Blocos em movimento horizontal

Blocos em contato sujeitos à ação de uma força de intensidade F
Blocos em contato sujeitos à ação de uma força de intensidade F

A figura acima nos mostra dois blocos, A e B, de massas mA e mB, apoiados em uma superfície horizontal com atrito e colocados em movimento em virtude da ação de uma força horizontal .

Durante os estudos relacionados a blocos em movimento, devemos perceber que quando dois ou mais blocos estão sujeitos à ação de uma mesma força, permanecem em contato e estão apoiados sobre uma superfície, eles realizam o mesmo deslocamento em tempos iguais. Dessa forma, podemos afirmar também que eles têm a mesma velocidade e também a mesma aceleração.

Analisando os blocos separadamente, poderemos verificar as forças que atuam em cada um dos blocos. Veja a figura abaixo.

PA e PB são as forças peso dos blocos A e B;
NA e NB são as forças normais dos blocos A e B;
FatA e FatB são as forças de atrito nos blocos A e B;
F é a força aplicada no bloco A por um agente externo;
FAB e FBA são as forças de interação entre os blocos A e B (ação e reação).

Forças que atuam nos blocos A e B analisados separadamente

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Nesse caso, podemos ver que os blocos A e B se movimentam somente na horizontal. Assim, podemos dizer que na horizontal a resultante das forças é nula (FR = 0). Dizemos também que em cada bloco a força normal equilibra a força peso. Em módulo, temos:

N = P = m.g

Observando os blocos, se verificarmos que ambos estão em movimento deveremos considerar três situações:

- se a força F for maior do que a soma das forças de atrito, dizemos que os blocos estão em movimento acelerado com aceleração igual para ambos. Nesse caso, a força resultante no sistema será dada por:

FR = F – (Fat A + Fat B)

- se a força F for igual à soma das intensidades das forças de atrito, os blocos estarão em movimento uniforme com a mesma velocidade.

- se a superfície horizontal for considerada lisa, a intensidade da força resultante será dada por:

FR = F

Portanto, para calcular a aceleração comum aos dois blocos basta usar a seguinte equação:

FR=m .a
FR=(mA+ mB) .a

Publicado por Domiciano Correa Marques da Silva

Artigos Relacionados

Sistema de referência para o movimento de queda livre, com orientação do eixo para baixo
Funções horárias do movimento de queda livre
Veja aqui quais são as funções horárias que descrevem o movimento de queda livre de um corpo.
A velocidade de escape é a velocidade mínima necessária para que um corpo escape da atração gravitacional de um corpo celeste, como a Terra.
Velocidade de escape
Saiba mais sobre a velocidade de escape, que é a velocidade mínima necessária para escapar da atração gravitacional de um corpo celeste.
video icon
Biologia
Bacterioses: Doenças causadas por bactérias
Bacterioses são doenças muito comuns, por sempre estarem presentes nas populações humanas, mas nem todas as bactérias são maléficas, elas são seres microscópicos unicelulares e que estão presentes na água e nos alimentos, e várias bactérias vivem dentro do nosso corpo, precisamos muito delas. Contudo, como essas bactérias ruins acabam encontrando nosso organismo e nos causando mal?

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Guia de Profissões
Publicidade e Propaganda
Que tal conhecer um pouco mais sobre as funções de um publicitário?
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Português
Preposições
Vamos aprender mais sobre essa classe conectiva de termos?