Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Gramática
  3. Dúvidas de vocabulário
  4. À custa de ou às custas de?

À custa de ou às custas de?

Utilizar a expressão "às custas de" como plural de "à custa de" não é correto. O termo “custas” só pode ser empregado no âmbito jurídico.

Observe:

Venceu aquele campeonato às custas de muito preparo físico!
Ele vive às custas do pai!

Quem nunca ouviu alguém falar assim, usando a expressão “às custas de”?
Só que existe um problema: nas orações, como as dos exemplos acima, esta locução prepositiva está errada.

A versão no plural de “à custa de” passou a ser tão utilizada que parece estar correta em todas as ocasiões! No entanto, o vocábulo “custas”, dessa forma, no plural, só está empregado corretamente quando no âmbito jurídico e terá significado aproximado de “despesas com processos”:

Ele pagou as custas do processo!

“À custa de” tem significado de: com recursos financeiros de, com dinheiro de. Portanto, as orações iniciais deveriam ser escritas no singular:

a) Venceu aquele campeonato à custa de muito preparo físico!
b) Ele vive à custa do pai.
c) À custa de muito estudo, ele passou para o curso que queria.
d) Aceite a ajuda das pessoas, mas não viva à custa de ninguém!
e) Ele conseguiu realizar seus sonhos à custa de muita oração.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja mais!

Nenhum ou nem um?
Quando usar e qual a maneira correta?

Publicado por: Sabrina Vilarinho
Assuntos relacionados
Em face de ou face a?
Há alguma expressão incorreta?
O recorrente uso de “mesmo”: uma mesmice linguística?
O recorrente uso de “mesmo”: uma mesmice linguística?
Veja alguns exemplos de mau uso da palavra mesmo e também quando ele pode ser utilizado!
Não se esqueça de que as expressões frente a e face a necessitam de algumas adequações linguísticas
Frente a e Face a: adequações linguísticas
Confira acerca de algumas adequações linguísticas relativas às expressões frente a e face a, bastando para isso apenas um clique!
O verbo haver, no sentido de existir ou de tempo decorrido, é impessoal, ou seja, não tem sujeito e, portanto, não flexiona para o plural
Houve ou houveram?
Houve ou houveram? Ficou na dúvida na hora de utilizar o verbo haver? Neste artigo você vai tirar suas dúvidas a respeito desse verbo e suas flexões!
As incoerências gramaticais mostram-se como recorrentes, porém não devem persistir
Incoerências gramaticais
Incoerências gramaticais são ocorrências comuns, contudo, passíveis de serem contornadas. Confira acerca de algumas delas aqui!