Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Química Geral
  4. Organização da Tabela Periódica

Organização da Tabela Periódica

Na química, os critérios usados para organizar os elementos foram estabelecidos com o decorrer do tempo. No ano de 1869, o professor da Universidade de São Petersburgo (Rússia), Dimitri Ivanovich Mendeleev (1834-1907), escreveu um livro sobre os elementos conhecidos até aquela época. Eram cerca de 63 elementos, e Mendeleev os organizou em função da massa de seus átomos (massa atômica) estabelecendo as famílias e grupos. Essa organização obedece à seguinte lei periódica:

"As propriedades físicas e químicas dos elementos são funções periódicas de seus números atômicos".

Os elementos na tabela estão arranjados horizontalmente, em seqüência numérica, de acordo com seus números atômicos, e se organizam através dos períodos e famílias.

Períodos: Existem sete períodos na tabela atual e a quantidade de camadas eletrônicas que os elementos químicos apresentam é indicada pelo número do período correspondente. Eles representam as linhas horizontais da tabela. Os períodos diferem em comprimento, variando de 2 elementos, no mais curto, à 32 elementos no mais longo.

Famílias ou grupos: As linhas verticais da tabela são organizadas de acordo com as estruturas similares da camada externa dos elementos. Essas colunas são denominadas grupos. Em alguns deles, os elementos estão relacionados tão intimamente em suas propriedades que são denominados de famílias. Atualmente, a tabela periódica é constituída por 18 famílias, e uma maneira de identificá-las é através de algarismos romanos seguidos das letras A e B. Exemplos: família IA. IIA, VB.
Os elementos químicos se organizam em períodos e famílias.
Os elementos químicos se organizam em períodos e famílias.
Publicado por: Líria Alves de Souza
Assuntos relacionados
Fatores que alteram o equilíbrio de um sistema
Temperatura e pressão podem alterar o equilíbrio de uma reação.
Podemos localizar um elemento químico utilizando a ferramenta da distribuição eletrônica e vice-versa
Distribuição eletrônica e a Tabela Periódica
Veja como indicar o subnível mais energético e o número de elétrons do átomo relacionando a distribuição eletrônica com a Tabela periódica.
A confecção de joias é uma aplicação dos metais nobres
Metais nobres
Clique e aprenda o que são os metais nobres e conheça as principais características de cada um deles!
Indicação da camada de valência de um átomo de carbono
Camada de valência
Clique e entenda o que é a camada de valência e como determiná-la utilizando o diagrama de Linus Pauling ou a tabela periódica.
Símbolo utilizado para representar a Platina
Platina
Clique e conheça as caraterísticas atômicas e físicas, a história, a obtenção e as utilizações do elemento químico Platina!
O dióxido de carbono é uma substância cujas moléculas apresentam geometria linear
Geometria molecular linear
Clique e conheça a geometria molecular linear, que tipo de moléculas estão envolvidas e como devemos analisar uma substância que apresenta esse tipo de geometria.
Localização dos calcogênios na tabela periódica
Calcogênios
Clique e conheça o que são os calcogênios por meio da distribuição eletrônica e das características gerais desse importante grupo da tabela periódica.
Elementos de transição na tabela periódica
Distribuição eletrônica dos elementos de transição
Aprenda a realizar a distribuição eletrônica dos elementos de transição e saiba quais são as principais diferenças entre os elementos representativos.
Sigla do carbono, elemento químico que dá nome à família IVA da tabela periódica
Família do carbono
Clique e saiba quais são os elementos químicos que formam a família do carbono, suas características, propriedades e principais utilizações.
O óleo lubrificante é obtido por destilação fracionada
Destilação simples e fracionada
Conheça as etapas e os equipamentos utilizados na destilação simples e na fracionada!