Whatsapp icon Whatsapp

Sociedade das abelhas

A população de uma colméia: rainha, operárias e zangões.
A população de uma colméia: rainha, operárias e zangões.

A sociedade é uma relação ecológica harmônica intra-específica. Na maioria das espécies de abelhas, esta forma de organização é altamente concisa, havendo divisão de atividades entre os organismos que possuem diferenciações anatômicas de acordo com a função que realizam, geralmente acompanhando o dimorfismo sexual.

Desta forma, o trabalho normalmente é executado pelas abelhas operárias, fêmeas estéreis (com aparelho reprodutor atrofiado / ovários inativos), vivendo em média um mês, durante o qual estão incumbidas de coletar néctar extraído das flores, nutrição das larvas, limpeza e produção de cera para manutenção da colméia.

Os zangões, machos desenvolvidos por partenogênese (óvulos não fecundados, sendo, portanto, haplóides), possuem curto período de vida e são responsáveis apenas pelo aspecto reprodutivo, fecundando os óvulos que dão origem às operárias.

Já a rainha, a única fêmea fértil, sobrevive por longos períodos (por mais de nove anos), incumbida pela ovipostura, com produção média diária de mil ovos, fertilizados pelos zangões na ocasião do vôo nupcial. Essa matriz da colméia surge de larvas alimentadas com geléia real, uma secreção glandular nutritiva, sintetizada por abelhas operárias jovens. Enquanto os demais membros se alimentam de uma mistura de pólen e mel.

Um fato bem interessante nesta sociedade, bem como observado em outras, é a sinalização mediada por feromônios, substâncias químicas que proporcionam o reconhecimento mútuo e sexual entre organismos semelhantes, causando também estímulos de alarme (defesa), controle populacional, indicativos de percurso (caminho em direção à fonte de alimento) e outros.

Quando a população de uma colméia se excede (com mais de 80 mil insetos), sendo necessário dividir a sociedade em duas, a ação do feromônio em baixa concentração, induz as operárias a fornecerem geléia real às larvas, que se diferenciam em novas rainhas, substituindo a existente.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Publicado por Krukemberghe Divino Kirk da Fonseca Ribeiro

Artigos Relacionados

A maré vermelha é um exemplo de amensalismo
Amensalismo
Você sabia que a maré vermelha é um exemplo de amensalismo? Confira aqui!
Colônia
Compreenda o que é colônia, conheça seus principais tipos e entenda a diferença dessa relação ecológica quando comparada à sociedade, clicando aqui.
A abelha-rainha determina o nascimento de indivíduos machos ou fêmeas
Determinação do sexo das abelhas
Entenda como ocorre a determinação do sexo das abelhas e sua importância para o desenvolvimento da colmeia.
Relações ecológicas
Você sabe o que são as relações ecológicas? Descubra o que são e os tipos existentes, além de conferir uma lista com exemplos e exercícios resolvidos sobre o tema.
No Japão, as águas-vivas vêm comprometendo a pesca
Superpopulação de cnidários
Descubra os fatores envolvidos na superpopulação de cnidários em todo o mundo.
video icon
Sociologia
O que é Estado Democrático de Direito?
Nesta aula aprenderemos que o Estado Democrático de Direito é uma forma de Estado em que a soberania popular é fundamental. Venha entender o conceito e por que compreendê-lo bem é tão importante!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas