Whatsapp icon Whatsapp

Magnetismo

Magnetismo é uma área da Física cujo objeto de estudo está nos fenômenos magnéticos, como a atração e repulsão entre os polos magnéticos.
Na imagem é possível visualizar as linhas de força dos ímãs que saem do norte em direção ao sul.
Na imagem é possível visualizar as linhas de força dos ímãs que saem do norte em direção ao sul.

O magnetismo é a área responsável por estudar os fenômenos magnéticos, desde campo e força magnética até a indução eletromagnética de Faraday. Tal tipo de fenômeno foi provavelmente observado primeiramente na Grécia Antiga, na cidade de Magnésia, podendo ser essa a razão da sua nomenclatura.

Leia também: Temas de Física que mais aparecem no Enem

Resumo sobre magnetismo

  • Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

    O magnetismo é área da Física que explica fenômenos magnéticos e consegue aperfeiçoar e criar diversos dispositivos tecnológicos.

  • Os tipos de materiais magnéticos são: diamagnético, paramagnético e ferromagnético.

  • A Terra possui um polo norte magnético e um polo sul magnético.

  • Os ímãs possuem polos norte e sul, que não podem ser separados.

  • As linhas de força dos ímãs saem do polo norte em direção ao polo sul.

  • Polos de mesma nomenclatura são repelidos, enquanto polos de diferentes nomenclaturas são atraídos.

  • O eletromagnetismo estuda a relação existente entre os fenômenos estudados em eletricidade e no magnetismo.

Videoaula: Introdução ao magnetismo

O que é magnetismo?

O magnetismo é a parte da Física que estuda a origem e as consequências dos fenômenos magnéticos, como campo e força magnética. Ele tem origem no movimento dos elétrons, estando assim intimamente ligado ao estudo da eletrostática e eletrodinâmica, compondo a grande área chamada eletricidade e magnetismo.

Existem autores que afirmam que a sua nomenclatura se deu em razão do nome da região conhecida como Magnésia, na Grécia Antiga, onde ocorreu suas primeiras observações; mas há lendas que contam que seu nome na verdade é uma homenagem ao pastor de ovelhas Magnes, que provavelmente foi o pioneiro na observação do fenômeno magnético, em que a ponta de ferro do seu cajado grudava em algumas pedras ao entrar em contato com elas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Exemplos de magnetismo

Existem diversos exemplos de situações relacionadas ao magnetismo, abaixo veremos alguns deles.

  • Aurora boreal: aparece quando temos o contato do plasma solar com a atmosfera e o campo magnético terrestre, em que o campo magnético filtra as partículas alfa vindas do Sol, atraindo-as e dissipando-as em um espetáculo de luzes e cores.

  • Bússola: é composta por uma agulha ferromagnética que varia sua orientação conforme a posição do campo magnético terrestre.

O que é magnetismo natural?

Magnetismo natural é a nomenclatura dada aos elementos da natureza dotados de propriedades magnéticas inatas, como é o caso da magnetita, chamada de óxido de ferro, representado por \(Fe_3 O_4\). Diferentemente do magnetismo artificial, em que esses elementos não possuem propriedades magnéticas, mas têm a possibilidade de as adquirirem.

Leia também: Imantação — o processo de magnetizar materiais que não têm essa propriedade

Tipos de materiais magnéticos

Os materiais magnéticos podem ser classificados em diamagnéticos, paramagnéticos e ferromagnéticos.

  • Diamagnéticos: são os materiais conhecidos por não se atraírem pelos ímãs, já que, ao serem aproximados a um campo magnético externo, em seu interior surge um campo magnético com sentido oposto e que some ao afastá-los desse campo magnético externo, como se o repelissem. Alguns exemplos desses materiais são: água, madeira, mercúrio, plástico, ouro, bismuto etc.

