A Revolução de 1830

Com o fim da Era Napoleônica, a França assistiu a supremacia dos regimes absolutistas lhe impor o retorno da dinastia Bourbon, sob a tutela do rei Luís XVIII (1814 - 1824). A partir de então, uma nova Constituição determinava que o rei fosse o representante máximo do Poder Executivo e que o Poder Legislativo seria organizado em sistema bicameral, onde a Câmara dos Pares seria ocupada por membros escolhidos pelo rei e a Câmara dos Deputados seria eleita através do voto censitário.

Dessa maneira, todos os ideais e anseios gerados pela experiência revolucionária francesa seriam sepultados por um governo elitista que combinava elementos liberais e monárquicos. Sob a perspectiva política, a França se mostrava dividida entre três grupos políticos: os ultras, defensores irrestritos da perspectiva absolutista; os bonapartistas, partidários do retorno de Napoleão Bonaparte ao governo; e os radicais, que buscavam a imediata retomada dos princípios transformadores de 1789.

Em 1824, a morte de Luís XVIII acabou agravando as rivalidades políticas. Naquele ano, com o expresso apoio das alas políticas mais conservadoras de todo o país, o rei Carlos X passou a fomentar medidas que restaurassem o absolutismo do Antigo Regime. Para tanto, indenizou os nobres que fugiram da França durante a revolução, determinou a censura dos meios de comunicação e ampliou a participação da Igreja nas instituições educacionais.

No ano de 1830, a vitória liberal nas eleições para deputado manifestou a imediata reação contra o desenvolvimento de um governo tão conservador. Entretanto, Carlos X não recuou e, por meio das chamadas Ordenações de Julho, impôs um decreto que retirou o cargo de todos os deputados eleitos. Sob a liderança do duque Luís Felipe, jornais, estudantes, burgueses e trabalhadores iniciaram manifestações e levantes que conduziriam a Revolução de 1830.

Por meio da intensa ação de populares que organizaram as chamadas “jornadas gloriosas”, o rei Carlos X abdicou o trono e buscou imediato exílio na Inglaterra. Dessa maneira, o duque Luís Felipe foi quem assumiu o trono com o indelével apoio da burguesia francesa. Em razão desta associação, o novo monarca estabeleceu o fim de várias ações e leis de natureza absolutista, mas fez questão de preservar a excludente barreira política do voto censitário.

Mesmo não permitindo o atendimento das reivindicações republicanas, o novo governo teve a significativa função de colocar fim às intenções restauradoras do Congresso de Viena. Em pouco tempo, a disseminação dos acontecimentos franceses inspirou outros levantes nacionalistas pela Europa. Um exemplo disso se deu na Bélgica, que acabou alcançando sua independência em relação à Holanda.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
O levante de 1830 determinou a ruína dos ideais conservadores do Congresso de Viena.
O levante de 1830 determinou a ruína dos ideais conservadores do Congresso de Viena.
Publicado por: Rainer Gonçalves Sousa
Assuntos relacionados
Bandeira da Federação Russa. País sofreu uma grave crise financeira em 1998
Neoliberalismo e crise russa de 1998
Saiba sobre as principais características da crise russa de 1998.
A Guerra de Reconquista, episódio fundamental na formação dos estados ibéricos.
A formação dos Estados Ibéricos
Expansão Marítima, formação das monarquias nacionais, movimento das cruzadas, guerra de Reconquista, Revolução de Avis, unificação portuguesa, unificação espanhola.
Canhão “dictator” (ditador), utilizado pelas tropas da União durante o Cerco a Petersburg, entre 1964 e 1865
Guerra de Secessão
Saiba mais sobre a Guerra de Secessão, conflito que causou 600 mil mortes nos Estados Unidos entre 1861 e 1865.
As bandeiras das nações contemporâneas simbolizam, em termos gerais, a história da formação de cada uma dessas nações
Nacionalismo
Conheça as características principais do Nacionalismo e fique sabendo também em que contexto ele desenvolveu-se!
”Auto-retrato” de Coubert, a representação dos sentimentos na arte do século XIX.
Arte, ciência e literatura no século XIX
Artes, ciência, literatura, século XIX, Charles Darwin, Química, Matemática, Física, cientista, progresso da ciência, Romantismo, Parnasianismo, Realismo, Naturalismo, Art Noveau, sistema dodecafônico, cinematógrafo, Lumière.
Segundo Bakunin, a ideia de que o Estado representa os interesses gerais é uma mentira.
Anarquismo
Acesse este link para saber o que foi o anarquismo, como quando e onde surgiu e o que defendem os teóricos anarquistas.
Santa Aliança: a união dos monarcas europeus contra os levantes inspirados na Revolução Francesa.
Santa Aliança
O exército monarquista formado contra os levantes liberais da Europa.
Manifesto Comunista: um marco fundamental no desenrolar do pensamento comunista.
O manifesto comunista
Um dos mais importantes textos de todo o século XIX.