Substantivo

O substantivo é a classe gramatical que dá nome a seres, coisas, espaços, sentimentos etc. O substantivo é assim chamado por dar significado a substâncias, sejam concretas e palpáveis, sejam apenas mentalmente apreendidas como substâncias, tais como nomes, qualidades, estados, processos, entre outros.

Por isso, os substantivos possuem classificações de acordo com o tipo de substância que estão nomeando, além de variações de acordo com o gênero, o número e o grau deles. Embora existam tais regras e conceitos, é importante lembrar que existem, também, muitas exceções para as regras dessa classe gramatical tão vasta.

Classificação dos substantivos

Os substantivos, por serem uma classe de palavras abundante, trazem diversas classificações.
Os substantivos, por serem uma classe de palavras abundante, trazem diversas classificações.

Os substantivos possuem a seguinte classificação: comum ou próprio, concreto ou abstrato, primitivo ou derivado, simples ou composto e, por fim, coletivo.

  • Substantivo comum X substantivo próprio

Substantivo comum: é o nome genérico que se dá a um mesmo grupo de seres ou de objetos. Costuma vir em letra minúscula.

Exemplos: sofá, café, amor, partida, livro, mar, lua.

Substantivo próprio: é o nome que se dá especificamente a um (ou alguns) indivíduo(s) ou objeto(s) de um grupo de seres ou de objetos, identificando-os em relação ao todo do grupo e tornando-os inconfundíveis. Costuma vir em letra maiúscula. Veja:

Substantivo

Comum

Próprio

mulher

Giulia

cachorro

Rex

oceano

Atlântico

cidade

Fortaleza

escritora

Clarice Lispector

papa

Francisco

  • Substantivo concreto X substantivo abstrato

Substantivo concreto: é o nome que se dá ao substantivo cuja existência é independente de outro ser. Nesse caso, o pensamento apresenta sua existência como própria e independente de outra. Por isso, o substantivo concreto pode ser real ou imaginário, material ou imaterial.

Exemplos: professor, caneta, gato, fogo, enchente, dragão, unicórnio, anjo, Deus etc.

Substantivo abstrato: é o nome que se dá ao substantivo cuja existência depende de um ser concreto para existir. Sem o ser concreto, o substantivo abstrato não é capaz de ser produzido.

Exemplos: ensino, sede, calor, ternura, misericórdia, imaginação, chegada etc.

  • Substantivo primitivo X substantivo derivado

Substantivo primitivo: é aquele cujo nome não se origina de outro nome. Esse tipo de substantivo costuma dar origem a outras palavras.

Substantivo derivado: é aquele cujo nome origina-se com base em outro nome.

Substantivo

Primitivo

Derivado

pedra

pedreiro

lago

alagamento

flor

floricultura

amor

amoroso

fome

esfomeado

céu

celeste

  • Substantivo simples X substantivo composto

Substantivo simples: possui apenas um radical, isto é, apenas um elemento formador da palavra.

Exemplos: xícara, vaso, polvo, pessoa, tédio, santa etc.

Substantivo composto: possui mais de um radical, comumente formado pela junção de duas ou mais palavras para formar-se uma só.

Exemplos: paraquedas, segunda-feira, girassol, guarda-roupa, antissocial, louva-a-deus etc.

  • Substantivo coletivo

Nome que se dá a uma coleção ou a um conjunto de seres ou de objetos de uma mesma classificação ou ideia. O coletivo, por representar a ideia de múltiplos indivíduos ou objetos, vem sempre no singular.

Substantivo

Individual

Coletivo

animais de uma região

fauna

plantas de uma região

flora

pessoa

povo

peixe

cardume

lobo

alcateia

ilha

arquipélago

músico

banda

árvore

floresta


Leia também: O coletivo de alguns substantivos – casos interessantes

Gênero dos substantivos

A norma padrão da língua portuguesa reconhece dois gêneros: masculino e feminino. Na língua portuguesa, todo substantivo é classificado dentro de um desses dois gêneros.

  • São masculinos os substantivos aos quais se pode antepor os artigos o/um/os/uns, como nos exemplos: o sol, um raio, os professores, uns poetas etc.
  • São femininos os substantivos aos quais se pode antepor os artigos a/uma/as/umas, como nos exemplos: a dor, uma ponte, as borboletas, umas nuvens etc.

Na divisão entre masculino e feminino, existem duas classificações possíveis: substantivos biformes e substantivos uniformes. Esta última classificação ainda pode dividir-se entre comum de dois gêneros, sobrecomum e epiceno.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • Substantivos biformes

São aqueles que possuem uma forma diferente de acordo com o gênero de substantivo, mudando, desse modo, a desinência de gênero, ou seja, a parte da palavra responsável por indicar se ela é feminina ou masculina. As desinências de gênero mais comuns são -o para o masculino e -a para o feminino.

Masculino

Feminino

o cabeleireiro

a cabeleireira

o lobo

a loba

o garoto

a garota


No entanto, há outras formas responsáveis pela marcação da diferença de gêneros. Por exemplo: o caso da mudança de timbre, como em “avó” e “avô”, em que o som mais aberto indica o gênero feminino, e o mais fechado, o gênero masculino. Além disso, existe os casos em que os gêneros são modificados pela presença ou pela ausência das desinências. A fim de exemplificar esses casos, observe as palavras a seguir:

Masculino

Feminino

professor

professora

irmão

irmã


A primeira situação mostra que a ausência da desinência que marca o gênero resulta no vocábulo masculino “professor” em oposição ao vocábulo “professora” em que há a desinência -a indicando o feminino. Na segunda situação, o fenômeno ocorre ao contrário, uma vez que observamos que a ausência da desinência que marca o gênero é notada no feminino “irmã”, enquanto o acréscimo da desinência -o forma “irmão”, a forma masculina da palavra.

