Whatsapp icon Whatsapp

Teorema de Laplace

O Teorema de Laplace é um método para calcular o valor do determinante de matrizes quadradas.
O teorema de Laplace é utilizado para calcular determinantes de matrizes.
O teorema de Laplace é utilizado para calcular determinantes de matrizes.

O teorema de Laplace foi desenvolvido para o estudo das matrizes. Durante a resolução de sistemas lineares, é bastante recorrente que o problema torne-se uma matriz, além de outras situações em que o conjunto de dados é representado por uma matriz.

Na busca de encontrar o determinante dessas matrizes, foi desenvolvido o teorema de Laplace, sendo um método eficiente para calcular-se o determinante de matrizes. A aplicação desse teorema pode ser feita em qualquer matriz quadrada. Para aplicá-lo, é necessário aprender a calcular o menor complementar e o cofator de um elemento da matriz.

Menor complementar

Para qualquer matriz quadrada, conhecemos como menor complementar de um elemento o determinante da matriz calculado eliminando-se a linha e a coluna às quais esse elemento da matriz pertence. O menor complementar de um elemento é representado comumente como Dij.

Exemplo:

Analise a matriz de ordem três a seguir:

a) Calcule o menor complementar D22.

Para calcular D22, vamos eliminar a segunda linha e a segunda coluna da matriz:

Note que, ao removermos a linha 2 e a coluna 2, com os termos restantes, é possível fazermos uma nova matriz, e então calcularemos o determinante dessa nova matriz.

D22 = 1 · 0 – 3 · 7 = 0 – 21 = -21

b) Calcule o menor complementar D31.

Para calcular D22, vamos eliminar a terceira linha e a primeira coluna da matriz:

Agora calcularemos o determinante da matriz formada pelos termos restantes:

D31 = 2 · 6 – 3 · 5 = 12 – 15 = -3

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Cofator

Conhecemos como Cofator Cij um número associado a cada um dos elementos da matriz, esse cofator é calculado pela seguinte fórmula:

Cij = (-1)i+j Dij

Exemplo:

Dada a matriz a seguir:

a) Calcule C12

Utilizando a fórmula, temos que:

C12 = (-1)1+2 D12

C12 = (-1)3 D12

C12 = (-1) · D12

Agora calcularemos D12 . Para isso, é necessário eliminar a primeira linha e a segunda coluna:

Com os termos restantes, calcularemos o determinante:

Sendo assim:

 D12 = -38

C12 = - (-38)

C12= + 38

Agora que já sabemos como calcular o menor complementar e o cofator, vamos compreender como aplicar o teorema de Laplace para encontrar o determinante de matrizes, inclusive de uma matriz de ordem 4.

Aplicando o teorema de Laplace

O teorema de Laplace, assim como a regra de Sarrus, é um método para encontrar o determinante de uma matriz.

Enunciado do teorema:

Seja A uma matriz quadrada, o determinante de A, ou seja, det (A), é igual à soma dos produtos dos elementos de uma fila (linha ou coluna) pelos seus respectivos cofatores.

De modo algébrico, dada uma linha k, sabendo que A possui n linhas e n colunas, temos que:

det (A) = ak1Ck1 + ak2Ck2 + … + aknCkn

Do mesmo modo que é possível encontrar esse determinante em uma coluna, seja c a coluna, então temos que:

det(A) = a1cC1c + a2cC2c + … + ancCnc

Exemplo:

Calcule, por meio teorema de Laplace, o determinante da matriz:

Primeiro vamos escolher uma linha ou uma coluna da matriz, o mais conveniente é escolher aquela fila que possui a maior quantidade de 0 (a fim de simplificarmos a conta), porém não há nenhum 0 na nossa matriz. Sendo assim, podemos escolher a linha ou a coluna que acharmos mais conveniente. Escolhendo a linha 1, temos que:

det(A) = a11C11 + a12C12 + a13C13

Dessa forma, temos que:

Exercícios resolvidos

Questão 1 - O determinante da matriz B, de ordem 4, a seguir

é igual a:

A) 8

B) -8

C) 34

D) -34

E) 30

Resolução

Alternativa C

Para encontrar o det(B), vamos escolher uma fila. Nesse caso, as mais convenientes são a coluna 1 e a coluna 3, que possuem dois elementos iguais a 0. Escolhendo a coluna 3, teremos:

det(B) = b13 C13 + b23C23 + b33C33 + b43C43
det(B) = 0 · C13 + 3 · C23 + 0 · C33 + 1 · C43

Como 0 é o elemento neutro da multiplicação, temos que:

det(B) = 0 + 3 · C23 + 0 + 1 · C43
det(B) = 3 · C23 + 1 · C43

Questão 2 - O cofator do elemento a31 da matriz A é igual a:

A) -3

B) -4

C) 4

D) 3

E) 2

Resolução

Alternativa B

O cofator C31 é dado por:

C31 = (-1)3+1 D31

C31 = (-1)4 D31

C31 = 1 · D31

Ao eliminarmos a terceira linha e a primeira coluna da matriz, encontraremos que:

Assim, o cofator do elemento a31 é igual a -4.

Alternativa b

Publicado por Raul Rodrigues de Oliveira
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Cofator de uma matriz
O cálculo do cofator de uma matriz qualquer auxilia no cálculo do determinante através do teorema de Laplace.
O menor complementar é um número associado à matriz.
Menor complementar
Entenda o que é o menor complementar ou menor principal de um elemento da matriz. Aprenda a calcular o menor complementar e o cofator de um elemento da matriz.
Regra de Chió nos cálculos dos determinantes
Como calcular determinantes de matrizes com ordem superior a três, utilizando a regra de Chió.
video icon
Português
Pré-Enem | Vocabulário da proposta de intervenção
O Pré-Enem é o intensivo preparatório do Brasil Escola para o Enem. Nele nós separamos os principais temas que devem ser estudados a menos de três meses do exame. Nesta transmissão você assistirá à aula sobre o vocabulário da proposta de intervenção como elemento para fazer boas conclusões com o professor Guga Valente!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas