Whatsapp icon Whatsapp

Carlos I e o declínio do Absolutismo na Inglaterra

Inserido nas disputas políticas que deram origem à Revolução Puritana, Carlos I representou o declínio do Absolutismo inglês.
Retrato equestre de Carlos I, feito por Anthonis van Dyck (1599-1641).*
Retrato equestre de Carlos I, feito por Anthonis van Dyck (1599-1641).*

A história do rei inglês Carlos I, cujo reinado ocorreu entre 1625 e 1648, está intrinsecamente ligada à decadência da Monarquia Absolutista na Inglaterra e ao fortalecimento do poder da burguesia. Os acontecimentos posteriores à sua trágica morte criaram as bases da futura monarquia parlamentar no país, abrindo o campo para o desenvolvimento do poder político da burguesia e do capitalismo.

Carlos I assumiu o trono após a morte de seu pai Jaime I, em 1625. Em 1628, foi obrigado pelo parlamento a assinar a Petição dos Direitos, em que se via impedido de convocar o exército e criar novas taxas sem a aprovação do parlamento. A medida visava proteger a população da imposição de tributos e detenções ilegais.

Um ano depois, após conseguir a aprovação de impostos que o interessavam, Carlos I dissolveu o parlamento. Quase dez anos depois, em 1640, foi obrigado a reconvocá-lo para obter fundos necessários ao financiamento de uma ação militar contra rebeliões que ocorriam na Escócia. Frente a isso, parlamentares da burguesia mercantil e de nobres capitalistas detentores de pequenas propriedades conseguiram a manutenção pelo rei de um exército permanente e também que a política religiosa passasse a ser controlada pelo parlamento.

Essa última medida era uma forma de garantir uma maior liberdade religiosa, já que Carlos I havia mantido a política de seu pai de tentar impor o anglicanismo como religião de parte da população que professava fés distintas, como os presbiterianos na Escócia e os calvinistas, conhecidos na Inglaterra como puritanos.

Entretanto, em 1641, Carlos I tentou novamente dissolver o parlamento para ampliar seu poder. Essa medida desencadeou uma guerra civil na Inglaterra, também conhecida como Revolução Puritana (1641-1649). As forças em luta durante a guerra civil dividiam-se entre os apoiadores de Carlos I, os Cavaleiros, formados principalmente por anglicanos, católicos e latifundiários; e os defensores do poder do Parlamento, conhecidos como Cabeças Redondas, em razão do corte de cabelo arredondado, que eram liderados por Oliver Cromwell e apoiados pelos demais setores da sociedade inglesa, como os puritanos e os presbiterianos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Carlos I comandou as tropas até 1646, quando se rendeu e foi preso. O rei ainda conseguiu fugir para a ilha de Wight, de onde tentou reorganizar seu exército. Mas foi derrotado definitivamente pelos Cabeças Redondas. Em 1648, a mando do Parlamento, foi julgado pela Alta Corte de Justiça e condenado por traição. A pena foi a decapitação, que ocorreu em janeiro de 1649, em frente ao palácio de Whitehall, em Londres.

Carlos I insultado por soldados de Cromwell, de Paul Delaroche (1797-1856)
Carlos I insultado por soldados de Cromwell
, de Paul Delaroche (1797-1856)

A decapitação de Carlos I foi a primeira execução de um monarca europeu após uma ordenação e julgamento a mando de um Parlamento, e não por qualquer disputa interna das cortes. O aspecto prático e simbólico da execução definiu-se pelo fim da ideia do caráter divino e da autoridade incontestável do rei.

Após a decapitação de Carlos I, foi instaurada a República na Inglaterra, que não duraria muito tempo. Ao contrário, a instituição do poder político da burguesia, o parlamento, fortaleceu-se. O desenvolvimento político e econômico da burguesia ganhava assim impulso e apresentava os contornos que iriam conformar a sociedade contemporânea.

–––––––––––––––––––

* Crédito da Imagem: Galeria Nacional do Reino Unido.

Publicado por Tales dos Santos Pinto

Artigos Relacionados

Oliver Cromwell e Carlos I morto, tela de Paul Delaroche (1797-1856)
Cromwell e a Revolução Puritana Inglesa
A Revolução Puritana foi o processo histórico que garantiu a consolidação da revolução burguesa na Inglaterra.
Colombo: o primeiro navegador a estipular as conquistas marítimas da Coroa Espanhola.
Expansão Marítima Espanhola
Clique aqui e entenda como ocorreu a expansão marítima espanhola!
Liberalismo
Clique aqui para entender o conceito de liberalismo, a sua história e as aplicações do liberalismo nos campos político e econômico.
O rei inglês João Sem Terra assinou a Magna Carta em 1215, um ano antes de sua morte
Magna Carta de 1215
Entenda a importância da Magna Carta de 1215 e compreenda o contexto histórico em que ela foi produzida.
Maria Stuart
Saiba mais sobre a vida de Maria Stuart ao acessar este texto. Veja detalhes sobre sua infância, seus casamentos e os motivos de sua morte precoce.
Com a Revolução Gloriosa, Maria Stuart, filha de Jaime II, foi coroada rainha da Inglaterra.
Revolução Gloriosa
Clique e acesse este texto para ter informações sobre a Revolução Gloriosa, a primeira revolução burguesa da história e que marcou a queda da dinastia Stuart.
Revolução Inglesa
Acesse o site e saiba mais sobre a Revolução Inglesa. Entenda os eventos que desencadearam essa revolução e as suas consequências para a Europa.
video icon
Física
Espelhos côncavos (Parte 1)
Os espelhos esféricos são cavidades refletoras capazes de produzir imagens que tanto podem ser reais como virtuais. Nesta videoaula conheceremos as características gerais dos espelhos côncavos, tais como seus principais elementos geométricos e a forma como eles produzem imagens. Vamos lá?

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!