Arqueobactérias

As arqueobactérias (archeo = antigo / primitivo) representam um restrito grupo de organismos procariontes, reunindo uma baixa diversidade de espécies, manifestando características que as diferenciam das eubactérias (eu = verdadeiro), de acordo com a estruturação de algumas moléculas como: os ácidos nucléicos (RNA ribossômico) e elementos integrantes tanto da membrana plasmática quanto da parede celular.

Essas bactérias primitivas geralmente habitam regiões praticamente inóspitas, onde vigoram condições ambientais extremadas, seja pela elevada taxa de salinidade, grau de temperatura ou pH (potencial hidrogeniônico), certamente impossibilitando a ocorrência de outros tipos de vida, o que explica o baixo número de seres representantes. Porém, mesmo frente à resistência evolutiva, também podem habitar locais amenos, como por exemplo, o aparelho digestivo de certos animais.

Classificação das Arqueobactérias:

Metanogênicas → caracterizadas pelo metabolismo anaeróbio utilizam o elemento químico hidrogênio como co-fator de reações que catabolizam o gás carbônico (CO2) em metano (CH4).

Termófilas → são arqueobactérias que sobrevivem em temperaturas altíssimas, (atingindo cerca de 100° C) e acidez muito baixa, representando os ambientes aquáticos situados próximos à falhas na crosta oceânica (fendas vulcânicas). Esses organismos realizam quimiossíntese, utilizando compostos inorgânicos (ácido sulfídrico – H2S) para sintetizar matéria orgânica e obter energia.

Halófitas → bactérias primitivas que vivem em locais com alta concentração de sal, em que a solução do meio (ambiente aquático) é extremamente hipertônica, por exemplo, a salinidade do Mar Morto.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Krukembergue Fonseca
Graduado em Biologia

Bactérias primitivas e o ambiente.
Bactérias primitivas e o ambiente.
Publicado por: Krukemberghe Divino Kirk da Fonseca Ribeiro
Assuntos relacionados
Lesões típicas do impetigo.
Impetigo, leptospirose, meningite e peste bubônica
Breves informações sobre quatro doenças bacterianas: impetigo, leptospirose, meningite e peste bubônica.
Reprodução das Bactérias
A reprodução das bactérias ocorre de forma muita rápida. Em apenas 24 horas, aproximadamente milhares de bactérias podem ser originadas.