Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Gravidez
  4. Gravidez ectópica

Gravidez ectópica

Gravidez ectópica é o nome dado à gestação na qual o embrião se encontra fora do útero. Como geralmente, nesse caso, ele está localizado nas tubas uterinas (95% das vezes), tal quadro também é frequentemente chamado de gravidez tubária.

Suas causas são diversas, sendo as mais frequentes associadas a anomalias, infecções, doença inflamatória pélvica, ligadura de trompas e utilização de alguns fármacos.

Apesar dos sintomas variarem bastante, vale citar alguns, que podem se apresentar em conjunto com outros ou de forma isolada: ausência de menstruação, sangramento vaginal e cólica frequente no baixo ventre, em somente um dos lados. Quanto ao diagnóstico, ele é feito a partir do exame clínico, e pode incluir a análise do hormônio da gravidez no sangue ou na urina e/ou ultrassonografia, geralmente endovaginal.

Uma vez que locais fora da cavidade uterina não são apropriados para o crescimento do feto, a começar pela própria falta de espaço; não há como essa gestação evoluir normalmente, sendo que sangramentos vaginais graves costumam ocorrer com frequência, já que o desenvolvimento da criança requer cada vez mais espaço, lesando os tecidos que revestem a região.

Devido a tais danos, e à ciência de que tal gestação não é viável; o tratamento, na maioria dos casos, se dá pela remoção cirúrgica do embrião. Infelizmente, em casos em que a gravidez já evoluiu bastante, geralmente também é necessária a retirada de parte ou de toda a tuba uterina acometida; visando melhores expectativas em relação ao futuro reprodutivo da mulher em questão.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Mariana Araguaia
Bióloga, especialista em Educação Ambiental 

A gravidez ectópica ocorre mais frequentemente na tuba uterina.
A gravidez ectópica ocorre mais frequentemente na tuba uterina.
Publicado por: Mariana Araguaia de Castro Sá Lima
Assuntos relacionados
A interrupção da gestação quando o feto não é capaz de sobreviver fora do útero é denominada de aborto.
Aborto
Saiba mais sobre o aborto, uma situação relativamente comum nas gestações que se caracteriza pela interrupção da gravidez antes de o feto ser capaz de sobreviver sozinho.
Exercícios durante a gravidez são recomendados em gestações sem complicação
Exercícios físicos na gravidez
Entenda quando os exercícios na gravidez são recomendados e que sinais indicam que a atividade deve ser imediatamente interrompida.
A mulher que sofre de gravidez psicológica apresenta alterações corporais.
Gravidez Psicológica
Gravidez psicológica, o que é gravidez psicológica, como ocorre a gravidez psicológica, manifestações da gravidez psicológica, como tratar a gravidez psicológica.
Pomada espermicida: um artifício contraceptivo.
Espermicida
Espermicidas, Método contraceptivo, Gravidez, Espermatozóides, Gametas, Uso tópico, Ato sexual, Dispositivo intra-uterino DIU, Camisinha, Diafragma vaginal, Anticéptico, Doenças sexualmente transmissíveis.
Na inseminação artificial, o esperma é introduzido diretamente no útero.
Inseminação artificial
A inseminação é uma técnica de reprodução assistida que consiste na introdução do esperma no útero feminino. Graças à inseminação artificial, muitos casais podem ter filhos.
Algumas patologias podem ocasionar a morte do embrião
Gravidez molar
A gravidez molar é uma doença que merece bastante atenção, principalmente por poder originar uma forma maligna. Saiba mais sobre essa patologia!
O termo aborto refere-se à interrupção de uma gravidez antes da 22º semana
Aborto retido
Saiba mais sobre o aborto retido e como o médico deve proceder nesses casos.
Método da tabelinha
Você conhece o método da tabelinha? Clique aqui, entenda como funciona esse método contraceptivo e conheça os principais prós e contras de seu uso.
Conhecer para se prevenir
Eclâmpsia e Pré-eclâmpsia
Grávidas, fiquem atentas! O pré-natal e o acompanhamento contínuo da gestação são muito importantes, pois evitam doenças como a eclâmpsia e a pré-eclâmpsia.
Alguns hospitais possuem estrutura e pessoal qualificado para o parto na água.
Parto na água
Um tipo de parto humanizado, capaz de prover mais tranquilidade à mãe e ao bebê.
Na depressão pós-parto, a mãe pode ter dificuldades em criar laços com o filho
Depressão pós-parto
A depressão pós-parto é um quadro que afeta aproximadamente 15% das ex-gestantes. A depressão pós-parto se manifesta até seis meses após esse evento, e tende a ser incapacitante.