Elemento Ouro

A denominação ouro vem do latim aurum, que significa brilhante, possui número atômico 79, massa atômica 197 e está situado no grupo 11 (1 B) da tabela periódica, seu símbolo é Au.

Dentre os poucos elementos conhecidos na Antigüidade o Ouro era um deles, estava entre os nove elementos conhecidos por volta do ano de 2600 a.C.: mercúrio, ferro, cobre, estanho, prata, chumbo, enxofre e carbono. Nessa época, o ouro já encantava pela sua beleza e por ser muito raro. Estima-se que para cada milhão de toneladas de terra, há apenas cinco quilos de ouro. Os egípcios, por volta do ano de 1400 a.C. já faziam uso do ouro para recobrir sarcófagos das múmias dos faraós.

O chamado ouro nativo é encontrado livre na natureza, em forma de pepitas. Quando o ouro é denominado 24 quilates, quer dizer que ele se encontra 100% puro. O ouro mais usado na confecção de jóias é o ouro 18 quilates, sua composição é de 75% em massa de Ouro e 23% corresponde à prata e cobre.

O ouro puro é muito mole para ser usado na obtenção de objetos, por esse motivo é endurecido formando a liga metálica com a prata e o cobre. O ouro e as suas diversas ligas metálicas são muito empregados em joalherias, fabricação de moedas e utilizado como padrão monetário em muitos países. Essas utilizações são devidas à sua boa condutividade elétrica, resistência à corrosão e uma boa combinação de propriedades físicas e químicas, apresenta diversas aplicações industriais.

Como o ouro é muito raro, existem inúmeras imitações tentando se passar por esse metal precioso, uma delas é a chamada pirita (FeS2), um composto iônico que apresenta grandes semelhanças: a mesma cor e o mesmo brilho. Por isso a pirita é conhecida como ouro dos tolos, por já ter se passado muitas vezes por ele. Vejamos como identificar se o ouro é falso:

- Passagem de corrente elétrica no estado sólido:

Ouro: conduz corrente
Pirita: não conduz corrente.

- Dureza:

Ouro: o ouro apresenta maleabilidade e ao ser forçado fica amassado.
Pirita: é constituída de cristais pequenos e é dura e quebradiça como todos os compostos iônicos, ao receber impacto vai se quebrar e formar estruturas menores com faces planas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Sarcófago de ouro
Sarcófago de ouro
Publicado por: Líria Alves de Souza
Assuntos relacionados
Tacho de cobre.
Metal Cobre
Bom condutor de eletricidade e calor, alto grau de dureza, resistente à corrosão, minérios de cobre, materiais metalúrgicos, cobre metálico, azurita, malaquita, cintilância, tachos de cobre, utensílios domésticos.
Classificação das Bases
Como a solubilidade se relaciona com o grau de dissociação de bases.
Arrhenius realizou experimentos sobre ionização e dissociação iônica
Conceito de ácido, base e sal pela teoria de Arrhenius
Segundo o conceito de Arrhenius, em solução aquosa os ácidos produzem como cátion somente o hidrogênio, as bases produzem como ânion somente a hidroxila e os sais geram íons diferentes destes.
É importante classificar os reagentes ácidos usados em laboratórios químicos, entre outros fatores, por questão de segurança e para manuseá-los melhor
Classificação dos ácidos
Descubra quais são os quatro critérios de classificação dos ácidos e como determinar a sua força.
Reação química sendo feita em laboratório
Reações inorgânicas
Conheça as principais reações inorgânicas, incluindo reações de síntese ou adição, análise ou decomposição, simples troca ou oxirredução e dupla troca ou metátese.
O sal, como todo composto iônico, apresenta-se na forma de um retículo cristalino
Características e Propriedades dos Compostos Iônicos
A forte ligação de natureza elétrica entre os íons dos compostos iônicos produz aglomerados com formas geométricas bem definidas, que são responsáveis por suas propriedades.