Whatsapp icon Whatsapp

Sintaxe

Sintaxe é o conjunto de regras que determinam as diferentes possibilidades de associações entre os termos constituintes das orações.
Sintaxe é o conjunto das regras que determinam as diferentes possibilidades de associação entre os termos constituintes das orações
Sintaxe é o conjunto das regras que determinam as diferentes possibilidades de associação entre os termos constituintes das orações

A Gramática da Língua Portuguesa é dividida e estudada em três partes: a primeira é a Fonologia (estudo dos sons); a segunda é a Morfologia (estudo da estrutura, da formação e dos mecanismos de flexão das palavras); e a terceira é a Sintaxe, parte da Gramática que estuda a disposição das palavras nos períodos, bem como a relação lógica entre elas.

De maneira geral, podemos dizer que a Sintaxe é o conjunto das regras que determinam as diferentes possibilidades de associação entre as palavras da língua para a formação de enunciados verbais.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para que a comunicação/interação verbal ocorra de maneira eficiente e organizada entre os falantes, as línguas possuem não somente um léxico composto por milhares de palavras, mas também algumas regras que determinam o modo como as palavras podem combinar-se para formar os enunciados a partir de uma relação lógica. Essas regras são aquilo que definem a Sintaxe das línguas.

Função da Sintaxe

Embora não exista apenas uma forma de organização das sentenças linguísticas, o fato de cada língua ter sua Sintaxe própria impossibilita que os falantes realizem combinações aleatórias entre as palavras. Por isso, é função da Sintaxe organizar a estrutura das unidades linguísticas, também conhecidas como sintagmas, que se combinarão em sentenças.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os falantes das línguas, quando interagem verbalmente uns com os outros, organizam as sentenças linguísticas de maneira a transmitir significados lógicos e completos para que possam ser compreendidos.

Leia a seguir os exemplos:

  • Joana comprou um carro novo ano passado.

  • Ano passado, Joana comprou um carro novo.

  • Um carro novo Joana comprou ano passado.

  • Ano passado, um carro novo Joana comprou.

  • Joana comprou, ano passado, um carro novo.

  • Um carro novo, ano passado, Joana comprou.

Observe que o sentido do enunciado é preservado, apesar das diferentes combinações/organizações sintáticas entre as palavras que compõem o enunciado. Leia outro exemplo a seguir:

  • Ano passado, carro um Joana comprou.

Observe que há combinações que não conseguem formar um enunciado com sentido completo. Isso significa que a ordem e as combinações entre as palavras não podem ser aleatórias, mas devem ter uma sequência lógica. Com esse exemplo, podemos observar como a Sintaxe determina as possibilidades de associação das palavras da língua para a formação de enunciados.

As relações e as funções sintáticas

→ Relações Sintáticas

Podemos dizer que as relações sintáticas estabelecidas entre as palavras definem as estruturas possíveis na Sintaxe das línguas.

Exemplo:

  • Joana comprou um carro novo ano passado.

► Joana: agente da ação expressa pelo verbo 'comprar';

► Ano passado: quando a ação foi realizada.

→ Funções sintáticas

As funções sintáticas estão relacionadas com a função de cada elemento na sentença ao se relacionar com os demais elementos que compõem o enunciado. Dessa forma, isso significa que, quando estabelecemos uma relação sintática entre os elementos de um enunciado, esses elementos desempenham uma função sintática específica.

Exemplo:

  • Joana comprou um carro novo ano passado.

► Joana: sujeito do verbo 'comprar'.

► Um: adjunto adnominal.

► Um carro novo: objeto direto do verbo ‘comprar’.

► Ano passado: predicativo do objeto direto.

Publicado por Luciana Kuchenbecker Araújo
Assista às nossas videoaulas

Seções de Sintaxe

Concordância verbal e concordância nominal
Neste artigo você vai entender a concordância verbal e nominal e ficar por dentro da sintaxe da Língua Portuguesa!
Oração
Descubra o que é oração e quais são os tipos existentes. Saiba também quais são as diferenças entre oração, frase e período.
Regência nominal e regência verbal
Aprofunde seus conhecimentos acerca da regência nominal e da regência verbal. Clique e confira!

Artigos de Sintaxe

Complemento nominal
Entenda o que é o complemento nominal. Saiba a diferença entre ele, o adjunto adnominal e o complemento verbal. Conheça os termos integrantes da oração.
Complementos verbais
Aprenda mais sobre os termos que integram o sentido do verbo transitivo, conhecidos como complementos verbais.
Concordância ideológica
Conheça a silepse, a concordância entre termos e ideias ligadas ao sujeito de uma oração e entenda como se realiza esse tipo de flexão ideológica.
Conjunções subordinativas
Conheça as conjunções subordinativas, palavras responsáveis pela construção do período composto por subordinação.
Funções sintáticas dos pronomes oblíquos
Conheça as diferentes funções sintáticas que podem ser desempenhadas pelos pronomes oblíquos.
Funções sintáticas dos pronomes relativos
Conheça as diferentes funções sintáticas desempenhadas pelos pronomes relativos no período composto por subordinação.
Objeto direto preposicionado
Conheça os casos em que o objeto direto pode ser preposicionado e amplie seus conhecimentos sobre esse termo integrante da oração.
Objeto indireto
Conheça o objeto indireto, complemento que se liga a um verbo transitivo indireto por meio de uma preposição.
Orações subordinadas adverbiais
Conheça as relações de circunstância estabelecidas pelas orações subordinadas adverbiais no período composto.
Predicativo do sujeito
Aprenda o que é predicativo do sujeito e qual é a função sintática desse termo na oração. Entenda como ele é formado e pratique o que aprendeu com exercícios.
Regência do verbo chamar
Saiba como se constrói a regência do verbo chamar, que pode possuir diferentes acepções em língua portuguesa.
Regência do verbo visar
Saiba como se constrói a regência do verbo “visar”, que pode possuir diferentes acepções em língua portuguesa, tais como mirar, apontar, dar visto, ter em vista etc. Por esses diversos sentidos, ele pode ser classificado como um verbo transitivo direto ou um verbo transitivo indireto acompanhado da preposição “a”.
Regência do verbo “responder”
Saiba como se constrói a regência do verbo responder, que pode possuir diferentes acepções em língua portuguesa.
Sintaxe
Entenda o que é sintaxe. Descubra as funções dos elementos sintáticos. Veja como fazer uma análise sintática e qual a diferença entre morfologia e sintaxe.
Verbo transitivo direto
Entenda quando um verbo pode ser tido como transitivo direto. Aprenda qual é a relação desse verbo com as preposições e veja uma lista com exemplos.
video icon
Texto" Matemática do Zero | Polígono convexo e não convexo" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Polígono convexo e não convexo
Nessa aula veremos o que é um polígono convexo e um polígono não convexo a partir da definição matemática e, posteriormente, um “macete”.