  • Paramagnéticos: são os materiais em que, quando aproximados de um campo magnético externo, seus momentos angulares se ordenam, e eles passam a se comportar semelhante a um imã. Caso sejam afastados, eles deixam de se comportar dessa maneira e voltam ao seu estado inicial. Alguns exemplos desses materiais são: alumínio, sódio, cálcio, sulfato de cobre etc.

  • Ferromagnéticos: são os materiais que possuem “memória magnética”, o que significa que, ao se aproximarem de um campo magnético externo, ocorre a ordenação dos seus momentos angulares. Assim, eles começam a se comportar semelhante a um imã, semelhante aos materiais paramagnéticos, contudo, após o seu afastamento, isso se mantém inalterado, diferentemente dos materiais diamagnéticos. Alguns exemplos desses materiais são: ferro, cobalto, níquel, algumas ligas metálicas etc.

Campo magnético da Terra

O planeta Terra possui um campo magnético que faz com que ela se comporte como um grande ímã, provavelmente devido à grande quantidade de correntes elétricas que a circulam internamente. Ela possui dois polos magnéticos, o polo norte magnético, localizado no Polo Sul geográfico, e o polo sul magnético, localizado no Polo Norte geográfico, conforme podemos ver na imagem abaixo:

Polos magnético e geográfico terrestres.
Polos magnético e geográfico terrestres.

Ímãs

Os ímãs, também chamados de magnetos, são materiais ferromagnéticos com dois polos magnéticos (daí a nomenclatura dipolos), em que um dos polos é chamado de norte e o outro polo de sul. Suas linhas de força saem do polo norte em direção ao polo sul. Eles possuem a capacidade de atrair (polos diferentes) ou repelir (polos iguais) outros materiais ferromagnéticos em razão do seu campo magnético, como podemos ver na imagem abaixo:

Linhas de força dos ímãs.
Linhas de força dos ímãs.

Eles podem ser classificados como naturais, quando encontrados na natureza, como é o caso da magnetita, ou podem ser artificiais, quando fabricados pelo processo de imantação.

Além disso, os ímãs possuem uma propriedade conhecida como inseparabilidade dos polos, em que é impossível separar o polo norte do polo sul, independentemente de quão pequena seja a divisão, sempre ficando com partes iguais de polo norte e sul, como podemos ver na imagem abaixo:

Ilustração mostra a propriedade de inseparabilidade dos polos de um ímã.
Ilustração mostra a propriedade de inseparabilidade dos polos de um ímã.

Principais fórmulas do magnetismo

Existem diversas fórmulas estudadas no magnetismo, abaixo veremos as principais.

  • Fórmula do campo magnético em uma espira circular

\(B=\frac{μ_o\cdot\ i}{2\cdot R}\)

 

    • B é o campo magnético, medido em Tesla \([T]\).

    • \(μ_o\) é a constante de permeabilidade magnética do vácuo, seu valor é \(4π\cdot10^{-7}\ T\cdot m/A\).

    • i é a corrente elétrica, medida em Ampère \( [A]\).

    • R é o raio da espira, medido em metros \([m]\).

  • Fórmula do campo magnético em uma bobina chata

\(B=N\cdot\frac{μ_o\cdot\ i}{2\cdot R}\)

  • B é o campo magnético, medido em Tesla \([T]\).

  • N é o número de espiras da bobina.

  • \(μ_o\) é a constante de permeabilidade magnética do vácuo, seu valor é \(4π\cdot10^{-7}\ T\cdot m/A\).

  • i é a corrente elétrica, medida em Ampère \( [A]\).

  • R é o raio da bobina, medido em metros \([m]\).

  • Fórmula do campo magnético em um condutor reto

\(B=\frac{μ_o\cdot\ i}{2\cdot \pi \cdot d}\)

  • B é o campo magnético, medido em Tesla \([T]\).

  • \(μ_o\) é a constante de permeabilidade magnética do vácuo, seu valor é \(4π\cdot10^{-7}\ T\cdot m/A\).

  • i é a corrente elétrica, medida em Ampère \( [A]\).

