Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Literatura
  3. 5 de maio – Dia da Língua Portuguesa e da Cultura Lusófona

5 de maio – Dia da Língua Portuguesa e da Cultura Lusófona

O Dia da Língua Portuguesa e da Cultura Lusófona, instituído pela Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), é comemorado em 5 de maio. Essa homenagem ao idioma e à cultura de origem portuguesa é um reconhecimento à relevância da língua e dos traços culturais partilhados por aqueles países que têm com Portugal uma relação histórica, já que sofreram um processo colonizador por essa antiga metrópole e incorporaram muitos de seus traços lusófonos. Esses traços somaram-se à cultura e à língua dos povos originários, constituindo, assim, um rico panorama cultural e linguístico distinto, mas, ao mesmo tempo, com elementos comuns.

Leia também: 23 de abril – Dia Mundial do Livro e do Direito Autoral

Quando surgiu e o que se comemora no Dia da Língua Portuguesa e da Cultura Lusófona?

O Dia Internacional da Língua Portuguesa e da Cultura Lusófona, comemorado em 5 de maio, surgiu em 2009. Essa data foi instituída pela Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que é formada pelos seguintes países: Brasil, Portugal, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, e Timor-Leste.

Comemora-se, nesse dia, a quinta língua mais falada no mundo, a terceira mais falada no Ocidente e a mais falada no Hemisfério Sul: a língua portuguesa. Partilhada por nove países, essa língua é um traço cultural e identitário que os unifica em torno de uma mesma matriz linguística.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Assim, apesar de cada um desses países ter suas peculiaridades históricas, sociais, étnicas e políticas, a comemoração da Língua Portuguesa e da Cultura Lusófona é uma tentativa de ressaltar-se o espírito comunitário entre povos que têm traços idiomáticos e culturais que os irmanam e, portanto, podem despertar um sentimento de cooperação mútua.

Bandeiras dos países que têm a língua portuguesa como oficial.
Bandeiras dos países que têm a língua portuguesa como oficial.

Atividades no Dia da Língua Portuguesa e da Cultura Lusófona

Anualmente, a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), ao longo do mês de maio, realiza uma série de eventos para comemorar-se, nos países-membros, o Dia da Língua Portuguesa e da Cultura Lusófona, a exemplo de conferências, exibição de filmes e documentários temáticos etc.

Veja também: 21 de março – Dia Mundial da Poesia

Obras artísticas que homenageiam a língua portuguesa

Língua portuguesa

Última flor do Lácio, inculta e bela,
És, a um tempo, esplendor e sepultura:
Ouro nativo, que na ganga impura
A bruta mina entre os cascalhos vela...

Amo-te assim, desconhecida e obscura.
Tuba de alto clangor, lira singela,
Que tens o trom e o silvo da procela,
E o arrolo da saudade e da ternura!

Amo o teu viço agreste e o teu aroma
De virgens selvas e de oceano largo!
Amo-te, ó rude e doloroso idioma,

em que da voz materna ouvi: "meu filho!",
E em que Camões chorou, no exílio amargo,
O gênio sem ventura e o amor sem brilho!

(BILAC, Olavo. Poesias. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves, 1964. p. 262.)

Língua

Gosto de sentir a minha língua roçar a língua de Luís de Camões
Gosto de ser e de estar
E quero me dedicar a criar confusões de prosódias
E uma profusão de paródias
Que encurtem dores
E furtem cores como camaleões
Gosto do Pessoa na pessoa
Da rosa no Rosa
E sei que a poesia está para a prosa
Assim como o amor está para a amizade
E quem há de negar que esta lhe é superior?
E deixe os Portugais morrerem à míngua
Minha pátria é minha língua
Fala Mangueira! Fala!

Flor do Lácio Sambódromo Lusamérica latim em pó
O que quer
O que pode esta língua?

