Whatsapp icon Whatsapp

Classificação do sujeito

Conhecer a classificação do sujeito é imprescindível para uma boa análise sintática: Ele poderá ser simples, composto, elíptico ou indeterminado.
O sujeito poderá ser determinado simples, determinado composto, determinado elíptico ou indeterminado
O sujeito poderá ser determinado simples, determinado composto, determinado elíptico ou indeterminado

Para uma boa análise sintática, é preciso antes identificar os termos constituintes da oração. Entre os elementos mais importantes que a compõem, estão o sujeito e o predicado. Talvez você já tenha ouvido falar bastante sobre os dois, mas é preciso entender a questão, não apenas decorar regras e mais regras que nos distanciam de uma análise mais detalhada sobre o assunto.

Hoje vamos falar sobre o sujeito. Você já deve saber que o sujeito é aquele que sofre ou pratica uma ação verbal, não é mesmo? Deve saber também que existem tipos de sujeito: sujeito determinado simples, sujeito determinado composto, sujeito determinado elíptico (oculto ou desinencial) e sujeito indeterminado. Mas você sabe como identificar cada um deles? Sabe como identificar o núcleo do sujeito? Mas o que é o núcleo do sujeito?

O núcleo do sujeito é a palavra central do sujeito, isto é, a palavra mais importante. Observe:

Os professores da universidade entraram em greve.
Quem entrou em greve? → os professores da universidade.
Portanto, o sujeito é = os professores da universidade.
Quem entrou em greve, os professores ou a universidade? → os professores.
Qual é a palavra mais importante do sujeito: os professores.
Núcleo do sujeito: os professores.

Agora que você já sabe o que é o núcleo do sujeito e sabe também como identificá-lo na oração, fique atento aos seus diferentes tipos e bons estudos!

Classificação do sujeito:

Sujeito determinado simples: O sujeito será determinado simples quando apresentar apenas um núcleo, ou seja, quando for composto por uma única palavra. Observe:

Marília foi para a aula de hidroginástica.
Quem foi para a aula de hidroginástica? → Marília.
Núcleo do sujeito: Marília.

Fernando viajou para a Europa com os amigos.
Quem viajou para a Europa com os amigos? → Fernando.
Núcleo do sujeito: Fernando.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Sujeito determinado composto: O sujeito será composto quando possuir dois ou mais núcleos, ou seja, quando apresentar duas ou mais palavras responsáveis por constituir o sujeito. Observe:

Eduardo e Mônica viajaram para Brasília.
Quem viajou para Brasília? → Eduardo e Mônica.
Núcleo do sujeito composto: Eduardo e Mônica.

Clarice Lispector e Caio Fernando Abreu são populares nas redes sociais.
Quem é popular nas redes sociais? → Clarice Lispector e Caio Fernando Abreu.
Núcleo do sujeito composto: Clarice Lispector e Caio Fernando Abreu.

Sujeito determinado elíptico (oculto ou desinencial): O sujeito assim será classificado quando ele não for explicitamente citado na oração. Mesmo que ele não seja um elemento óbvio na construção frasal, será possível identificá-lo por meio da análise do contexto da oração e da desinência verbal. Observe:

Faremos uma visita aos nossos amigos no final de semana.
Quem fará uma visita aos amigos? (nós) faremos.
Sujeito determinado elíptico: Nós.

As crianças acompanharam os pais no passeio. Depois, foram para a pracinha.
Quem acompanhou os pais no passeio? → As crianças.
Quem foi para a pracinha? → As crianças (o sujeito está oculto apenas na segunda oração, depois, as crianças foram para a pracinha).

Sujeito indeterminado: Ele é indeterminado, e isso não significa que ele não exista na oração. Muitas vezes o enunciador não sabe de quem se trata ou simplesmente não quer ou não pode revelá-lo. Observe:

1) Oração com verbo na 3ª pessoa do plural:

Falaram que você foi demitida.
Quem falou? → ?
Levaram minha carteira ontem.
Quem levou? → ?

2) Oração com verbo na 3ª pessoa do singular acrescido do pronome se:

Precisa-se de balconistas.
Vive-se melhor nos países europeus.

3) Com o verbo no infinitivo impessoal:

Era muito cansativo estudar o dia todo!

Publicado por Luana Castro Alves Perez

Artigos Relacionados

A oração sem sujeito é aquela que apresenta verbos impessoais, os quais não se referem a uma pessoa do discurso
Oração sem sujeito
Neste artigo refletimos a respeito da oração sem sujeito e dos verbos impessoais que dispensam a existência de sujeito do discurso.
O sujeito pode preceder, suceder ou aparecer no interior do predicado
Posições dos sujeitos nas orações
Leia este artigo e tire suas dúvidas sobre as posições em que o sujeito pode aparecer nas orações, isto é, ordem direta, inversa e no interior do predicado.
Sujeito
Entenda o que é o sujeito. Saiba como ele pode ser identificado. Descubra quais são os tipos de sujeito de uma oração.
video icon
Português
José I Análise literária
Assista a nossa videoaula para conhecer um pouco mais da obra José, do poeta brasileiro Carlos Drummond de Andrade. Confira nossa análise!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!