Interstício

O interstício é uma estrutura cheia de cavidades preenchidas por líquido que recobre o tubo digestório, pulmão, sistema urinário e que rodeia artérias, veias e fáscia.

Em 2018, um novo órgão foi descrito: o interstício. Isso não significa, no entanto, que essa estrutura não fosse conhecida, era apenas mal compreendida. Até o estudo publicado na Scientific Reports em 27 de março de 2018, o interstício era interpretado como tecido conectivo, uma parede densa de colágeno. Mas, afinal, o que isso muda?

O interstício como órgão

O interstício era considerado uma parede densa de colágeno até patologistas da Escola de Medicina da Universidade de Nova York, ao analisar o conduto biliar de um paciente com câncer, perceberem que sua estrutura não era dessa forma. Eles observaram que, em vez de densa, essa região era, na realidade, uma rede rica em fluido, localizada em diferentes partes do corpo.

De acordo com esse estudo, o interstício é um espaço cheio de cavidades preenchidas por líquido, que recobrem o tubo digestório, pulmão, sistema urinário e rodeiam artérias, veias e fáscia. Nesse órgão, encontra-se mais de um quinto de todo o fluido do corpo, informação que permite compreender melhor vários processos que ocorrem no organismo, inclusive a metástase.

Por que nunca havia sido descoberto?

Até a realização do trabalho desses patologistas, o novo órgão era analisado apenas por técnicas tradicionais, as quais levam à drenagem do fluido presente no material coletado. Isso causava o colapso e o desaparecimento das cavidades, fazendo com que o órgão fosse compreendido apenas como um tecido denso.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os pesquisadores, no entanto, analisaram o material por meio de uma técnica chamada de Confocal Laser Endomicroscopy, que permite a observação de tecidos vivos. Isso possibilitou visualizar as cavidades e a presença de fluidos, o que até então não havia sido feito.

Qual seria a função do interstício?

Analisando as características desse novo órgão, os pesquisadores atribuíram-lhe algumas funções importantes, tais como:

  • Amortecedor: Esse órgão apresenta características que garantem sua distensão e compressão, sendo encontrado em locais sujeitos à expansão e à contração, como pulmões.

  • Fluxo de fluidos: Essa característica é importante para entender a hipótese de que o câncer possa espalhar-se pelo corpo ao atingir o espaço intersticial.

Além disso, esses pesquisadores relataram em seus estudos que as células presentes no interstício sofrem modificações com a idade e estão relacionados com enrugamento de pele, endurecimento de extremidades e progressão de certas doenças.

Atenção: Para que oficialmente o interstício seja considerado um órgão por toda a comunidade científica, mais cientistas devem realizar outras análises.

A descoberta do interstício ajuda-nos a compreender o processo de metástase
A descoberta do interstício ajuda-nos a compreender o processo de metástase
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Assuntos relacionados
O tecido cartilaginoso é um tipo de tecido conjuntivo
Tecido Conjuntivo
Compreenda o que é o tecido conjuntivo e conheça suas funções e tipos.