Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Gramática
  3. Ortografia
  4. A nova reforma ortográfica

A nova reforma ortográfica


Enfatizando a linguagem escrita, juntamente com todas as particularidades específicas que a mesma apresenta, torna-se de fundamental importância nos atermos às novas mudanças que ocorreram na Língua Portuguesa no que se refere à ortografia.

A partir do dia 1º de janeiro de 2009 entrou em vigor o Novo Acordo Ortográfico, e este trouxe algumas alterações significativas quanto à acentuação, acréscimo de algumas letras que vieram compor o nosso alfabeto, extinção total do trema, entre outras.

Como toda mudança implica em adequação, é normal sentirmos algumas dificuldades diante da mesma. Todavia, é essencial buscarmos suporte bibliográfico, seja no dicionário ou em livros didáticos, para o quanto antes nos adequarmos às novas exigências.

Com o objetivo de estabelecermos uma familiaridade maior sobre estas mudanças, observaremos a seguir algumas pontuações:

* O nosso alfabeto, que antes era composto por 23 letras, atualmente possui 26, pois as letras K, W e Y passaram a incorporá-lo.

Sua utilização se faz presente na grafia de nomes próprios, tais como Yara, Kátia, entre outros, como também para especificarmos unidades de medida como Kg, Km, Watts. 

- O acento diferencial utilizado para distinguir algumas palavras como para (verbo parar) de para (preposição), não existe mais.

Fato semelhante acontece com os demais vocábulos:

Pera (substantivo) e pera (preposição)
Pelo (substantivo) e pelo (preposição) 


- As formas verbais pertencentes a terceira pessoa do plural referente aos verbos:

Crer – ler – dar – ver, não recebem mais o acento circunflexo.

Assim como os substantivos:

enjoo – voo – perdoo (forma verbal) 

- Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas.

assembleia – colmeia – jiboia – joia – heroico 

- O acento permanece nas oxítonas terminadas éu(s) , ói(s), e éis(s). Veja:

chapéu (s) – troféu(s) – herói(s) – anéis - fiéis 

- Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i e no u tônicos quando vierem depois de um ditongo.

feiura – bocaiuva - Sauipe 

- Observação importante: O acento permanece se a palavra for oxítona e o (i) ou (u) estiverem no final ou seguidos de (s).
Observe:

Piauí – tuiuiú (s) 

- O (i) ou (u) tônicos dos hiatos, não antecedidos de ditongos também continuarão acentuados.

saída – juíza – saúde - graúna 

- Quanto ao emprego do hífen, há algumas regras específicas, tais como:

- Algumas perderam o hífen, como é o caso de:

paraquedas – mandachuva – pé de moleque

- Em palavras terminadas por uma vogal e iniciadas pelas consoantes “r” ou “s”.

Antes – ante-sala, auto-retrato, anti-social, ultra-sonografia, extra-seco
Agora – antessala, autorretato, antissocial, ultrassonografia, extrasseco


Embora o hífen ainda permaneça nos prefixos terminados pela letra “r” e iniciados por ela mesma:

hiper-resistente – super-realista – inter-regional 

- Nas palavras em que os prefixos terminam em vogal, acompanhadas por outra com a mesma vogal, acrescenta-se o hífen:

Antes – microondas, microônibus, antiinflamatório
Agora – micro-ondas, micro-ônibus, anti-inflamatório.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
As novas mudanças entraram em vigor a partir de 1º de janeiro
As novas mudanças entraram em vigor a partir de 1º de janeiro
Publicado por: Vânia Maria do Nascimento Duarte
Assuntos relacionados
O Novo Acordo Ortográfico eliminou o acento diferencial das palavras homófonas, exceto em dois casos: pôde e pode, pôr e por
Acentos diferenciais em pôde e pôr
Acentos diferenciais em pôde e pôr: Saiba mais sobre o Novo Acordo Ortográfico da língua portuguesa!
Mais ou mais? Onde ou aonde? Essas e outras expressões geralmente são alvo de questionamentos por parte dos usuários da língua.
Mas ou mais: dúvidas de ortografia
Mas ou mais e onde ou aonde representam os muitos questionamentos acerca da ortografia. Clique e confira importantes dicas acerca do uso dessas e de outras expressões!
A silabada é também conhecida como vício prosódico
Silabada
Tudo o que você precisa saber sobre a silabada!
Ao nos referirmos acerca de questões lexicais, dicas ortográficas atuam como verdadeiras fontes de subsídio
Questões lexicais - Dicas ortográficas
Se sua dúvida se refere a questões lexicais, sane-as clicando aqui, pois irá se deparar com importantes dicas ortográficas!
Conhecimentos acerca da acentuação gráfica são aplicáveis tanto na modalidade oral quanto na escrita
Acentuação gráfica
Por que acentuar ou não uma determinada palavra? Falar e escrever de acordo com os postulados ligados à acentuação gráfica é importante? Em um clique, descubra tudo isso!