Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Biologia
  3. Biologia celular
  4. Células
  5. Teoria endossimbiótica

Teoria endossimbiótica

A Teoria Endossimbiótica foi proposta por Lynn Margulis e explica como as mitocôndrias e cloroplastos surgiram nas células eucarióticas.

A teoria endossimbiótica foi proposta por Lynn Margulis, em 1981, em um livro intitulado Symbiosis in Cell Evolytion. Essa teoria explica como os cloroplastos e as mitocôndrias surgiram nas células eucarióticas.

A teoria endossimbiótica

Segundo a teoria endossimbiótica, mitocôndrias e cloroplastos eram organismos procariontes que viviam de modo livre. Essas estruturas foram englobadas por células eucariontes, o que resultou em uma relação simbiótica, em que ambos os envolvidos eram beneficiados com a associação.

As mitocôndrias provavelmente eram organismos procariontes aeróbios, e os cloroplastos eram procariontes fotossintetizantes. Esses organismos procariontes forneciam energia para a célula que os englobou, e a célula hospedeira fornecia proteção contra o ambiente externo.

Pontos que reforçam a teoria endossimbiótica

Ao analisar mitocôndrias e cloroplastos, algumas características evidenciam a semelhança entre essas organelas e organismos procariontes, além de alguns pontos que reforçam a teoria de que essas estruturas foram englobadas em um processo de endocitose. Veja a seguir algumas dessas evidências:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

I. Mitocôndrias e cloroplastos possuem dupla membrana, resultado, provavelmente, do englobamento desses organismos. A mais interna seria proveniente do organismo englobado, e a mais externa seria resultado da membrana do organismo que o englobou;

II. Mitocôndrias e cloroplastos possuem seu próprio genoma. O DNA das mitocôndrias e dos cloroplastos é circular e sem as proteínas denominadas de histonas;

III. Mitocôndrias e cloroplastos possuem capacidade de autoduplicação;

IV. Os ribossomos encontrados em mitocôndrias e cloroplastos são semelhantes aos de procariontes e diferentes dos encontrados em eucariontes;

V. Certos antibióticos causam alterações na síntese de proteínas de mitocôndrias e cloroplastos;

VI. Mitocôndrias e cloroplastos possuem tamanho semelhante ao das bactérias.

Os cloroplastos surgiram nas células eucariontes por meio de um processo de simbiose
Os cloroplastos surgiram nas células eucariontes por meio de um processo de simbiose
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

A teoria endossimbiótica explica como determinadas organelas surgiram nas células eucarióticas. Qual das organelas a seguir pode ter sua origem explicada de acordo com essa teoria?

a) Retículo endoplasmático

b) Complexo golgiense

c) Ribossomo

d) Cloroplasto

e) Vacúolo

Questão 2

A teoria endossimbiótica sugere que mitocôndrias e cloroplastos eram

a) organismos eucariontes pluricelulares que viviam como parasitas em outras células.

b) organismos procariontes pluricelulares que viviam como parasitas em outras células.

c) organismos eucariontes que viviam de modo livre e foram englobados por células procariontes.

d) organismos procariontes que viviam de modo livre e foram englobados por células eucariontes.

e) espécies de partículas virais que invadiram outras células.

Mais Questões
Assuntos relacionados
Teoria endossimbiótica: a existência das mitocôndrias e dos cloroplastos.
O Surgimento das Células Eucarióticas
O surgimento de células mais complexas e compartimentadas.
A composição membranosa de uma mitocôndria.
A Origem das Mitocôndrias
A hipótese simbiótica das mitocôndrias nas células eucariontes.
A respiração anaeróbia dos atletas maratonistas e a exaustão muscular (fermentação lática).
Respiração Anaeróbia
Um menor rendimento energético para o funcionamento celular.
Cloroplastos em células vegetais.
Cloroplasto
A composição de organelas que realizam a fotossíntese.