Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Geografia
  3. Geografia ambiental
  4. Unidades de preservação

Unidades de preservação

O intenso processo de destruição do meio ambiente gerou a necessidade de criação de áreas ligadas à preservação ambiental. No Brasil, com base na Lei Nacional n° 9.985 do ano 2000, a União, Estados, Municípios, além do cidadão civil, podem criar áreas de conservação natural. Essas unidades de preservação variam conforme os objetivos a serem alcançados. Atualmente, existem 728 áreas de conservação ambiental no território brasileiro. Elas estão distribuídas da seguinte forma:


Estações Ecológicas – São áreas de domínio público que visam à preservação da natureza e proporcionam um ambiente para o desenvolvimento de pesquisas científicas destinadas à proteção do ambiente natural.

Reservas Biológicas – Unidades de conservação integral. São áreas para abrigo de espécies da fauna e da flora, podendo desenvolver-se nelas, projetos de educação ambiental.

Parques Nacionais – Áreas abertas ao público, destinadas a pesquisas científicas e educação ambiental. Objetivam preservar ecossistemas naturais de grande relevância ambiental.

Monumentos Naturais – Unidades de conservação de domínio público ou privado, cuja permissão para o acesso, se dá conforme o regulamento da área. Têm por objetivo a preservação de sítios naturais, raros e singulares.

Refúgios de Vida Silvestre – Áreas públicas ou privadas, sendo que o acesso só é permitido, mediante autorização. Essas unidades de conservação são destinadas à proteção dos ambientes naturais, fundamentais para reprodução e existência da fauna e da flora, tanto local quanto migratória.

Áreas de Proteção Ambiental – Têm por finalidade proteger a diversidade biológica, disciplinar a ocupação e assegurar a sustentabilidade no uso dos recursos naturais. Nessas áreas permite-se o desenvolvimento de atividades econômicas de forma sustentável.

Áreas de relevante interesse ecológico – São unidades de domínio público ou privado, cujo acesso depende de decretos de criação de cada unidade. Têm por objetivo preservar os ecossistemas naturais de importância local, com vistas a não prejudicar a biodiversidade da região.

Florestas nacionais – Áreas de domínio público destinadas a atividades de pesquisa, educação ambiental e turismo. São unidades de conservação ambiental para promover o uso sustentável dos recursos florestais de forma sustentável.

Reservas extrativistas – São unidades de domínio público com uso concebido às populações que realizam o extrativismo vegetal e/ou mineral. Nessas áreas desenvolve-se o extrativismo pela população nativa de forma sustentável.

Reservas de fauna – Objetivam proteger o habitat de populações animais de espécies nativas, adequadas para estudos científicos. Nessas áreas, a visitação é permitida.

Reservas de desenvolvimento sustentável – Áreas habitadas por populações tradicionais que exploram os recursos naturais de forma sustentável.

Reservas particulares de patrimônio natural – São unidades de conservação de domínio privado. Referem-se às preservações ambientais e paisagísticas, destinadas ao ecoturismo, educação ambiental e lazer.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses – área de presevação
Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses – área de presevação
Publicado por: Wagner de Cerqueira e Francisco
Assuntos relacionados
Amazônia - devastação do maior bioma do Brasil
A ocupação da Amazônia
O processo histórico de ocupação e devastação da Amazônia.
Os biocombustíveis se apresentam como alternativa econômica e ambiental
Biocombustíveis no Brasil
Conheça a dinâmica e as características da utilização dos biocombustíveis no Brasil.
Mangue é uma vegetação típica do litoral.
Formações litorâneas
Os tipos de vegetação que ocorrem ao longo do litoral brasileiro.
Os hotspots representam as áreas que mais necessitam de conservação do planeta
Hotspots mundiais
Descubra o que são os hotspots, por que esse termo foi criado e quais são os 34 hotspots mundiais, incluindo os dois brasileiros.
Vitória-régia, planta aquática do pantanal Mato-Grossense
Pantanal Mato-Grossense
O bioma considerado como uma das maiores planícies alagáveis do mundo.