Whatsapp icon Whatsapp

As Doutrinas Socialistas

O Socialismo em Marx
O Socialismo em Marx

As precárias condições de trabalho nas indústrias, os baixos salários, o penoso e extensivo ritmo de trabalho imposto ao trabalhador contribuíram para o despertar da classe operária e, consequentemente, o desenvolvimento das doutrinas socialistas na Inglaterra e na França. Essas doutrinas estenderam-se por toda a Europa. O proletariado industrial começou a mediar ativamente na política, dando lugar ao aparecimento de um movimento indiscutivelmente revolucionário, baseado na doutrina de uma fatal luta de classes, cujos teorizadores foram Karl Marx (1818-1883) e Friedrich Engels (1820-1895). A partir dessa teoria, Marx e Engels constituíram a fronteira entre o socialismo utópico (idealizador de uma sociedade igualitária, mas não apontava meios para o desenvolvimento do processo) e o socialismo científico teorizado por eles. 

Marx, judeu alemão, publicou juntamente com Engels, em 1848, o célebre Manifesto Comunista, que abordava o programa da Associação dos comunistas fundada em Paris. Em Londres, onde viveu quase toda sua vida, publicou em 1867 sua principal obra, O Capital, cujos dois últimos volumes foram publicados por Engels.

Em sua tese, Marx acreditava como doutrinas fundamentais as seguintes ideias:

• A interpretação econômica da história. Todos os grandes movimentos políticos, sociais e intelectuais da História foram determinados pelo meio econômico de onde surgiram.

• A luta de classes afirma que os indivíduos pertencem a grupos tanto sociais quanto econômicos, e agem movidos por ideias e interesses que entram em conflito com outros grupos. A luta entre as classes faz parte da História:

Idade Antiga, a luta entre senhores e escravos.
Idade Média, o conflito entre os mestres das corporações e os trabalhadores e entre os senhores feudais e os vassalos.
Idade Moderna, a classe capitalista e os proletários.

• Teoria da evolução socialista. Marx acreditava que o fim do capitalismo dar-se-ia através do proletariado, no qual o Estado seria o detentor dos meios de produção. O socialismo seria somente uma fase de transição para o comunismo, que deveria constituir uma sociedade sem classes, onde o Estado praticamente não existiria.

• A Dialética. Tanto a natureza quanto o homem sofrem processos de transformações constantes. Esse processo é dialético, ou seja, movimenta-se através de forças contrárias, por exemplo, o bem e o mal, o que domina e o que é dominado. Marx acredita que esse embate promove mudanças quantitativas e qualitativas na sociedade. 

Nem todos os ensinamentos de Marx são de sua autoria. As teorias relativas à luta de classes são da Charles Hall e William Thompson, contudo, Karl Marx foi o primeiro a organizá-las em termos de Economia Política.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Por Lílian Martins
Graduada em História

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Publicado por Lilian Maria Martins de Aguiar
Assista às nossas videoaulas

Artigos de As Doutrinas Socialistas

Socialistas científicos: Karl Marx e Friedrich Engels
Socialismo Científico
Saiba mais sobre o Socialismo Científico e suas principais bases teóricas: o materialismo histórico e dialético, a luta de classes, a teoria da mais-valia e da evolução socialista.
O socialismo utópico teorizou o mundo do século XIX
Socialismo utópico no séc. XIX
Aprenda mais sobre o que foi o Socialismo Utópico do século XIX e quais foram seus principais teóricos.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas