Whatsapp icon Whatsapp

O Império Brasileiro na região platina

Interesses econômicos e políticos distintos transformaram o Prata em uma região conflituosa.
Interesses econômicos e políticos distintos transformaram o Prata em uma região conflituosa.

Na segunda metade do século XIX, a estabilidade política do governo imperial abriu caminho para novos projetos econômicos. Nesse âmbito, podemos destacar que o Brasil tinha especial interesse em preservar os direitos de navegação na região do Rio da Prata, onde embarcações brasileiras garantiam acesso a algumas províncias e empreendiam importantes transações comerciais.

Em contrapartida ao desejo brasileiro, observamos que existiam lideranças políticas uruguaias, argentinas e paraguaias portadoras de outro projeto. Para alguns representantes destes países, os territórios platinos deveriam se reunificar sob os antigos limites que demarcavam o antigo Vice-Reinado da Prata. Por meio desta ação, esses políticos acreditavam que seus países cresceriam e limitariam a influência econômica do Império Brasileiro no espaço platino.

Na década de 1850, essa diferença de projetos para a região Platina promoveu o desenvolvimento de alguns conflitos. O primeiro deles ocorreu assim que o líder do partido Paraguaio “blanco”, Manuel Oribe, se aliou ao presidente argentino Juan Manoel Rosas. Juntos, eles esperavam iniciar a reunificação do Prata. Por outro lado, o Império Brasileiro, os comerciantes uruguaios do partido “colorado” e o governador provincial argentino José Urquiza faziam ampla oposição a esse conchavo político.

Assim que o líder “blanco” Manuel Oribe venceu as eleições uruguaias, com expresso apoio do governo argentino, D. Pedro II enviou tropas contra os dois países. Nesse conflito, as tropas brasileiras saíram vitoriosas e logo entregaram o governo argentino e uruguaio para José Urquiza e Frutuoso Rivera, respectivamente. Dessa forma, mesmo que precariamente, o Brasil mantinha seus interesses no Prata pela força de suas armas.

No ano de 1863, a disputa na região seria mais uma vez retomada quando o líder “blanco” Atanásio Cruz Aguirre – com o apoio do ditador paraguaio Solano López – ganhou as eleições uruguaias. Novamente, o Império Brasileiro acreditava que as aspirações unificadoras atrapalhariam seus interesses econômicos. Dessa vez, sob o pretexto de exigir indenizações a pecuaristas gaúchos, as tropas imperiais derrubaram Aguirre e colocaram o “colorado” Venâncio Flores a frente do Uruguai.

Em resposta a esta ação, o presidente Solano López anunciou o rompimento de suas relações diplomáticas com o Brasil. Logo em seguida, as autoridades paraguaias realizaram o aprisionamento de toda a tripulação do navio Marquês de Olinda, que incluía o presidente da província do Mato Grosso, Carneiro de Campos. Afrontado pela ação paraguaia, o Brasil realizou a declaração de guerra que deu início a vindoura Guerra do Paraguai, que se desenvolveu entre os anos de 1864 e 1870.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Rainer Sousa
Mestre em História

Publicado por Rainer Gonçalves Sousa

Artigos Relacionados

O governo de Dom Pedro II, período de estabilidade e transformações.
A política do Segundo Reinado
Segundo Reinado, Brasil no século XIX, política no Segundo Reinado, a questão escravista, a política conciliatória de Dom Pedro II, o movimento abolicionista, a ascensão dos militares o fim do governo imperial.
O principal veículo de propagação das ideias do IHGB era a sua revista
Criação do IHGB
Saiba como aconteceu a criação do IHGB no ano de 1838 e as necessidades que conduziram a essa criação.
Ilustração do século XIX retrata combate travado entre as duas forças durante a Guerra do Paraguai
Guerra do Paraguai
Clique e conheça as causas e os principais acontecimentos da Guerra do Paraguai (1864-1870), evento que trouxe mudanças aos países envolvidos.
Com a Lei Áurea, os libertos procuraram novas formas de sustentar-se e muitos abandonaram os seus antigos locais de trabalho.
Limitações da Lei Áurea
Clique e acesse este texto que trata das limitações da Lei Áurea. Entenda como ficou a vida dos ex-escravos após a abolição da escravidão.
O conflito entre Dom Pedro II e a Igreja enfraqueceu os sustentáculos do regime imperial.
Questão Religiosa
Um dos episódios que marcou o fim do Império Brasileiro.
video icon
História
Governo Figueiredo
Assista a nossa videoaula para conhecer as principais características do governo do presidente João Figueiredo. Confira também no nosso canal outras informações sobre a República Brasileira.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas.