Gerações do Romantismo no Brasil

Logo após a independência política do Brasil (1822), nasce o Romantismo brasileiro. Os escritores Araújo Porto Alegre, Sales Torres Homem, Pereira da Silva e Domingos José Gonçalves de Magalhães resolveram escrever uma revista com temas de interesse nacional. Nesse momento nasce a Niterói, Revista Brasiliense de Ciências, Letras e Artes, que trazia a epígrafe: “Tudo pelo Brasil e para o Brasil”.

O Romantismo assumiu em nossa literatura um significado secundário, de um movimento anticolonialista e antilusitano, de rejeição à literatura produzida na época colonial, aos modelos culturais portugueses. Por isso, a primeira geração romântica tinha a preocupação de garantir uma identidade nacional que nos separasse de Portugal, buscando no passado histórico elementos de origem nacional.

São apontadas três gerações de escritores românticos:

- Primeira geração: nacionalista, indianista e religiosa. Os poetas que se destacam são: Gonçalves Dias e Gonçalves de Magalhães.

- Segunda geração: é um período marcado pelo mal do século, apresenta egocentrismo irritado, pessimismo, satanismo e atração pela morte. Os poetas que se destacam são: Álvares de Azevedo, Casimiro de Abreu, Fagundes Varela e Junqueira Freire.

- Terceira geração: esse período desenvolve uma poesia com caráter político e social, é formada pelo grupo condoreiro. O maior representante dessa fase é Castro Alves.


Primeira geração

Os primeiros românticos são conhecidos como nativistas, pois seus romances retratam índios vivendo livremente na natureza, numa representação idealizada. O índio é transformado no símbolo do homem livre e incorruptível.
Nosso Romantismo apresenta como traço essencial o nacionalismo, destacando o indianismo, o regionalismo, a pesquisa histórica, folclórica e linguística, e a crítica aos problemas nacionais.

Segunda geração

O tema que fascinou os escritores da segunda geração romântica brasileira foi a morte. Nas obras dos escritores desse período está presente uma visão negativa do mundo e da sociedade, onde expressam seu pessimismo e sentimento de inadequação à realidade, pois viviam uma vida desregrada, dividida entre os estudos acadêmicos, o ócio, os casos amorosos e a leitura de obras literárias, como as de Musset e Byron.
A segunda geração, também conhecida como ultrarromantismo, encontra no Brasil discípulos fervorosos, que diante do amor apresentam uma visão dualista, envolvendo atração e medo, desejo e culpa. Em seus poemas, a imagem de perfeição feminina apresenta os traços de morte, condenando implicitamente qualquer forma de manifestação física do amor.

Terceira geração

A terceira geração é também conhecida como “O condoreirismo”, os poetas dessa geração apresentam estilo grandioso ao tratarem de temas sociais, eram comprometidos com a causa abolicionista e republicana desenvolvendo, assim, a poesia social.
Castro Alves é o poeta que mais se destaca. Inspirado nos princípios de Victor Hugo, ele começa a escrever poemas sobre a escravidão. Há, retratado em seus poemas, o lado feio e esquecido pelos primeiros românticos: a escravidão dos negros, a opressão e a ignorância do povo brasileiro.
Castro Alves ficou conhecido como “o poeta dos escravos”.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Família de Botocudos em viagem, de Maximilian, 1815-1817. Aquarela do livro Reise nach Brasilien in der Jahren
Família de Botocudos em viagem, de Maximilian, 1815-1817. Aquarela do livro Reise nach Brasilien in der Jahren
Publicado por: Sabrina Vilarinho
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

(Fuvest)

Poderíamos sintetizar uma das características do Romantismo pela seguinte aproximação de opostos:

a) Aparentemente idealista, foi, na realidade, o primeiro momento do Naturalismo Literário.

b) Cultivando o passado, procurou formas de compreender e explicar o presente.

c) Pregando a liberdade formal, manteve-se preso aos modelos legados pelos clássicos.

d) Embora marcado por tendências liberais, opôs-se ao nacionalismo político.

e) Voltado para temas nacionalistas, desinteressou-se do elemento exótico, incompatível com a exaltação da pátria.

Questão 2

(UFRR)

A obra romanesca de José de Alencar introduziu na literatura brasileira quatro tipos de romances: indianista, histórico, urbano e regional. Desses quatro tipos, os que tiveram sua vida prolongada, de forma mais clara e intensa, até o Modernismo, ainda que modificados, foram:

a) Indianista e histórico;

b) Histórico e urbano;

c) Urbano e regional;

d) Regional e indianista;

e) Indianista e urbano.

Mais Questões
Assuntos relacionados
Gustave Flaubert foi o escritor da primeira obra considerada realista: “Madame Bovary”
Realismo
Acesse para saber o que foi o Realismo. Conheça as principais características do movimento, seu contexto histórico, os maiores autores desse estilo e suas obras.
Moacyr Scliar foi um dos mais importantes e populares escritores da literatura brasileira contemporânea
Moacyr Scliar
"Uma bela história ou um belo poema melhoram nossa vida". Conheça a vida e a obra de Moacyr Scliar.
Gonçalves Dias foi o principal poeta da primeira geração do Romantismo brasileiro
Primeira geração do Romantismo brasileiro
O Romantismo no Brasil: Clique e conheça os principais traços que definem a primeira geração do Romantismo brasileiro.
Euclides da Cunha foi um escritor pré-modernista brasileiro
Euclides da Cunha

Leia a biografia de Euclides da Cunha e saiba mais a respeito da vida e da obra do autor de Os Sertões, “a Bíblia da nacionalidade brasileira”.

Sousândrade foi um escritor brasileiro da terceira geração romântica e autor de Guesa errante, publicado em 1888
Sousândrade
Conheça a biografia de Sousândrade, um escritor brasileiro da terceira geração romântica e autor de Guesa errante (1888).
O Romance Urbano surgiu no início do século XIX, um período da Literatura brasileira que sucedeu o Condoreirismo e precedeu o Romance Indianista
Romance urbano
Leia este artigo e saiba tudo sobre o Romance Urbano, período da Literatura em que são retratados os costumes e valores da elite carioca.
A segunda geração do Romantismo no Basil, ou Ultrarromantismo, caracterizou-se pela temática pessimista
Segunda geração do Romantismo no Brasil
Conheça a segunda geração do Romantismo no Brasil e aprenda mais sobre os principais autores e sobre as características das obras desse período.
A revolta em relação à escravidão foi um dos temas principais dessa geração
Terceira Geração do Romantismo no Brasil
Conheça a Terceira Geração do Romantismo no Brasil e aprenda mais sobre os principais autores e como as obras desse período eram caracterizadas.
José de Alencar
Entenda por que José de Alencar é tido como um clássico da literatura brasileira. Veja biografia, características de suas obras e de seus principais romances.
Castro Alves
Saiba quem foi Castro Alves e entenda o contexto histórico em que esse poeta viveu. Conheça também a sua obra-prima, “O navio negreiro”, além de outros poemas.
Romantismo em Portugal
Saiba em que contexto histórico surgiu o romantismo em Portugal. Conheça as gerações do romantismo português, e entenda suas características.