Observação: Alguns substantivos podem existir tanto no gênero masculino quanto no feminino, mudando o final do próprio substantivo para trazer uma especificidade em relação a ele, como:

  • o jarro e a jarra (designam o mesmo objeto, sendo o último um tipo especial de jarro);
  • o barco e a barca (designam o mesmo objeto, sendo o último um tipo de barco muito maior que o comum);
  • o fruto e a fruta (o primeiro é todo órgão que protege a semente dos alimentos, enquanto o segundo é o termo popular para um tipo específico, adocicado, de fruto).
  • Substantivos uniformes

Por outro lado, os substantivos uniformes possuem apenas uma forma que não muda de acordo com o gênero. O gênero desse tipo de substantivo fica evidente quando baseado no contexto, ou seja, de acordo com o artigo ou o adjetivo que acompanham esse substantivo. Como exemplo, temos a cadeira (sempre no feminino) ou o poste (sempre no masculino), mas existem classificações mais específicas para alguns casos:

  • Substantivos sobrecomuns

Os substantivos têm um só gênero, ou seja, o artigo utilizado permanecerá o mesmo. Esses substantivos são utilizados apenas para referir-se a pessoas. Acompanhe os exemplos:

  • o cônjuge (sempre no masculino, ainda que se trate de uma mulher);
  • a criança (sempre no feminino, ainda que se trate de um menino);
  • o ídolo (sempre no masculino, ainda que se trate de uma mulher).
  • Substantivos comuns de dois gêneros

Esses substantivos existem tanto no gênero masculino quanto no feminino, mas o substantivo é invariável, sendo o artigo responsável por definir o gênero. É o caso de:

  • o/a estudante;
  • o/a mártir;  
  • o/a atleta.
  • Substantivos epicenos

Os epicenos nomeiam animais que possuem, na forma escrita, apenas um gênero. Como exemplo, temos os casos de:

  • a cobra macho e a cobra fêmea;
  • o crocodilo macho e o crocodilo fêmea;
  • a hiena macho e a hiena fêmea.

Leia também: Adjetivo ou advérbio?

Número dos substantivos

A norma padrão da língua portuguesa reconhece a flexão de número dos substantivos em singular ou plural. Quando se trata da unidade, o substantivo está no singular. Quando se trata do conjunto, o substantivo está no plural. A regra mais comum é a de acréscimo da desinência que marca número -s ao final da palavra. Assim:

  • menino → meninos
  • ponte → pontes
  • mãe → mães

Caso a palavra termine com -m, o plural será com -ns:

  • nuvem → nuvens
  • bombom → bombons
  • motim → motins

No entanto, há muitas exceções. Alguns substantivos apresentam plural terminando em -es, sendo o caso de palavras oxítonas terminadas em -s, -z e -r:

  • freguês → fregueses
  • luz → luzes
  • cor → cores

Outros substantivos apresentam plural terminando em -éis, sendo o caso de palavras oxítonas terminadas em -el:

  • pastel → pastéis
  • papel → papéis
  • anel → anéis

Substantivos terminados em -ão tônico podem ter plural terminado em -ãos, -ães ou -ões:

  • irmão → irmãos
  • pão → pães
  • leão → leões

Há, ainda, casos de substantivos que não se alteram quando passam do singular para o plural. O artigo fica encarregado de dar o contexto nesses casos. Substantivos terminados em -x ou paroxítonos e proparoxítonos terminados em -s costumam manter-se invariáveis:

  • o ônibus → os ônibus
  • a xérox → as xérox
  • o tênis → os tênis

Observação: Vale lembrar que óculos é um substantivo plural (o óculo ® os óculos).

Grau dos substantivos

O grau dos substantivos refere-se a quando sua significação aparece aumentada ou diminuída, comumente auxiliada pelos sufixos -ão ou -ona (para aumentativo masculino e feminino, respectivamente) e -inho ou -inha (para diminutivo masculino e feminino, respectivamente).

Vale ressaltar que o grau pode definir a ideia de tamanho, mas, também, a ideia de opinião ou o sentimento em relação ao substantivo: o diminutivo pode representar carinho ou desprezo, enquanto o aumentativo pode representar admiração. Veja alguns exemplos:

Substantivo

Aumentativo

Diminutivo

bonito

bonitão

bonitinho

criança

crianção

criancinha

querida

queridona

queridinha

casa

casarão

casinha

amiga

amigona

amiguinha

bobo

bobão

bobinho 

Publicado por: Guilherme Viana
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

Assinale a alternativa que possui um substantivo comum, simples e abstrato:

a) ( ) girassol

b) ( ) medo

c) ( ) livro

d) ( ) floricultura

e) ( ) contrarregra

Questão 2

Indique a alternativa em que todos os substantivos são derivados:

a) ( ) flor-de-lis – pratinho – sapato

b) ( ) ferro – pedra – pão

c) ( ) ferreiro – sapateiro – pedreiro

d) ( ) livraria – livreiro – livro

e) ( ) frota – esquadra – congresso

Mais Questões

Artigos de "Substantivo"