Whatsapp icon Whatsapp

Socialismo científico

O socialismo científico é uma doutrina que surgiu no século XIX por meio de Marx e Engels. Propõe a superação do capitalismo pela revolução dos trabalhadores.
Selos postais estampados com as imagens de Karl Marx e Friedrich Engels, criadores do socialismo científico.
Karl Marx e Friedrich Engels foram os filósofos alemães que sistematizaram a doutrina do socialismo científico.[1]

O socialismo científico é uma doutrina política, econômica, social e filosófica que surgiu no século XIX por meio de Karl Marx e Friedrich Engels, dois filósofos alemães. Essa doutrina se propõe a analisar e entender a fundo o funcionamento do capitalismo, explicando seus mecanismos de controle e exploração.

O socialismo científico também propõe que o capitalismo seja superado, mas, para isso, seria necessário que os trabalhadores tomassem consciência da exploração que sofrem. Em seguida, promoveriam uma revolução que estabeleceria a ditadura do proletariado, que então prosseguiria para construir uma sociedade baseada na igualdade.

Leia mais: Ideologiaconfira as acepções do termo pelos filósofos Destutt de Tracy e Marx

Resumo sobre socialismo científico

  • O socialismo científico é uma doutrina estabelecida por Karl Marx e Friedrich Engels.

  • Trata-se da análise minuciosa da história e do funcionamento do capitalismo.

  • Defende a superação do capitalismo por meio de uma revolução conduzida pelos trabalhadores.

  • O socialismo seria a fase intermediária, quando as desigualdades seriam combatidas na ditadura do proletariado.

  • Quando as desigualdades tiverem sido abolidas, o comunismo seria instaurado e as classes sociais e o Estado, abolidos.

Videoaula sobre o que é socialismo científico

O que é o socialismo científico?

O socialismo científico é uma doutrina política, social, econômica e filosófica que surgiu no século XIX com base na teoria formulada por Karl Marx e Friedrich Engels, dois intelectuais alemães. A teoria estabeleceu uma análise crítica do capitalismo bem como sua superação.

Marx e Engels analisaram profundamente as origens do capitalismo e explicaram seus meios de funcionamento e o processo de exploração dos trabalhadores. A leitura da realidade e de como funcionava o capitalismo fez com que ambos passassem a defender a superação desses sistema para a transformação da sociedade.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A superação do capitalismo, na teoria do socialismo científico, levaria à construção de uma sociedade utópica que seria pautada na igualdade. Nessa sociedade, o trabalho seria compartilhado entre todos, assim como a riqueza gerada por esse trabalho. Cada um trabalharia de acordo com sua capacidade e receberia o suficiente para atender as suas necessidades.

O socialismo científico também é conhecido como marxismo ou teoria marxista, uma vez que a obra de Karl Marx é bastante popular. Essa doutrina incentivou movimentos populares desde o século XIX, incluindo o movimento revolucionário que fez com que os bolcheviques assumissem o poder na Rússia, em 1917.

O século XX foi o período de maior sucesso do socialismo, uma vez que essa doutrina se estabeleceu como uma alternativa ao capitalismo em grande parte do planeta. Esse século também ficou marcado pela polarização que é chamada de Guerra Fria.

A teoria central do socialismo científico é estabelecer as origens e promover a análise do capitalismo, demonstrando que esse sistema sobrevive com base na exploração do trabalho de uma classe chamada proletariado (trabalhadores que vendem sua força de trabalho para sobreviver).

A desigualdade é fruto dessa exploração, e o seu fim só acontecerá com a destruição e superação do capitalismo. Para isso, o socialismo científico defende que uma revolução deve ser conduzida pelos trabalhadores.

Principais características do socialismo científico

O socialismo científico tem algumas características, como:

  • Propõe a superação do capitalismo por meio de uma revolução conduzida pelos trabalhadores.

  • O socialismo é a fase intermediária até a transformação completa da sociedade e o estabelecimento do comunismo.

  • A luta de classes como elemento que movimenta e explica parte da história da humanidade.

  • A crença de que o estabelecimento do comunismo levará à abolição do Estado e das classes sociais.

  • O estudo da história e da forma como funciona o sistema capitalista.

  • A crença no materialismo histórico, e a ideia de que a evolução humana tem relação com sua capacidade de produção e que a luta de classes é uma condição permanente dessa evolução.

  • A crença no materialismo dialético e a defesa de que nossa realidade é concreta, mas pode ser transformada.

Quais são as ideias do socialismo científico?

Dois conceitos fundamentais na teoria do socialismo científico são a luta de classes e a mais-valia. O primeiro conceito explica a luta travada entre as classes dominantes e as classes dominadas, sendo que aquelas sempre exercem a exploração destas. Essa luta é entendida como permanente na história da humanidade, sendo o conflito que movimentará o proletariado a romper as suas correntes e tomar o poder por meio de um processo revolucionário.

A mais-valia, por sua vez, é a explicação que Marx elaborou para teorizar o funcionamento do lucro no capitalismo. Nesse sentido, a mais-valia é todo o valor gerado pelo trabalhador e que não é pago a ele como forma de salário, pois é embolsado pelo patrão como lucro. Sendo assim, o lucro é nada mais do que o resultado da exploração que os trabalhadores sofrem no capitalismo.

Além disso, o socialismo defende que a exploração das massas levaria a uma revolução que estabeleceria a ditadura do proletariado. Essa seria a fase do socialismo, que seria marcada pela atuação do Estado (ocupado pelos trabalhadores) para conduzir as transformações necessárias a fim de implantar a igualdade.