Vamos atentar para a sintaxe dos paulistas
E o falso inglês relax dos surfistas
Sejamos imperialistas! Cadê? Sejamos imperialistas!
Vamos na velô da dicção choo-choo de Carmem Miranda
E que o Chico Buarque de Holanda nos resgate
E (xeque-mate) explique-nos Luanda
Ouçamos com atenção os deles e os delas da TV Globo
Sejamos o lobo do lobo do homem
Lobo do lobo do lobo do homem
Adoro nomes
Nomes em ã
De coisas como rã e ímã
Ímã ímã ímã ímã ímã ímã ímã ímã
Nomes de nomes
Como Scarlet, Moon, de Chevalier, Glauco Mattoso e Arrigo Barnabé
E Maria da Fé

Flor do Lácio Sambódromo Lusamérica latim em pó
O que quer
O que pode esta língua?

Se você tem uma idéia incrível é melhor fazer uma canção
Está provado que só é possível filosofar em alemão
Blitz quer dizer corisco
Hollywood quer dizer Azevedo
E o Recôncavo, e o Recôncavo, e o Recôncavo meu medo
A língua é minha pátria
E eu não tenho pátria, tenho mátria
E quero frátria
Poesia concreta, prosa caótica
Ótica futura
Samba-rap, chic-left com banana

(Será que ele está no Pão de Açúcar?
Tá craude brô
Você e tu
Lhe amo
Qué queu te faço, nego?
Bote ligeiro!
Ma'de brinquinho, Ricardo!? Teu tio vai ficar desesperado!
Ó Tavinho, põe camisola pra dentro, assim mais pareces um espantalho!
I like to spend some time in Mozambique
Arigatô, arigatô!)

Nós canto-falamos como quem inveja negros
Que sofrem horrores no Gueto do Harlem
Livros, discos, vídeos à mancheia
E deixa que digam, que pensem, que falem

(Caetano Veloso. Albúm Velô, de 1984)

Minha pátria é a língua portuguesa

[…] Não tenho sentimento nenhum político ou social. Tenho, porém, num sentido, um alto sentimento patriótico. Minha pátria é a língua portuguesa. Nada me pesaria que invadissem ou tomassem Portugal, desde que não me incomodassem pessoalmente. Mas odeio, com ódio verdadeiro, com o único ódio que sinto, não quem escreve mal português, não quem não sabe sintaxe, não quem escreve em ortografia simplificada, mas a página mal escrita, como pessoa própria, a sintaxe errada, como gente em que se bata, a ortografia sem ípsilon, como o escarro directo que me enoja independentemente de quem o cuspisse.

Sim, porque a ortografia também é gente. A palavra é completa vista e ouvida. E a gala da transliteração greco-romana veste-ma do seu vero manto régio, pelo qual é senhora e rainha.

(Livro do desassossego, por Bernardo Soares, heterônimo de Fernando Pessoa. Vol. I.)  

Publicado por: Leandro Guimarães
Assista às nossas videoaulas
Assuntos relacionados
13 de maio – Dia da Abolição da Escravatura
Conheça detalhes sobre o processo que culminou na abolição da escravatura no Brasil, oficializado por lei, em 13 de maio de 1888, após muita luta dos abolicionistas.
21 de Março – Dia Mundial da Poesia
Conheça as motivações para a criação do Dia Mundial da Poesia e os poetas que marcaram a história da literatura brasileira.
23 de abril – Dia Mundial do Livro e do Direito Autoral
Conheça o Dia Mundial do Livro e do Direito Autoral: suas motivações, seu objetivo e quem o criou. Confira uma seleção com 10 livros imperdíveis.
6 de maio – Dia Nacional da Matemática
Clique para descobrir a origem do Dia Nacional da Matemática e qual a relação dessa data com o matemático brasileiro conhecido como Malba Tahan.
Mia Couto
Veja quem é Mia Couto, importante escritor moçambicano. Conheça as características de suas obras. Leia algumas frases do autor.
Há países em todos os continentes que falam português.
Países que falam português
Descubra quais são os países que falam português e quais outras regiões parte da população também adota o idioma. Veja em quais continentes esses países encontram-se.