Whatsapp icon Whatsapp

Campo em uma espira circular

Espira circular percorrida por uma corrente elétrica fornecida pela bateria
Espira circular percorrida por uma corrente elétrica fornecida pela bateria

Considere que um fio condutor retilíneo seja percorrido por uma corrente elétrica contínua. Considere também que esse mesmo fio seja encurvado para formar uma espira plana circular de raio R, percorrida por uma corrente elétrica de intensidade i, conforme mostra a figura acima.

Em uma espira circular plana, as linhas do campo magnético são circunferências perpendiculares ao seu plano, concêntricas com o condutor. O vetor indução magnética no centro O dessa espira tem as seguintes características:

- intensidade: a intensidade do vetor  no centro da espira é dada pela expressão:

- direção: normal ao plano da espira;
- sentido: dado pela regra da mão direita.

Através da regra da mão direita podemos ver que o vetor B está na vertical
Através da regra da mão direita podemos ver que o vetor B está na vertical.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

As linhas de indução de um ímã saem do polo norte e chegam ao polo sul. Uma espira percorrida por uma corrente elétrica origina um campo magnético análogo ao do ímã e, então, atribui-se a ela um polo norte, do qual as linhas saem; e um polo sul, ao qual elas chegam.

Se considerarmos n espiras iguais justapostas, ou seja, uma do lado da outra, de modo que a espessura do enrolamento seja muito menor que o diâmetro de cada espira, teremos a chamada bobina chata. A intensidade do vetor indução magnética B no centro O da bobina chata é determinada através da seguinte equação:

Onde:

B – é o campo magnético no interior da espira (ou bobina)
i – é a corrente elétrica
R – é o raio da espira (ou bobina)
μ – é a permeabilidade magnética
n – é o número de voltas da bobina

Publicado por Domiciano Correa Marques da Silva

Artigos Relacionados

Dielétricos
Você sabe o que são dielétricos e quais são as suas principais aplicações? Acesse este texto e aprenda mais sobre esses importantes materiais isolantes.
Fusíveis
Descubra o que é um fusível e para que ele serve. Veja também onde o encontramos no dia a dia e a sua diferença em relação ao disjuntor.
Linhas de força
Você sabe o que são as linhas de força? Clique aqui, entenda o que são e conheça suas propriedades e seus tipos.
video icon
Professora ao lado do texto"Verbos irregulares".
Português
Verbos irregulares
Sabendo que o estudo de verbos não é uma tarefa fácil, nesta videoaula esclareceremos as formas de flexão dos verbos irregulares, ou seja, aqueles que, ao serem conjugados, apresentam alteração em seu radical ou em sua terminação. Não deixe de assistir!