Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Fisiologia
  4. Respiração e circulação dos anelídeos

Respiração e circulação dos anelídeos

Nos animais invertebrados, a exemplo do Filo Annelida, mesmo devido à pequena dimensão corpórea dos seres que integram este grupo, tanto a distribuição de nutriente quanto a dissipação dos gases respiratórios são aspectos que se correlacionam, visto a complexidade dos tecidos orgânicos e a condução de substâncias pelo sistema circulatório.

Se observada a disposição anatômica dos órgãos que compõem o aparelho digestório, circulatório e a forma de respiração dos anelídeos, é possível notar que existem dois vasos sangüíneos: um dorsal e o outro ventral em relação ao tubo digestório, indicando que o sistema circulatório realiza absorção dos nutrientes processados durante a digestão. Por essa análise também verificamos que subjacente à região dorsal da epiderme localiza-se o vaso sangüíneo dorsal, que, por meio da respiração cutânea, recebe o gás oxigênio e libera o gás carbônico.

Sendo assim, o sistema circulatório, através do fluido sangüíneo, realiza a função de distribuição de nutrientes e difusão dos gases respiratórios para os demais tecidos corporais.

Evolutivamente, algumas características favoreceram melhor adaptação desses animais, entre elas podemos citar:

- A presença de dilatações no sistema circulatório (cinco pares de corações), com capacidade contrátil, auxiliando o fluxo sangüíneo;
- Configuração de um sistema circulatório fechado, onde o sangue apenas circula no interior de vasos e capilares;
- A presença de pigmentos respiratórios (hemoglobina), facilitando a assimilação dos gases respiratórios e melhorando a eficiência do transporte dos mesmos;
- Respiração cutânea indireta, dependente de um meio úmido para sobreviver. Nas minhocas, a epiderme não possui uma camada de revestimento queratinizada (impermeabilizante), o que dificultaria as trocas gasosas. Contudo, secreta uma substância (muco), que lubrifica e umidifica a pele.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Esquema da anatomia interna de um anelídeo, evidenciando um segmento do sistema digestivo e circulatório.
Esquema da anatomia interna de um anelídeo, evidenciando um segmento do sistema digestivo e circulatório.
Publicado por: Krukemberghe Divino Kirk da Fonseca Ribeiro
Assuntos relacionados
Fisiologia da respiração dos animais invertebrados
As simples adaptações do sistema respiratório e as trocas gasosas dos invertebrados.
Cor da pelagem e regulação térmica de animais em distintas condições térmicas.
Animais homeotérmicos e heterotérmicos
Você sabe qual é a diferença entre animais homeotérmicos e heterotérmicos? Confira aqui!
O esforço físico e a concentração de ácido lático na musculatura.
Fermentação lática no músculo
Uma opção do organismo em condições de baixa oxigenação.
Este senhor do Sri Lanka é capaz de amamentar. Segundo os médicos, “os homens com hormônio prolactina hiperativo podem produzir leite no peito”.
Prolactina
Saiba mais sobre este hormônio que é produzido, principalmente, durante a gravidez e na amamentação.
Na embolia pulmonar, trombos instalam-se na artéria pulmonar ou em um de seus ramos.
Embolia pulmonar
Amplie seus conhecimentos sobre embolia pulmonar, uma situação ocasionada pela obstrução da artéria pulmonar e que pode levar à morte, se não tratada adequadamente.
A Síndrome do Intestino Irritável acomete mais mulheres jovens
Síndrome do intestino irritável
Saiba mais sobre causas, sintomas e formas de tratamento da síndrome do intestino irritável.
A minhoca é um exemplo de oligoqueta, anelídeo com pouca cerda
Classificação dos anelídeos
Saiba mais sobre a classificação dos anelídeos e aprenda já a característica de cada grupo!
Tipos de respiração dos animais
Conheça os diferentes tipos de respiração dos animais clicando aqui! Neste texto exploraremos, entre outras, as respirações traqueal, branquial e pulmonar.
Aparelho bucal das borboletas (probóscide).
Aparelho bucal dos insetos
De acordo com a formação e posição do aparelho bucal dos insetos, eles podem ser subdivididos. Saiba mais!