Whatsapp icon Whatsapp

Ruptura de ligações em compostos orgânicos

Nas reações orgânicas é comum o carbono não efetuar suas quatro ligações, o que abre espaço para a formação de grupos intermediários instáveis. Tais grupos se originam da ruptura de ligações entre átomos, que pode ocorrer de modo homogêneo ou heterogêneo, vejamos:

Cisão Homolítica

Como o nome já diz, a ruptura é feita de modo igual, o que resulta na formação de radicais livres.
A quebra homolítica se dá em meio a uma alta energia. A reação com moléculas apolares ou com baixa diferença de eletronegatividade torna possível sua ocorrência, acompanhe o exemplo:

Ao final da reação temos o radical livre: um átomo com elétron desemparelhado que tem carga elétrica igual a zero.
Repare que ambos os participantes da ruptura homolítica, tanto o hidrogênio (H) como o carbono (C), ficaram com seu elétron original da ligação.

Cisão Heterolítica

Nesse caso, os produtos finais da reação são íons com carga positiva (cátions) ou carga negativa (ânions).
A quebra desigual da molécula faz com que o par eletrônico fique com apenas um dos átomos da ligação, veja os exemplos:



Em ambos os casos temos a formação de íons, o que muda é a carga positiva ou negativa.
a) a quebra heterolítica da ligação entre carbono e bromo dá origem ao íon brometo (carga negativa) e ao carbocátion. O Br fica com o par eletrônico porque é mais eletronegativo.

b) a quebra heterolítica da ligação entre carbono e hidrogênio resulta na formação de um carbânion e um íon H+ (próton).

As rupturas heterolíticas ocorrem normalmente em ligações polarizadas a uma baixa energia e na presença de solventes polares.

Por Líria Alves
Graduada em Química

Publicado por Líria Alves de Souza
video icon
"Sistema Reprodutor Feminino" escrito sobre fundo azul ao lado da ilustração de um corpo feminino
Biologia
Sistema Reprodutor Feminino
Sobre os sistemas reprodutores, podemos concordar que o feminino apresenta uma organização muito mais simples se comparado com o masculino e podemos dizer que é perfeito. Um sistema responsável por produzir um gameta e acomodar todo o processo de desenvolvimento de um bebê só podia estar presente nas mulheres. O sistema reprodutor feminino é formado por órgãos internos e estruturas externas, e possui pouca relação com o sistema excretor.