  • d é a distância ao fio, medida em metros \([m]\).

  • Campo magnético no interior de um solenoide

\(B=N\cdot\frac{μ_o\cdot\ i}{l}\)

  • B é o campo magnético, medido em Tesla \([T]\).

  • \(μ_o\) é a constante de permeabilidade magnética do vácuo, seu valor é \(4π\cdot10^{-7}\ T\cdot m/A\).

  • i é a corrente elétrica, medida em Ampère \( [A]\).

  • N é o número de espiras ou voltas no solenoide.

  • l é o comprimento do solenoide, medido em metros \([m]\).

  • Força magnética sobre partículas carregadas

\(F=|q|\cdot v\cdot B\cdot sinθ\)

  • F é a força magnética, medida em Newton \([N]\).

  • \(|q|\) é o módulo da carga elétrica em excesso ou falta, medido em Coulomb \([C]\).

  • v é a velocidade da partícula em relação ao campo magnético, medida em \([m/s]\).

  • B é o campo magnético, medido em Tesla \([T]\).

  • \(θ\) é o ângulo formado entre a velocidade e o campo magnético, medido em graus \([°]\).

  • Fórmula da força magnética sobre condutores retilíneos

\(F=B\cdot i\cdot l\cdot sinθ\)

  • F é a força magnética, medida em Newton \([N]\).

  • B é o campo magnético, medido em Tesla \([T]\).

  • i é a corrente elétrica, medida em Ampère \([A]\).

  • l é o comprimento do fio, medido em metros \([m]\).

  • \(θ\) é o ângulo formado entre o comprimento do fio e o campo magnético, medido em graus \([°]\).

  • Fórmula da força magnética sobre dois condutores retilíneos

\(F=μ_o\cdot\frac{i_1\cdot i_2\cdot l}{2\cdotπ\cdot d}\)

  • F é a força magnética, medida em Newton \([N]\).

  • \(μ_o\) é a constante de permeabilidade magnética do vácuo, seu valor é \(4π\cdot10^{-7}\ T\cdot m/A\).

  • \(i_2\) é a corrente elétrica do condutor 1, medida em Ampère \([A]\).

  • \(i_2\) é a corrente elétrica do condutor 2, medida em Ampère \([A]\).

  • l é o comprimento do fio, medido em metros \([m]\).

  • d é a distância entre os dois condutores, medida em metros \([m]\).

  • Fórmula do fluxo magnético

\(ϕ=B\cdot A\cdot cosθ\)

  • \(ϕ\) é o fluxo magnético, medido em Weber Wb ou \([T\cdot m]\).

  • B é o campo magnético, medido em Tesla \([T]\).

  • A é a área da superfície, medida em \([m^2]\).

  • \(θ\) é o ângulo entre a normal no plano da espira e o vetor campo magnético, medido em graus \([°]\).

  • Lei de Faraday-Lenz

\(ε=\frac{-Δϕ}{Δt}\)

  • \(ε\) é a força eletromotriz induzida, medida em Volt \([V]\).

  • \(Δϕ\) é a variação de fluxo magnético, medida em Weber Wb ou \([T\cdot m]\).

  • \(Δt\) é a variação de tempo, medida em segundos \([s]\).

História do magnetismo

Há registros e textos abordando a existência do magnetismo datados dos séculos VII a.C. e VI a.C., na Grécia Antiga. O filósofo, matemático e astrônomo Tales de Mileto (623 a.C.-558 a.C.) foi quem observou a atração da pedra magnetita ao ferro. Inclusive, os chineses no século VII inventaram a bússola, que os auxiliava em suas navegações, sendo um instrumento que se orienta de acordo com o campo magnético terrestre. Eles também fabricaram os ímãs.

No século XIII na Europa, seus estudos se impulsionaram, e podemos citar nessa época o estudioso Pierre Pelerin de Maricourt (1240-séc. XIII), que fazia experimentos envolvendo o magnetismo, tendo até escrito o primeiro estudo formal a respeito das propriedades e nomenclatura dos polos dos ímãs.

