Whatsapp icon Whatsapp

Esquistossomose

Esquistossomose é uma doença parasitária que pode acometer pessoas de qualquer idade e sexo. É causada pelo platelminto chamado Schistosoma mansoni.
O caramujo do gênero Biomphalaria é o hospedeiro intermediário do Schistosoma mansoni.
O caramujo do gênero Biomphalaria é o hospedeiro intermediário do Schistosoma mansoni.

A esquistossomose é uma doença infecto-parasitária provocada pelo platelminto Schistosoma mansoni. O homem é o hospedeiro definitivo de maior importância epidemiológica desse platelminto, enquanto caramujos de água doce, do gênero Biomphalaria, são os hospedeiros intermediários. Isso significa que, para completar seu ciclo de vida, o Schistosoma mansoni necessita do caramujo. A esquistossomose é uma doença relacionada com saneamento básico precário e pode acometer pessoas de qualquer idade, cor e sexo.

Leia mais: Malária – doença febril causada pelo parasita do gênero Plasmodium

Resumo sobre esquistossomose

  • A esquistossomose é causada pelo Schistosoma mansoni.

  • O homem é o hospedeiro definitivo de maior importância epidemiológica do platelminto.

  • O caramujo do gênero Biomphalaria é o hospedeiro intermediário.

  • O ciclo inicia quando o homem doente elimina fezes e elas atingem o ambiente aquático. Em contato com a água, o ovo libera o miracídio, o qual infecta o caramujo. O caramujo libera a cercária, forma capaz de infectar o homem.

  • O paciente com esquistossomose pode apresentar sintomas como suores, fraqueza, tosse, diarreia, sangue nas fezes a aumento do volume do abdômen.

  • O exame de fezes é utilizado para confirmar o diagnóstico da doença.

  • O tratamento é feito com o medicamento chamado Praziquantel.

O que é a esquistossomose?

A esquistossomose é uma doença infecto-parasitária também chamada de barriga d’água, doença do caramujo e xistose. Ela acomete pessoas que entram em contato com a água que contenha cercárias. O homem é responsável pela contaminação desses ambientes, quando o doente elimina suas fezes contendo ovos do parasita e estes entram em contato com o ambiente aquático. A doença pode acometer pessoas de diferentes cores, sexos e idades.

  • Ciclo de transmissão da esquistossomose

Um indivíduo doente inicia o ciclo de transmissão ao eliminar suas fezes contendo ovos do parasita. Esses ovos, em ambiente aquático, absorvem água e rompem a casa, liberando uma forma larval do Schistosoma mansoni denominada miracídio. O miracídio busca ativamente pelo caramujo do gênero Biomphalaria, seu hospedeiro intermediário.

No interior do hospedeiro intermediário, o miracídio sofre uma série de modificações, transformando-se em cercárias. As carcárias são liberadas do corpo do caramujo para o ambiente aquático, no qual nadam ativamente. A liberação da cercária é influenciada pela luz solar e a temperatura da água, ocorrendo geralmente entre 11 h e 15 h, período que coincide com quando mais pessoas buscam se refrescar nos ambientes aquáticos.

As cercárias são as formas larvais que infectam o hospedeiro definitivo. Elas penetram ativamente na pele do homem, dando origem a uma irritação no local da penetração que varia de intensidade de uma pessoa para outra.

No hospedeiro definitivo, as cercárias perdem a cauda e se transformam em esquistossômulos, os quais caem na circulação sanguínea e/ou linfática e seguem em direção ao coração e pulmão, nos quais permanecem por certo tempo. Os parasitas retornam ao coração posteriormente e são levados pelas artérias para diferentes partes do corpo, sendo seu local preferencial de localização o fígado.

No fígado, as formas jovens se alimentam e se diferenciam sexualmente. Os parasitas migram para as veias do intestino, nais quais eles se acasalam. Ocorre então a postura dos ovos, e estes migram para a luz intestinal. Os ovos do parasito são eliminados pelo doente com as fezes. Uma fêmea pode produzir cerca de 300 ovos diariamente, sendo metade desse número eliminada pelas fezes.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Leia também: Teníase – causada pelos platelmintos das espécies Taenia solium e Taenia saginata

Agente causador da esquistossomose

Imagem do Schistosoma mansoni, agende causador da esquistossomose, em microscópio.
Schistosoma mansoni é o agende causador da esquistossomose.

