Floema

O floema é um tecido vascular complexo que, diferentemente do xilema, apresenta células vivas na maturidade.

O floema, assim como o xilema, é um tecido complexo, sendo formado por diferentes tipos celulares. Seu papel principal é conduzir substâncias orgânicas pelo interior do corpo vegetal. Entre as substâncias transportadas, podemos citar a sacarose, lipídios, ácidos nucleicos, vitaminas e hormônios. Em virtude dessa capacidade de transporte, o floema é considerado um tecido vascular.

Origem do floema

O floema pode ser do tipo primário ou secundário a depender de sua forma de origem. O floema é dito primário quando se origina do procâmbio (tecido meristemático primário). O floema secundário, por sua vez, é originado a partir do câmbio vascular (meristema secundário ou lateral).

A diferença entre o floema primário e secundário, além de sua origem, está relacionada com sua organização. O floema primário organiza-se apenas no sistema axial (vertical), enquanto o floema secundário possui um sistema radial (horizontal) e um sistema axial.

Principais características do floema

Como já salientado, o floema é um tecido complexo, sendo constituído por elementos crivados, células parenquimáticas, fibras e esclereides. Os elementos crivados são as células especializadas na condução de substâncias e podem ser de dois tipos: células crivadas e elementos do tubo crivado. Essas células estão vivas na maturidade, mas são anucleadas, e possuem áreas crivadas, ou seja, regiões ricas em poros que permitem a comunicação entre um citoplasma e outro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

As células crivadas são células longas que possuem áreas crivadas por toda a sua extensão. Essas células ocorrem principalmente em pteridófitas e gimnospermas. Os elementos do tubo crivado, por sua vez, são células curtas que apresentam placas crivadas, que são áreas crivadas especializadas com poros maiores. Essas placas estão localizadas nas paredes terminais, enquanto as paredes laterais apresentam, normalmente, áreas crivadas. Os elementos do tubo crivado apresentam-se unidos pelas paredes terminais.

Além dos elementos crivados, as células parenquimáticas do floema também merecem destaque, principalmente as células companheiras. Esse tipo celular está intimamente ligado aos elementos do tubo crivado e parece comandar algumas atividades exercidas por esse elemento. Existem ainda outros tipos de células parenquimáticas, as quais não são especializadas e normalmente são observadas acumulando substâncias.

Curiosidade: Você sabia que vários vírus que afetam plantas são transportados via floema?

O floema é um tecido de condução dos vegetais
O floema é um tecido de condução dos vegetais
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

O floema é um tecido de condução, assim como o xilema. Entretanto, o floema diferencia-se do xilema por:

a) apresentar células vivas na maturidade.

b) ser um tecido simples, e o xilema, um tecido complexo.

c) originar-se exclusivamente do procâmbio.

d) não apresentar áreas de comunicação entre as células.

e) não apresentar células companheiras.

Questão 2

Analise as alternativas a seguir e marque aquela que indica corretamente o nome do tipo celular que está intimamente ligado com os elementos do tubo crivado e exerce um importante papel no comando das atividades dessa célula.

a) Células intermediárias

b) Esclereides

c) Células companheiras

d) Células crivadas

e) Células mesenquimais

Mais Questões
Assuntos relacionados
As plantas são formadas por diferentes tipos de tecidos
Tecidos vegetais
Aprofunde seus conhecimentos em Botânica conhecendo mais sobre os tecidos vegetais e as principais diferenças entre eles.
A epiderme, um dos tecidos de revestimento das plantas, é encontrada em órgãos com crescimento primário.
Tecidos de revestimento
Clique aqui e descubra mais sobre os tecidos de revestimento, importantes tecidos que envolvem a planta. Neste texto, abordaremos sobre as principais características da epiderme e da periderme. Além disso, falaremos sobre as funções desses tecidos vegetais.
Os tecidos vegetais de sustentação garantem suporte mecânico à planta.
Tecidos de sustentação vegetal
Clique aqui e amplie seus conhecimentos sobre os tecidos de sustentação vegetal. Neste texto, abordaremos o que são tecidos de sustentação e falaremos as principais características do colênquima e do esclerênquima. Além disso, apresentaremos um quadro comparativo com as principais diferenças entre eles.
Os tecidos condutores são o xilema e o floema
Tecidos condutores
Entenda a importância dos tecidos condutores e conheça as diferenças básicas entre o xilema e o floema.
A = Xilema, B = Floema.
Vasos Condutores de Seiva: Lenho e Líber
Feixes de vasos condutores de seiva: bruta e elaborada.
Corte transversal numa raiz de uma dicotiledônea. A: xilema; B: floema.
Tecidos condutores: xilema e floema
Sobre estes dois tecidos condutores, responsáveis pelo transporte e distribuição de substâncias na planta: suas características, suas células e tipos de condução.
Observe o xilema no corte anatômico
Xilema
Amplie seus conhecimentos sobre o xilema, um tecido de condução encontrado em alguns vegetais.