Whatsapp icon Whatsapp

Teorema de Laplace

O Teorema de Laplace é um método para calcular o valor do determinante de matrizes quadradas.
O teorema de Laplace é utilizado para calcular determinantes de matrizes.
O teorema de Laplace é utilizado para calcular determinantes de matrizes.

O teorema de Laplace foi desenvolvido para o estudo das matrizes. Durante a resolução de sistemas lineares, é bastante recorrente que o problema torne-se uma matriz, além de outras situações em que o conjunto de dados é representado por uma matriz.

Na busca de encontrar o determinante dessas matrizes, foi desenvolvido o teorema de Laplace, sendo um método eficiente para calcular-se o determinante de matrizes. A aplicação desse teorema pode ser feita em qualquer matriz quadrada. Para aplicá-lo, é necessário aprender a calcular o menor complementar e o cofator de um elemento da matriz.

Menor complementar

Para qualquer matriz quadrada, conhecemos como menor complementar de um elemento o determinante da matriz calculado eliminando-se a linha e a coluna às quais esse elemento da matriz pertence. O menor complementar de um elemento é representado comumente como Dij.

Exemplo:

Analise a matriz de ordem três a seguir:

a) Calcule o menor complementar D22.

Para calcular D22, vamos eliminar a segunda linha e a segunda coluna da matriz:

Note que, ao removermos a linha 2 e a coluna 2, com os termos restantes, é possível fazermos uma nova matriz, e então calcularemos o determinante dessa nova matriz.

D22 = 1 · 0 – 3 · 7 = 0 – 21 = -21

b) Calcule o menor complementar D31.

Para calcular D22, vamos eliminar a terceira linha e a primeira coluna da matriz:

Agora calcularemos o determinante da matriz formada pelos termos restantes:

D31 = 2 · 6 – 3 · 5 = 12 – 15 = -3

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Cofator

Conhecemos como Cofator Cij um número associado a cada um dos elementos da matriz, esse cofator é calculado pela seguinte fórmula:

Cij = (-1)i+j Dij

Exemplo: Dada a matriz a seguir:

a) Calcule C12

Utilizando a fórmula, temos que:

C12 = (-1)1+2 D12

C12 = (-1)3 D12

C12 = (-1) · D12

Agora calcularemos D12 , para isso, é necessário eliminar a primeira linha e a segunda coluna:

Com os termos restantes calcularemos o determinante,

Sendo assim D12 = -38

C12 = - (-38)

C12= + 38

Agora que já sabemos como calcular o menor complementar e o cofator, vamos compreender como aplicar o teorema de Laplace para encontrar o determinante de matrizes, inclusive de uma matriz de ordem 4.

Teorema de Laplace

O teorema de Laplace, assim como a regra de Sarrus, é um método para encontrar-se o determinante de uma matriz.

Enunciado do teorema:

Seja A uma matriz quadrada, o determinante de A, ou seja, det (A), é igual à soma dos produtos dos elementos de uma fila (linha ou coluna) pelos seus respectivos cofatores.

De modo algébrico, dada uma linha k, sabendo que A possui n linhas e n colunas, temos que:

det (A) = ak1Ck1 + ak2Ck2 + … + aknCkn

Do mesmo modo que é possível encontrar esse determinante em uma coluna, seja c a coluna, então temos que:

det(A) = a1cC1c + a2cC2c + … + ancCnc

Exemplo:

Calcule, por meio teorema de Laplace, o determinante da matriz:

Primeiro vamos escolher uma linha ou uma coluna da matriz, o mais conveniente é escolher aquela fila que possui a maior quantidade de 0 (a fim de simplificarmos a conta), porém não há nenhum 0 na nossa matriz. Sendo assim, podemos escolher a linha ou a coluna que acharmos mais conveniente. Escolhendo a linha 1, temos que:

det(A) = a11C11 + a12C12 + a13C13

Dessa forma, temos que:

Acesse também: Regra de Chió nos cálculos dos determinantes

Exercícios resolvidos

Questão 1 - O determinante da matriz B, de ordem 4, a seguir

é igual a:

A) 8

B) -8

C) 34

D) -34

E) 30

Resolução

Alternativa C

Para encontrar o det(B), vamos escolher uma fila. Nesse caso, as mais convenientes são a coluna 1 e a coluna 3, que possuem dois elementos iguais a 0. Escolhendo a coluna 3, teremos:

det(B) = b13 C13 + b23C23 + b33C33 + b43C43
det(B) = 0 · C13 + 3 · C23 + 0 · C33 + 1 · C43

Como 0 é o elemento neutro da multiplicação, temos que:

det(B) = 0 + 3 · C23 + 0 + 1 · C43
det(B) = 3 · C23 + 1 · C43

Questão 2 - O cofator do elemento a31 da matriz A é igual a:

A) -3

B) -4

C) 4

D) 3

E) 2

Resolução

Alternativa B

O cofator C31 é dado por:

C31 = (-1)3+1 D31

C31 = (-1)4 D31

C31 = 1 · D31

Ao eliminarmos a terceira linha e a primeira coluna da matriz, encontraremos que:

Assim, o cofator do elemento a31 é igual a -4.

Alternativa b

Publicado por Raul Rodrigues de Oliveira
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Cofator de uma matriz
O cálculo do cofator de uma matriz qualquer auxilia no cálculo do determinante através do teorema de Laplace.
O menor complementar é um número associado à matriz.
Menor complementar
Entenda o que é o menor complementar ou menor principal de um elemento da matriz. Aprenda a calcular o menor complementar e o cofator de um elemento da matriz.
Regra de Chió nos cálculos dos determinantes
Como calcular determinantes de matrizes com ordem superior a três, utilizando a regra de Chió.
video icon
Matemática
Função Linear
Nesta aula veremos a relação que existe entre a função linear e a função afim. Além disso, resolveremos um exercício-modelo utilizando a construção e interpretação da função.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Sociologia
Democracia racial
Você sabe o que significa democracia racial? Clique e nós te ensinamos!
video icon
Tigres Asiáticos
Geografia
Tigres Asiáticos
Assista à nossa videoaula sobre os Tigres Asiáticos, e conheça as razões do desenvolvimento rápido desses territórios.