O agente etiológico da esquistossomose é um verme platelminto, de coloração esbranquiçada, da classe dos trematódeos, chamado Schistosoma mansoni. Macho e fêmea podem ser encontrados acasalados, com a fêmea alojada no canal ginecóforo do macho.

O macho possui de 6,5 mm a 12 mm de comprimento e corpo achatado. Nele se observa o enrolamento ventral de suas bordas corporais, responsável por formar o canal ginecóforo. Esse enrolamento faz com que o macho adquira um aspecto cilíndrico. A fêmea é cerca de duas vezes maior que o macho, apresentando cerca de 15 mm. Diferentemente do macho, ela é cilíndrica e com a extremidade afilada.

Sintomas da esquistossomose

A esquistossomose provoca diferentes sintomas a depender da quantidade de parasitas que o paciente apresenta e também da localização deles no organismo. Inicialmente a doença pode ser assintomática. Na fase aguda, o paciente pode apresentar sintomas como febre, dores de cabeça, calafrios, suores, perda de apetite, tosse, dores musculares, diarreia e fraqueza.

Já na fase crônica, observa-se que a diarreia se torna mais constante e pode alternar com prisão de ventre. O paciente pode apresentar sangue nas fezes. Outros sintomas que podem ser observados nessa fase são tonturas, palpitações, aumento do fígado e emagrecimento. O volume do abdômen pode aumentar devido ao acúmulo de líquido, situação conhecida como barriga d’água. Se não tratada adequadamente, a doença pode provocar hipertensão pulmonar, hemorragia digestiva e até mesmo a morte.

Diagnóstico da esquistossomose

O diagnóstico da esquistossomose é feito pela análise dos sintomas do paciente e a realização de exames laboratoriais. O exame de fezes permite observar a presença de ovos do parasita, o que confirma o diagnóstico.

Tratamento da esquistossomose

O tratamento da esquistossomose é feito com a administração de um medicamento de baixa toxicidade chamado Praziquantel. Esse medicamento é disponibilizado gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde. Sua administração é feita por via oral, e a dose será estabelecida de acordo com a idade e o peso do indivíduo.

Os efeitos colaterais são geralmente leves e incluem, por exemplo, dor de cabeça, tontura e gosto metálico na boca. Não se recomenda o uso do medicamento durante a gravidez e algumas situações específicas, como insuficiência hepática. Todo medicamento só deve ser utilizado após recomendação médica. Casos graves da doença podem exigir internação hospitalar.

Prevenção da esquistossomose

A esquistossomose é adquirida quando entramos em contato com ambiente aquático contaminado, portanto, é importante, como forma de prevenção, não entrar em ambientes aquáticos onde exista o hospedeiro intermediário do parasita. Em locais onde o saneamento básico é precário, a atenção deve ser redobrada.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Fígado
Neste texto falaremos mais sobre o fígado, apresentando algumas características desse órgão e as funções por ele desempenhadas.
Platelmintos
Conheça as principais características fisiológicas e a classificação dos platelmintos.
Saneamento básico
Clique aqui e entenda o que faz parte do saneamento básico, quais são seus objetivos e importância. Veja o que diz a lei sobre saneamento básico no Brasil.
Saneamento no Brasil
O Saneamento no Brasil não consegue acompanhar o ritmo acelerado da expansão urbana.
Teníase
Aprenda mais sobre a teníase! Conheça a forma de transmissão, principais sintomas, tratamento e a diferença entre a cisticercose e essa doença.
video icon
"Fuga de cérebros no Brasil e no mundo" escrito em ilustração de um cérebro carregando malas para representar a ideia de fuga de cérebros
Geografia
Fuga de cérebros no Brasil e no mundo
Assista à videoaula e entenda o que é o fenômeno da fuga de cérebros. Conheça as causas da fuga de cérebros e como esse movimento se estabelece no Brasil e no mundo.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Biologia
Transgênicos
Você sabe o que são alimentos transgênicos? Não se engane, eles estão mais presentes do que você imagina!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Química
Alotropia
Não deixe de assistir nossa aula para fixar tudo o que você estudou sobre alotropia!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Filosofia
Batman
Que tal assistir ao vídeo para uma análise ética sobre o herói?