No século XVI, o cientista Willian Gilbert (1544-1603) observou e concluiu que a Terra possuía um campo magnético e que, em razão disso, as bússolas funcionavam apontando sempre para o norte. Posteriormente, o assunto também foi estudado pelo cientista Carl Gauss (1777-1855).

No século XVIII, Charles Coulomb (1736-1806) estudava a respeito da eletricidade e do magnetismo, formulando a lei de Coulomb e a lei dos polos inversos de atração e repulsão entre as cargas elétricas.

No século XIX, entre 1820 e 1829, o físico e químico Hans Oersted (1777-1851) comprovou a relação entre os fenômenos elétricos e magnéticos acidentalmente, quando observou que uma bússola próxima se movia devido à corrente elétrica que atravessava um fio. Seus estudos permitiram o desenvolvimento dos motores elétricos e o surgimento da grande área chamada eletromagnetismo.

Entre 1821 e 1825, Andrè-Marie Ampère (1775-1836) estudava a respeito das correntes elétricas no ímãs. Devido à relevância de seu trabalho, teve seu nome dado como unidade de medida à grandeza corrente elétrica, medida, portanto, em Ampère.

Nesse mesmo século, tivermos outras grandes descobertas, como o físico e químico Michael Faraday (1791-1867), que percebeu que, ao movimentar um ímã em um condutor elétrico, ele é capaz de produzir corrente elétrica. Além disso, seus estudos possibilitaram o desenvolvimento dos geradores elétricos, e, juntamente a Joseph Henry (1797-1878), ele descobriu a indução eletromagnética.

Em 1865, foi inventado o dínamo, aparelho que produz energia elétrica por meio da energia cinética, com base na teoria da indução eletromagnética de Faraday.

Em torno de 1873, James Maxwell (1831-1879) reuniu as leis de Gauss da eletricidade e do magnetismo e a lei de indução Faraday a uma outra equação que ele desenvolveu, considerando-as as equações fundamentais do eletromagnetismo e lhes dando o nome de equações de Maxwell. Por meio de sua manipulação matemática, ele percebeu que os campos magnéticos e elétricos se propagavam de maneira semelhante às ondas mecânicas, nomeando essa propagação de onda eletromagnética.

Leia também: 6 curiosidades sobre as ondas eletromagnéticas

Exercícios resolvidos sobre magnetismo

Questão 1

Suponha que uma carga elétrica de \(15μC\) seja lançada em um campo magnético uniforme de 20T. Sendo de 30° o ângulo formado entre v e B, determine a força magnética que atua sobre a carga supondo que ela foi lançada com velocidade igual a \(2\cdot10^3 m/s\).

a) \(F_{mag}=300N\)

b) \(F_{mag}=30N\)

c) \(F_{mag}=3N\)

d) \(F_{mag}=3000N\)

e) \(F_{mag}=3\cdot10^3\ N\)

Resolução:

Alternativa A. Podemos calcular a força magnética por meio da sua fórmula:

\(F_{mag}=|q|\cdot v\cdot B\cdot sinθ\)

\(F_{mag}=|15μ|\cdot2\cdot10^3\cdot20\cdot sin30°\)

Como \(μ\) vale 10-3, temos:

\(F_{mag}=15\cdot10^{-3}\cdot2\cdot10^3\cdot20\cdot sin30°\)

\(F_{mag}=15\cdot2\cdot20\cdot10^{-3}\cdot10^3\cdot0,5\)

\(F_{mag}=300\cdot10^{-3+3}\)

\(F_{mag}=300N\)

Questão 2

O que acontece com os pedaços de um imã que foi quebrado ao meio?

a) cada um se tornará um imã de menor tamanho.

b) perderão magnetização.

c) serão desmagnetizados.

d) um dos pedaços se tornará um polo norte e o outro, um polo sul.