Uma vez que isso estivesse concretizado, o comunismo seria estabelecido; e como a igualdade seria a realidade da sociedade, o Estado não precisaria mais existir, bem como as classes sociais. No que se refere ao capitalismo, Marx e Engels defenderam que esse sistema se baseia na exploração dos trabalhadores e que a sociedade é dividida em duas classes: burgueses (patrões) e proletariado (trabalhadores).

A burguesia é a detentora dos meios de produção, logo, ela controla o trabalho e a riqueza. Os trabalhadores, por sua vez, não têm meios para sobreviver, tendo unicamente a sua força de trabalho. Para sobreviver, então, os trabalhadores vendem essa força de trabalho e o seu tempo de vida.

Leia mais: Existem diferenças entre socialismo e comunismo?

Principais pensadores do socialismo científico

Os dois grandes nomes do socialismo científico foram Karl Marx e Friedrich Engels, filósofos alemães que teorizaram essa doutrina, transformando-a em uma das mais influentes da história. Os dois realizaram trabalhos conjuntos mas também análises individuais. Entre os importantes trabalhos produzidos pelos dois filósofos, estão:

  • Manifesto Comunista;

  • Ideologia Alemã;

  • Luta de Classes na Rússia;

  • Manuscritos Econômico-Filosóficos;

  • A Sagrada Família;

  • O Capital

  • Teorias sobre a Mais-Valia;

  • A Origem da Família, da Propriedade e do Estado;

  • A Situação da Classe Trabalhadora na Inglaterra.

As diferenças entre socialismo científico e socialismo utópico

O socialismo utópico é uma corrente socialista distinta do socialismo científico, e essa diferença foi estabelecida pelo próprio Karl Marx. Tanto Marx quanto Engels não concordavam com o que os teóricos do socialismo utópico defendiam, mas concordavam que eles foram importantes para o desenvolvimento do socialismo científico.

A nomenclatura usada para diferenciar o socialismo científico do utópico foi estabelecida por Karl Marx. O intuito era diminuir a teoria dos utópicos, desacreditando o trabalho deles. Para Marx, o socialismo utópico não aprofundava de maneira apropriada nas problemáticas do sistema capitalista.

Além disso, os socialistas utópicos acreditavam que reformas poderiam ser realizadas para combater a miséria e a desigualdade, mas não defendiam a via revolucionária, como Marx o fez. Também, para eles, a própria burguesia poderia conduzir esse processo de transformação em uma sociedade mais justa. Isso era impensável para Marx, uma vez que a burguesia era a causadora da desigualdade.

Ainda, no socialismo científico, a transformação da sociedade seria pela tomada de consciência de classe do proletariado, que tomaria o poder e promoveria as mudanças necessárias para acabar com o capitalismo.

Exercícios sobre socialismo científico

Questão 01

Qual dos países abaixo não adotou o socialismo como doutrina no século XX:

a) Vietnã

b) Coreia do Sul

c) China

d) Cuba

e) Rússia

Resposta: Letra B

A Coreia do Sul é uma nação capitalista que surgiu da divisão da Península da Coreia em duas nações distintas. Essa divisão territorial e ideológica levou à Guerra da Coreia, conflito que se estendeu de 1950 a 1953. Após isso, a Coreia do Norte se estabeleceu como socialista e a Coreia do Sul como capitalista.

Questão 02

A classe dos trabalhadores é definida no socialismo científico como:

a) proletariado

b) burguesia

c) clero

d) aristocracia

e) camaradas

Resposta: Letra A

O proletariado é uma classe social apresentada na teoria marxista como a classe que não detém os meios de produção e, consequentemente, não tem como sobreviver, vendendo sua força de trabalho e habilidades para que sejam exploradas por um burguês.

Créditos da imagem

[1]Nast Egle e Shutterstock

Fontes

AGOSTI, Aldo. O socialismo real: um balanço. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revhistoria/article/view/18959/21022

CARVALHO, José Maurício de. O socialismo utópico. Disponível em: https://revistas.ufg.br/philosophos/article/view/42600/23571

MARX, Karl e ENGELS, Friedrich. Manifesto Comunista. São Paulo: Boitempo, 2005.

MARINI, Ruy Mauro. Duas notas sobre o socialismo. Disponível em: http://www4.pucsp.br/neils/downloads/v5_artigo_ruy.pdf

Publicado por Daniel Neves Silva
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Friedrich Engels
Saiba mais sobre Friedrich Engels conferindo sua vida, teoria e obras, que influenciaram não só a produção teórica das Humanidades, mas a geopolítica do século XX.
Luta de classes
Karl Marx identificou a luta de classes como o motor que gira a roda da história. Clique para entender mais sobre o assunto!
Mais-valia
No universo teórico de Karl Marx, a ideia de mais-valia é central para a explicação de vários problemas. Acesse e saiba mais sobre o assunto!
Marxismo
Clique aqui para saber o que é marxismo! Entenda sua aplicação e os elementos econômicos e políticos que envolvem essa teoria.
Revolução Permanente x Socialismo num só país
Os dois projetos que disputaram o governo russo após a morte de Vladimir Lênin.
Revolução de Outubro
Clique no link para saber mais detalhes sobre a Revolução de Outubro. Veja o contexto, como os bolcheviques chegaram ao poder e as consequências disso.
Socialismo
Conheça um pouco mais sobre o socialismo, seu surgimento, suas vertentes, características e experiências históricas.
Socialismo utópico no séc. XIX
Aprenda mais sobre o que foi o Socialismo Utópico do século XIX e quais foram seus principais teóricos.
video icon
Professora ao lado do texto"Verbos dicendi".
Português
Verbos dicendi
Dizer, falar, gritar, responder são verbos dicendi, ou seja, palavras que apresentam a maneira pela qual uma pessoa se expressa. Assista a esta videoaula para aprender um pouco mais sobre essa classificação!