Whatsapp icon Whatsapp

Fala e escrita

A fala é distinta da escrita, não escrevemos conforme falamos
A fala é distinta da escrita, não escrevemos conforme falamos

O que acontece muito em dissertações é a tentativa de aproximar a escrita da fala. No entanto, apesar de utilizarem o idioma como maneira de expressão, são elementos distintos.

Quando a fala infiltra na escrita ocorre o aparecimento de ideias confusas no texto, da prolixidade, do coloquialismo, de jargões, de expressões genéricas, da falta de pontuação adequada, dentre outros problemas.

Vamos, então, diferenciar fala de escrita, a fim de que possamos ficar mais sensíveis na utilização de cada uma:

Fala: O emissor utiliza o vocabulário para falar, mas ele também pode se respaldar em outros códigos linguísticos, como: entonação de voz, gestos, interação com o meio, reações diversas, especialmente com a face. Além disso, a tendência ao falar é de repetir as ideias, no intuito de reforçar seu ponto de vista para o ouvinte. Não há também a preocupação exacerbada em se colocar todos os acentos e vírgulas nos devidos lugares, mesmo porque a entonação é quem faz o papel de transmitir o significado almejado.

Escrita: O emissor baseia-se no vocabulário que irá estabelecer a comunicação entre ele e o destinatário. Além disso, e diferentemente da fala, a escrita exige uma preocupação maior, pois a informação passada não se apagará com o tempo, mas poderá fixar-se por tempo indeterminado. Um exemplo disto é a carta de Pero Vaz de Caminha sobre o descobrimento do Brasil, considerado documento histórico ou a Bíblia que relata o início e o fim dos tempos.

Por isso, há a necessidade de se fazer a distinção entre as duas partes da linguagem: oral e escrita! Uma não deve se fundir à outra, a não ser que seja característica da personagem de uma narrativa.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja mais!

A oralidade e a escrita
A fala pode estar presente na hora de escrever?

Publicado por Sabrina Vilarinho

Artigos Relacionados

Acróstico
Conheça o acróstico! Aprenda tudo sobre essa forma de versificação, quais são os diferentes modos de utilizá-lo e os diferentes efeitos estéticos que ele pode causar.
Denotação é o sentido literal, real, dicionarizado das palavras
Denotação
Leia este artigo e saiba tudo sobre a denotação, que é a forma literal/real/dicionarizada de manifestação da linguagem verbal oral ou escrita.
Gíria
Qual o significado e por que ocorre?
A linguagem coloquial, também chamada de informal ou popular, é geralmente utilizada em situações informais de interlocução
Linguagem coloquial
Leia este artigo e aprenda a respeito da linguagem coloquial, uma forma de expressão da língua em eventos de fala mais informais e corriqueiros.
Os diversos níveis de linguagem permitem que os falantes comuniquem-se
Níveis de linguagem
Leia este artigo para conhecer os níveis de linguagem a partir dos quais podemos nos comunicar verbalmente com outras pessoas.
O texto encenado e suas características linguísticas
Conheça um pouco mais sobre os pontos relevantes da dramaturgia!
Os Diferentes Textos Humorísticos
Charges - Tiras Humorísticas - Anedotas.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas.