedimento.

Leia também: Você conhece a síndrome do intestino irritável?

Hemorroidas podem transformar-se em câncer?

Um fato importante a ser destacado é que hemorroidas não se transformam em câncer. De acordo com a Sociedade Brasileira de Coloproctologia, o que ocorre é que metade das pessoas que procuram tratamento para hemorroidas tem sintomas ocasionados por outros problemas. O sangramento anal, por exemplo, pode ser um indicativo de câncer, e não de hemorroida, como o paciente pode imaginar. Assim sendo, é fundamental procurar um especialista quando qualquer sintoma desagradável surgir.

Fontes:

SOCIEDADE BRASILEIRA DE COLOPROCTOLOGIA. Hemorroidas. Folhetos Informativos em Coloproctologia – 2009. Disponível em: https://sbcp.org.br/pdfs/publico/hemorroidas.pdf.

DURÉ, C.L; VIEIRA, Y.Z.; FILLMANN, L.S. Doença Hemorroidária. Disponível em: https://docs.bvsalud.org/biblioref/2018/03/880211/doenca-hemorroidaria.pdf.

MOREIRA, J.P.T, ARAÚJO, S.E.A., OLIVEIRA, Jr. O. Hemorroida: Diagnóstico. Projeto Diretrizes-Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina. 2005. Disponível em: https://amb.org.br/files/_BibliotecaAntiga/hemorroida-diagnostico.pdf.

UFRGS. Telecondutas Hemorroidas. Versão digital (2018). Disponível em: https://www.ufrgs.br/telessauders/documentos/telecondutas/tc_hemorroidas.pdf

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Asma
Já ouviu falar em asma? Clique aqui e saiba mais sobre essa doença conhecendo seus sintomas e os tratamentos disponíveis.
Constipação intestinal ou prisão de ventre
Compreenda o que é a constipação intestinal (prisão de ventre), suas principais causas e como o problema pode ser tratado.
Doença de Crohn
Neste texto compreenderemos melhor o que é a doença de Crohn, suas principais características, sintomas, diagnóstico e tratamento.
Insuficiência renal aguda
Perda rápida da função renal, geralmente reversível.
Retocolite ulcerativa
Clique aqui e conheça mais sobre a retocolite ulcerativa. Neste texto conheceremos o que é essa doença, seus sintomas e qual o tratamento indicado para ela.
Sistema digestório
Amplie seus conhecimentos sobre o sistema digestório. Neste texto, falaremos sobre os órgãos que fazem parte desse sistema e de algumas funções atribuídas a eles.
Tromboflebite
Conheça mais sobre a tromboflebite, uma doença que pode afetar pessoas com varizes.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Congruência de triângulos" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Congruência de triângulos
Nessa aula veremos que para dois triângulos serem congruentes, os seus lados homólogos e os ângulos correspondentes devem ser congruentes. Porém, ao invés de analisar os três lados e os três ângulos, veremos que é necessário analisar apenas alguns casos de congruência de triângulos: LAL (Lado, Ângulo, Lado), LLL (Lado, Lado, Lado), ALA (Ângulo, Lado, Ângulo) e LAAo (Lado, Ângulo, Ângulo Oposto).