Whatsapp icon Whatsapp

Imperialismo na África

A ação imperialista impôs uma série de violências e atrocidades contra as populações africanas.
A ação imperialista impôs uma série de violências e atrocidades contra as populações africanas.

Até o século XIX, o litoral do continente africano era a única região em que tínhamos a presença colonial europeia. Em suma, as atividades nessas regiões se resumiam ao lucrativo tráfico negreiro que marcou o desenrolar da economia mercantil. Nesse segundo momento, a presença europeia se deu de forma muito mais enfática e estabeleceu a desarticulação de várias comunidades diferenciadas por suas características culturais e linguísticas.

O primeiro evento de ocupação imperialista ocorreu entre 1830 e 1857, quando os franceses realizaram a conquista da Argélia. Em linhas gerais, essa conquista recuperou o prestígio francês perdido após as guerras napoleônicas e assegurou grandes lucros às empresas do país. Logo em seguida, foi a vez dos franceses se afixarem na Tunísia e afixarem seus domínios na África Ocidental Francesa e na África Equatorial Francesa. Tal domínio também contou com a conquista de Madagascar e Marrocos.

Os britânicos realizaram sua incursão imperialista promovendo a conquista do Egito e a consequente obtenção do Canal de Suez. Do ponto de vista econômico, o Canal de Suez permitia a integração entre os grandes centros industriais europeus e as colônias asiáticas através da ligação entre o mar Mediterrâneo e Vermelho. Logo após o domínio do Egito, o Sudão também foi incorporado como mais uma das parcelas do território imperial da Inglaterra.

A continuidade do projeto imperialista inglês aconteceu com a conquista da Rodésia, Uganda, Zanzibar, Quênia, África Oriental Inglesa, Serra Leoa, Costa do Ouro, Nigéria, Gâmbia. Para controlarem a rica região sul-africana, os britânicos tiveram que entrar em conflito com os colonos de origem holandesa na chamada Guerra dos Bôeres, que ocorreu entre os anos de 1899 e 1902.

No ano de 1876, o rei belga Leopoldo II promoveu a anexação de toda a bacia do Congo, que foi transformada em território de ingerência pessoal. Com tudo, em 1908, o governo da Bélgica decidiu que a possessão seria reintegrada ao Estado, tendo em vista o terrível morticínio provocado pela dominação do monarca. Nas últimas décadas do século XIX, Alemanha e Itália, após a tardia unificação de seus respectivos Estados Nacionais, também avolumaram o imperialismo na África.

Os alemães promoveram a formação da África Oriental Alemã, composta pelos territórios de Ruanda-Burundi e Tangancia. Já na porção ocidental do continente, os germânicos controlaram Camarões, Togo e a atual Namíbia. Os italianos foram responsáveis pelo controle do litoral Líbio, da Eritreia e da Somália. O controle absoluto do “Chifre Africano” só não ocorreu por causa da derrota italiana na batalha de Ádua, vencida por um mal preparado exército etíope.

O desenvolvimento da ação imperialista levou as grandes nações capitalistas a promoverem a Conferência de Berlim (1884 - 1885), organizada pelo estadista Otto Von Bismarck. O principal objetivo do encontro foi definir as regras que determinariam as conquistas imperiais sobre o continente africano. A partir daquele momento, qualquer nova anexação deveria ocorrer a partir do envio de um documento avisando os demais governos imperialistas.

Apesar da inegável supremacia dos europeus, a dominação imperialista foi marcada por várias guerras e conflitos entre nativos e colonizadores. Os franceses tiveram de suportar vários levantes ocorridos na Etiópia e os ingleses tiveram de se organizar contra a resistência no Sudão. Os únicos casos de sucesso africano aconteceram nas regiões da Libéria e da Etiópia, que conseguiram evitar a presença imperialista.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Rainer Sousa
Mestre em História

Publicado por Rainer Gonçalves Sousa

Artigos Relacionados

Os cipaios se voltaram contra as exigências impostas pelas autoridades britânicas na Índia.
A Revolta dos Cipaios
O confronto entre os soldados indianos e as autoridades britânicas.
Nelson Mandela foi membro do Congresso Nacional Africano, órgão de resistência ao Apartheid *
Apartheid
Saiba mais sobre o Apartheid, uma política aplicada na África do Sul ao longo do século XX.
A miséria de alguns países tem relação íntima com a ação imperialista.
As consequências do Imperialismo
Os problemas enfrentados pelas regiões e países marcados pela intervenção neocolonial.
Canal de Suez
Conheça a história do Canal de Suez e entenda a sua importância política e econômica. Veja também por que ele é o principal canal marítimo artificial do mundo.
O fim da colonização na Argélia foi marcado pelo conflito entre franceses e os membros do FLN.
Descolonização da Argélia
O processo que culminou no fim da dominação francesa naquele país.
Guerra do Ópio
Acesse o site e conheça mais sobre as causas das Guerras do Ópio. Acompanhe o desenvolvimento do conflito e quais foram suas consequências para os envolvidos
A ação dos “boxers” chineses foi violentamente reprimida pelas nações imperialistas.
Guerra dos Boxers
Os lutadores chineses que se voltaram contra a presença imperialista.
A ação imperialista na Ásia contou com a participação de várias potências econômicas.
Imperialismo na Ásia
A dominação imperialista no mundo oriental.
Bandeira da Namíbia.
Namíbia
Saiba as principais características geográficas da Namíbia. Aprenda também sobre a demografia, economia, infraestrutura e cultura dessa nação africana.
A Conferência de Berlim (1884-1885) tratou de delimitar as regiões de posse dos europeus no contexto da expansão imperialista
Partilha da África
Saiba em que consistiu a chamada Partilha da África e em que contexto ela aconteceu.
Bandeira do Sudão.
Sudão
Saiba quais são os principais aspectos geográficos do Sudão e veja dados sobre a população, a economia e a cultura do país.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas