Contiguidade

Contiguidade é um mecanismo de coesão textual que consiste na colocação de palavras de mesmo campo semântico, evitando repetição e contribuindo com a progressão textual.

Contiguidade significa aquilo que é próximo, imediato. Nos estudos sobre a linguagem, a contiguidade é um mecanismo de coesão referencial que consiste na colocação de palavras de mesmo campo semântico (ou sinônimos) no texto com o objetivo de:

  • Evitar a repetição de palavras no texto;

  • Fazer retomadas da ideia/tema central do texto;

  • Contribuir com a progressão textual.

Veja como a contiguidade é utilizada no texto Muito mais que um rafting, de Thiago Medaglia:

À medida que o rio se afunila entre os paredões cada vez mais verticais, a correnteza vai ganhando velocidade e companhia de uma espuma branca, originada pelo choque violento das águas contras as pedras. O bote responde de imediato ao turbilhão, chacoalhando sem intervalos. O corpo esquenta, o coração bate mais forte. Uns 3 metros acima de nossas cabeças, onde termina o cânion, a selva toma conta. […]

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

MEDAGLIA, Thiago. Terra. São Paulo, ano 14 n. 177, jan. 2007, p. 82. (Fragmento).

Como você pôde observar, os substantivos destacados criam no texto um campo semântico relacionado a rio. À medida que cada um desses substantivos é utilizado, retoma o tema central e faz com que o texto progrida.

Contiguidade é um mecanismo de coesão textual que consiste na colocação de palavras de mesmo campo semântico no texto
Contiguidade é um mecanismo de coesão textual que consiste na colocação de palavras de mesmo campo semântico no texto
Publicado por: Luciana Kuchenbecker Araújo
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Lista de Exercícios

Questão 1

A contiguidade é um mecanismo de coesão referencial que tem o objetivo de:

a) Evitar a repetição de palavras no texto; Fazer retomadas da ideia/tema central; Atribuir uma proposta de intervenção ao problema discutido ao longo do texto.

b) Contribuir com a progressão textual; Repetir palavras intencionalmente para gerar efeitos de sonoridade no texto.

c) Repetir palavras intencionalmente para gerar efeitos de sonoridade no texto; Retomar os sujeitos de cada oração.

d) Fazer retomadas da ideia/tema central do texto; Contribuir com a progressão textual; Articular as ideias entre o primeiro e o último parágrafos.

e) Evitar a repetição de palavras no texto; Fazer retomadas da ideia/tema central do texto; Contribuir com a progressão textual.

Questão 2

Leia os poemas a seguir e marque aquele que apresenta o mecanismo de coesão referencial conhecido como contiguidade:

a) Retrato
(Cecília Meireles)

Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios,
nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração
que nem se mostra.

Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
- Em que espelho ficou perdida a minha face?

b) Ironia de Lágrimas
(Cruz e Sousa)

Junto da morte é que floresce a vida!
Andamos rindo junto a sepultura.
A boca aberta, escancarada, escura
Da cova é como flor apodrecida.

A Morte lembra a estranha Margarida
Do nosso corpo, Fausto sem ventura…
Ela anda em torno a toda criatura
Numa dança macabra indefinida.

Vem revestida em suas negras sedas
E a marteladas lúgubres e tredas
Das Ilusões o eterno esquife prega.

E adeus caminhos vãos mundos risonhos!
Lá vem a loba que devora os sonhos,
Faminta, absconsa, imponderada cega!

c) Fim
(Mário de Sá Carneiro)

Quando eu morrer batam em latas,
Rompam aos berros e aos pinotes —
Façam estalar no ar chicotes,
Chamem palhaços e acrobatas.

Que meu caixão vá sobre um burro
Ajaezado à andaluza:
A um morto nada se recusa,
Eu quero por força ir de burro...

d) Bilhete
(Mario Quintana)

Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...

e) De noite
(Ferreira Gullar)

De noite, como
a luz é pouca,
a gente tem impressão
de que o tempo não passa
ou pelo menos não escorre
como escorre de dia.

Mais Questões
Assuntos relacionados
Os conectivos são como pecinhas de um elaborado quebra-cabeças: quando encaixadas adequadamente, resultam em um texto coeso e bem estruturado
Tipos de coesão
Construindo o texto e encaixando palavras: Clique e conheça os tipos de coesão textual.
A substituição lexical é um dos mais importantes elementos de coesão textual
Como evitar a repetição de palavras?
Como evitar a repetição de palavras e ideias no texto? Clique e confira algumas dicas para que você possa estruturar melhor sua redação!
Para escrever um bom texto, nada melhor do que aprender com os erros mais cometidos nas redações de concursos e vestibulares
Os cinco erros mais comuns em uma redação
Texto e comunicação: Clique e conheça os erros mais comuns em uma redação.