Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. História da América
  3. Cotidiano das famílias nas Treze Colônias inglesas

Cotidiano das famílias nas Treze Colônias inglesas

Pensar em como viviam as famílias dos ingleses que vieram da Inglaterra e dos colonos nascidos na América é um tanto complexo, pois, geralmente, a constituição de uma família era um empreendimento difícil dentro de uma lógica de colonização de exploração.

A ideia de que todas as formas de colonização foram somente de exploração é um fato recorrente e perpetuado entre vários estudiosos do assunto. Recentemente, novos estudos ressaltaram a importância de analisarmos as colonizações ocorridas durante o processo das Grandes Navegações Marítimas Europeias (séculos XV ao XVIII), dentro de uma perspectiva que incluísse a colonização de povoamento.

Estudiosos apontam para a seguinte questão: todas as formas de colonização fundamentaram suas ações e práticas na exploração e povoamento dos novos territórios conquistados. Dessa maneira, devemos pensar a colonização europeia na América como colonização de exploração e colonização de povoamento ao mesmo tempo: essas formas de colonização não existem sozinhas, acontecem mutuamente e reciprocamente. Toda a colonização visa à ocupação do território e à exploração dos recursos minerais e vegetais e, às vezes, humanos (escravidão dos nativos) deste território.

Após alguns esclarecimentos, voltemos ao nosso objetivo: o cotidiano das famílias nas Treze Colônias inglesas. Como essas famílias viviam? Como se alimentavam? Como se vestiam? Como trabalhavam? Todas essas indagações serão nossos objetos de análise no presente texto.

As famílias constituídas nas Treze Colônias inglesas assemelhavam-se muito às famílias europeias. Existia uma média de sete filhos em cada família, mas a mortalidade infantil com menos de um ano de idade era altíssima – dos sete, menos da metade chegava a sobreviver. A família colonial era patriarcal, o pai ou o marido era a principal autoridade da casa e nessas famílias o trabalho era exercido por todos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

As mulheres geralmente trabalhavam dentro e fora de casa, produziam alimentos, roupas, velas, entre outros, portanto, o papel social desempenhado pela mulher era extremamente importante – a partir de suas mãos a família se vestia e comia. As mulheres das colônias, no século XVIII, quase todas se casavam, era muito difícil uma mulher ficar solteira. Casavam-se a partir dos 24 anos de idade, enquanto as mulheres europeias do século XVIII casavam-se bem mais novas. As mulheres não tinham autonomia nas colônias, ficavam às sombras de seus maridos ou pais. Uma mulher poderia se casar uma única vez. O divórcio existiu por um curto tempo, mas posteriormente foi extinto.

No seio das famílias existia o resultado direto do matrimônio entre o homem e a mulher (marido e esposa), que eram os filhos. Nas Treze Colônias inglesas, as crianças eram vestidas como adultos a partir dos sete anos de idade, aprendiam a ler e a escrever e geralmente seguiam o ofício dos pais. O principal trabalho exercido pelas crianças era em casa, lá exerciam vários afazeres domésticos.

Principalmente nas Colônias do Norte, desenvolveu-se o comércio juntamente com as atividades manufatureiras, entretanto a grande parte da população estava desempenhando o trabalho no campo, ou seja, praticando a agricultura.

Grande parte da população das Treze Colônias inglesas era puritana (protestantes), principalmente os colonos do norte. A população puritana quase sempre se vestia com roupas com tons escuros e as mulheres não ostentavam joias e luxo. Era uma sociedade dedicada ao trabalho, havia pouco tempo para as diversões. As reuniões festivas dos colonos aconteciam no momento da construção de algum celeiro, ou seja, misturavam lazer ao trabalho. Uma das principais características dos colonos ingleses foi a ética do trabalho.

Família puritana indo para a igreja
Família puritana indo para a igreja
Publicado por: Leandro Carvalho
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Lista de Exercícios

Questão 1

Leia o texto a seguir: “As mulheres tinham trabalhos dentro e fora de casa. Por suas mãos a família se vestia, comia e obtinha iluminação, tendo em vista que tecidos, alimentos e velas eram geralmente produção caseira. No século XVIII, as mulheres das colônias dificilmente ficavam solteiras, casando-se por volta dos 24 anos – bem mais tarde que as mulheres europeias do período. Já no século XIX, o autor francês Alexis de Tocqueville notaria que as mulheres da América eram muito mais liberadas do que as europeias.” (KARNAL, Leandro. História dos Estados Unidos: das origens ao século XXI. São Paulo: Contexto, 2015. p. 67).

De acordo com o texto, o papel desempenhado pelas mulheres no contexto das Treze Colônias dos EUA:

a) era marcado pela submissão e falta de liberdade.

b) era restrito à atividade doméstica sem produtividade alguma.

c) não tinham nenhuma expressividade.

d) era decisivo para a economia e produção de utensílios domésticos.

e) nenhuma das alternativas.

Questão 2

(FGV) A conquista colonial inglesa resultou no estabelecimento de três áreas com características diversas na América do Norte. Com relação às chamadas "colônias do sul", é correto afirmar:

a) Baseava-se, sobretudo, na economia familiar e desenvolveu uma ampla rede de relações comerciais com as colônias do Norte e com o Caribe.

b) Baseava-se em uma forma de servidão temporária que submetia os colonos pobres a um conjunto de obrigações em relação aos grandes proprietários de terras.

c) Baseava-se em uma economia escravista voltada principalmente para o mercado externo de produtos, como o tabaco e o algodão.

d) Consolidou-se como o primeiro grande polo industrial da América com a transferência de diversos produtores de tecidos vindos da região de Manchester.

e) Caracterizou-se pelo emprego de mão de obra assalariada e pela presença da grande propriedade agrícola monocultora.

Mais Questões
Assuntos relacionados
Jesse James: um criminoso que se transformou em mártir norte-americano.
Jesse James
Jessé James, Guerra de Secessão, História dos Marginais, História dos Estados Unidos, bandidos, Robert Ford, Charles Ford, “Bloody Bill” Anderson, Willian Quantril, bandidos famosos, Frank James.
O comércio triangular promoveu o desenvolvimento das colônias da América do Norte.
O comércio triangular
A atividade econômica que propiciou o desenvolvimento econômico das 13 colônias.
O chefe indígena Saturiwa mostrando monumento ao explorador francês Laudonnier
Colonização Francesa nas Américas
Saiba como se deu a colonização francesa nas Américas.
Tela representando o navio Mayflower no porto de Plymouth
Colonização inglesa na América do Norte
Conheça as principais características da colonização inglesa na América do Norte clicando aqui.
Acima, imagem de um selo usado em documentação de controle de mercadorias nos EUA, no século XVIII
Leis proibitivas das Treze Colônias Americanas
Saiba mais sobre as Leis proibitivas das Treze Colônias Americanas e entenda por que os colonos americanos reagiram contra elas.
Manifestação pelos direitos civis dos negros nos EUA*
Segregação racial nos Estados Unidos
Saiba como teve início a segregação racial nos Estados Unidos e em que contexto ela ocorreu!
Desenvolvimento econômico e concentração de renda: a maior contradição instalada na Era Clinton.
A Era Clinton
Os acontecimentos que marcaram um dos mais famosos governos democratas dos EUA.
A encomienda foi uma das modalidades de trabalho mais empregadas na América Hispânica.
Formas de trabalho na América Hispânica
Os sistemas que organizaram o uso da mão-de-obra indígena na América Espanhola.