Resolução:

Alternativa A. Cada um se tornará um imã de menor tamanho devido à inseparabilidade dos polos norte e sul.

Publicado por Pâmella Raphaella Melo
Assista às nossas videoaulas

Artigos de Magnetismo

Antiferromagnetismo
Entenda o que é o antiferromagnetismo e quais são as suas características e propriedades!
Aplicação da força magnética sobre um condutor
Veja aqui as principais aplicações da força magnética que atua em um condutor percorrido por corrente elétrica.
As Equações de Maxwell
As equações de Maxwell apresentadas teoricamente.
Cálculo da força eletromotriz
Veja aqui um pouco mais sobre corrente elétrica induzida e veja também como calcular a força eletromotriz induzida com base na força magnética e elétrica.
Campo elétrico induzido
Veja aqui como podemos gerar um campo elétrico induzido variando apenas o fluxo magnético em uma espira.
Campo em uma espira circular
Veja aqui como determinar o campo magnético gerado por uma espira circular percorrida por uma corrente elétrica.
Campo magnético
Acesse e aprenda a definição de campo magnético. Descubra quais são as diferentes fontes de campo magnético, e confira exercícios resolvidos sobre o tema.
Campo Magnético no interior de um solenoide
Vetor campo magnético no interior de um solenoide.
Campo Magnético Terrestre
Conheça mais sobre o campo magnético terrestre, que impede a entrada de partículas solares capazes de prejudicar as telecomunicações.
Campo magnético uniforme e força magnética sobre ímãs
Confira aqui a definição de campo magnético uniforme e veja também como a força magnética atua sobre os ímãs.
Características das ondas eletromagnéticas
O que é uma onda eletromagnética? Veja mais sobre sua definição e suas principais características aqui!
Características dos ímãs
Os ímãs possuem a propriedade de atrair ou repelir outros ímãs. Confira!
Carga movendo no campo magnético uniforme
Veja aqui qual é o comportamento de uma carga elétrica quando é lançada em um campo magnético uniforme.
Eletroímã
Descubra o que é um eletroímã, dispositivo que possui diversas aplicações.
Energia das ondas eletromagnéticas
Em uma onda eletromagnética, os valores do campo elétrico e magnético variam com o tempo, oscilando entre um valor máximo e mínimo. Veja aqui como determinar a energia das ondas eletromagnéticas.
Enunciando a Lei de Biot-Savart
Através do experimento de Oersted surgiu a lei de Biot-Savart.
Espectro eletromagnético
Acesse e descubra o que é espectro eletromagnético. Confira aplicações cotidianas dos tipos de ondas eletromagnéticas, e aprenda mais com definições e fórmulas.
Experimento de Oersted
Clique aqui para conhecer o experimento de Oersted, a comprovação de que campos magnéticos podem ser gerados por meio de corrente elétrica.
Filtro de íons
Utilizando o campo magnético e o campo elétrico para acelerar íons a uma mesma velocidade.
Física das auroras polares
Clique aqui e compreenda o que são as auroras polares e as leis da Física envolvidas na ocorrência desse maravilhoso fenômeno.
Fluxo magnético
O fluxo magnético é proporcional ao número de linhas que atravessa a superfície.
Fontes de campo magnético
Veja aqui mais sobre as principais fontes de um campo magnético: bobina chata, solenoide, condutor retilíneo e espira.
Força magnética
Clique aqui e veja o que é força magnética e quais relações ela possui com a carga de um corpo e com a corrente elétrica.
Força magnética em um condutor retilíneo
Um fio condutor fica sujeito à ação de uma força magnética quando é colocado em um campo magnético.
Força magnética entre fios paralelos
Você sabia que um fio pode atrair outro fio? Clique aqui e entenda a força magnética entre fios paralelos que conduzem corrente elétrica.
Formação da imagem no tubo de uma TV
Conheça como é que se forma a imagem que vemos na televisão.
Funcionamento da Campainha Elétrica
