Whatsapp icon Whatsapp

Problemas decorrentes da baixa umidade do ar

Sensação de cansaço: um dos desconfortos decorrentes da baixa umidade relativa do ar.
Sensação de cansaço: um dos desconfortos decorrentes da baixa umidade relativa do ar.

Pele, olhos, nariz e gargantas secos, cabelos “indisciplinados”, indisposição, incêndios: algumas manifestações típicas de baixos índices referentes à umidade relativa do ar. Geralmente provocados por massas de ar quentes e secas, tal situação pode causar, além dos desconfortos citados, danos à saúde. Por este motivo, é interessante saber algumas informações sobre a baixa umidade relativa do ar.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a umidade do ar ideal compreende a faixa entre 50 e 80%. Entretanto, em algumas épocas do ano, como no inverno, ela tende a cair, inclusive, abaixo de 30%. As regiões Centro-Oeste e Sudeste são, geralmente, as mais prejudicadas.

Nestes estados, há um significativo aumento de buscas por atendimento médico, principalmente por pessoas alérgicas. Isso acontece porque as mucosas costumam ressecar e inflamar nestes períodos. Como, dentre outras funções, estas desempenham um papel de barreira física à entrada de substâncias nocivas ao nosso corpo, o clima seco propicia a entrada de agentes estranhos. Empenhado em manter a homeostase, nosso organismo acaba se sobrecarregando, trazendo a inevitável sensação de cansaço.

Como foge ao nosso controle imediato impedir esta manifestação climática, algumas medidas podem ser utilizadas para melhorar nossa saúde e qualidade de vida em tais períodos:

• Ingerir bastante líquido;
• Espalhar panos ou baldes com água em ambientes da casa, principalmente no quarto, ao dormir, ou utilizar umidificadores de ar;
• Lavar nariz e olhos com soro fisiológico algumas vezes ao dia;
• Trocar comidas com muito sal ou condimentos por alimentos mais saudáveis;
• Usar creme hidratante na pele, e creme sem enxágue em cabelos não-oleosos;
• Evitar exercícios físicos entre as 10 da manhã e 5 da tarde;
• Evitar grandes aglomerações;
• Evitar carpetes ou cortinas que acumulem poeiras;
• Evitar roupas e cobertores de lã ou com pelos;
• Evitar exposição prolongada à ambientes com ar condicionado;
• Manter a casa higienizada, arejada e ensolarada;
• Não provocar queimadas.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Publicado por Mariana Araguaia de Castro Sá Lima

Artigos Relacionados

Dislexia
Dislexia, o que é dislexia, características da dislexia, sinais da dislexia, terapias para disléxicos, a identificação da dislexia em crianças, o papel dos pais na formação dos filhos disléxicos.
Incontinência urinária
Saiba o que é, como prevenir e tratar
Narcolepsia
Distúrbio do sono que pode provocar constrangimentos e colocar a pessoa em situações de perigo.
Pré-diabetes
O estado intermediário entre índices glicêmicos normais e o diabetes tipo 2.
video icon
Professora ao lado do texto"Infligir ou infringir?".
Português
Infligir ou infringir?
Infligir ou infringir? As duas palavras existem na língua portuguesa, mas possuem significados distintos entre si: são chamadas, por isso, de parônimas. Assista a esta videoaula para aprender a diferenciá-las.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Biologia
Transgênicos
Você sabe o que são alimentos transgênicos? Não se engane, eles estão mais presentes do que você imagina!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Química
Alotropia
Não deixe de assistir nossa aula para fixar tudo o que você estudou sobre alotropia!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Filosofia
Batman
Que tal assistir ao vídeo para uma análise ética sobre o herói?