Descubra como funciona a campainha elétrica, uma das aplicações dos eletroímãs.
Histerese magnética
Clique aqui para conhecer a histerese magnética e entenda como ocorre a desmagnetização de um material imantado por meio de um campo variável.
Imagem no tubo de TV
Veja aqui como é produzida a imagem em uma televisão de tubo de vidro.
Indução eletromagnética
Você sabe o que é indução eletromagnética? Acesse para conferir um resumo sobre indução e as fórmulas usadas para calcular a força eletromotriz induzida.
Intensidade da onda eletromagnética
Veja aqui qual é a relação matemática existente entre a potência e a intensidade de uma onda eletromagnética.
Lei de Ampère
Clique para entender tudo sobre a lei de Ampère. Confira aqui o que é a lei de Ampére, sua fórmula, como calculá-la, suas aplicações e muito mais.
Lei de Faraday
Você sabe o que é a lei de Faraday? Saiba o que é fluxo magnético, e confira a fórmula da força eletromotriz induzida e exercícios sobre indução eletromagnética.
Lei de Lenz
Você sabe o que diz a lei de Lenz? Acesse o texto e confira uma introdução ao assunto, conheça aplicações da lei Lenz e resolva os exercícios sobre o tema.
Levitação magnética e Efeito Meissner
As características básicas da levitação magnética e do efeito Meissner.
Luz visível
A luz visível é uma forma de radiação eletromagnética. Confira aqui suas propriedades.
Materiais Ferromagnéticos
Saiba como é possível produzir campos magnéticos com maiores intensidades.
Movimento circular no campo magnético
Analisando o movimento circular uniforme de uma carga lançada em um campo magnético uniforme.
Ondas de rádio
Descubra o que são ondas de rádio e quais são suas características. Confira alguns exemplos de dispositivos que fazem uso dessa radiação.
Ondas Eletromagnéticas
Saiba mais sobre as ondas eletromagnéticas! Conheça suas características, tipos (como as micro-ondas) e fórmulas. Confira exercícios resolvidos sobre o tema.
Ondas eletromagnéticas
Clique aqui e entenda o que são as ondas eletromagnéticas, aplicadas no cotidiano em celulares e na transmissão via satélite.
Por que o ímã atrai o ferro?
Por que o ímã atrai o ferro? Clique aqui e descubra a resposta!
Potência média da corrente elétrica
Veja aqui como podemos determinar o valor da potencia média usando apenas a tensão elétrica eficaz e a corrente elétrica eficaz.
Processos de imantação
Clique aqui e descubra quais são os processos de imantação existentes, isto é, os processos que tornam um material um ímã.
Propriedade dos ímãs
Clique aqui e conheça quais são as principais propriedades dos ímãs!
Propriedades magnéticas dos materiais
Conheça as propriedades magnéticas dos materiais.
Radiação ultravioleta (UV)
Clique para saber tudo sobre a radiação ultravioleta. Confira aqui o que é, seus tipos, suas aplicações, seus efeitos e muito mais.
Raio da trajetória de uma carga no campo magnético
Veja como é possível determinar o valor do raio da trajetória descrita por uma carga lançada perpendicularmente a um campo magnético uniforme.
Raios ultravioleta e raios X
Veja aqui o que são raios ultravioleta e raios X e suas principais características.
Temperatura Curie
Clique aqui e veja o que é a temperatura Curie e entenda por que, em determinadas condições, alguns materiais perdem suas propriedades magnéticas.
Válvula magnética
Aplicações do eletromagnetismo nas válvulas magnéticas
Vetor Campo Magnético
Aprenda a determinar o módulo, a direção e o sentido do vetor campo magnético.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Soma dos ângulos externos de um polígono convexo" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Soma dos ângulos externos de um polígono convexo
Nessa aula demonstrarei a fórmula da soma dos ângulos externos de um polígono convexo qualquer e como encontrar a medida de cada ângulo externo.