Whatsapp icon Whatsapp

Filariose

A hipertrofia ocorre em uma pequena parcela dos afetados pela filariose
A hipertrofia ocorre em uma pequena parcela dos afetados pela filariose
A filariose, ou elefantíase brasileira, é causada pelo nematelminto Wuchereria bancrofti e ocorre só na espécie humana. Ele tem como transmissores da doença as fêmeas dos mosquitos dos gêneros Culex, Anopheles, Mansonia ou Aedes, hospedeiros intermediários típicos de clima úmido e quente.

O mosquito é infectado quando pica um ser humano doente e as formas infectantes se alojam, principalmente, para a cabeça do animal.

Ao picarem uma pessoa, as larvas do helminto penetram da corrente sanguínea e se dirigem aos vasos e gânglios linfáticos. Quando na forma adulta, aproximadamente três meses depois, se instalam no sistema linfático, bloqueando-os e causando dilatação dos vasos e acúmulo de linfa nas regiões afetadas - sendo a perna uma das principais.

Nestes quadros - que ocorrem em aproximadamente 15% dos casos, cerca de 10, 15 anos de infecção, há o endurecimento, espessamento e hipertrofia do órgão, um aumento de volume considerável e até deformações.

As larvas oriundas das formas adultas, estas alojadas nos vasos linfáticos, circulam pelo corpo inteiro através do sangue.

Febre, calafrios, dores de cabeça, náusea e sensibilidade dolorosa no corpo são os primeiros sintomas desta doença de evolução lenta, cujo período de incubação é compreendido entre 9 e 12 meses.

Tratamentos são feitos com fármacos e, em caso de resistência a medicamentos, pode ser solicitada a retirada cirúrgica do helminto.

A ocorrência desta doença é tão antiga que a estátua do faraó Mentuhotep, de cerca de 2000 a.C., mostra o inchaço característico em suas pernas.


Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia
Publicado por Mariana Araguaia de Castro Sá Lima

Artigos Relacionados

Ancilostomíase ou ancilostomose
Você já ouviu falar de ancilostomíase, ancilostomose ou amarelão? Clique aqui e saiba mais sobre essa doença causada por nematoides, como seus sintomas e tratamento.
Rastros da larva migrans
Bicho geográfico
Saiba o que é o bicho geográfico, quais são seus sintomas e tratamento
Taenia Solium, verme que provoca a cisticercose
Cisticercose
Cisticercose, Taenia Solium, como é adquirida a cisticercose, sintomas da cisticercose, diagnóstico da cisticercose, medicamentos utilizados no tratamento da cisticercose, período de incubação da cisticercose.
Doença que causa a elefantíase.
Filária
Filaria Wuchereria bancrofti, Elefantíase, Doença, Verme nematódeo, Vasos linfáticos, Ciclo de vida, Invertebrado patogênico, Hospedeiros: Mosquito hematófago, Culex, Larvas infectantes, Microfilárias, Inchaço dos membros.
O parasito Enterobius vermicularis é o causador da oxiuríase ou enterobíase
Oxiurose
Aprenda mais sobre a oxiurose, uma patologia que causa grande prurido na região retal.
Teníase
Aprenda mais sobre a teníase! Conheça a forma de transmissão, principais sintomas, tratamento e a diferença entre a cisticercose e essa doença.
video icon
Enem
Pré-Enem | Análise e interpretação de obras literárias
O Pré-Enem é o intensivo preparatório do Brasil Escola para o Enem. Nele nós separamos os principais temas que devem ser estudados a menos de três meses do exame. Nesta transmissão você assistirá à aula sobre "Análise e interpretação de obras literárias" com a professora Helissa Soares!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Matemática
Área da esfera
Clique para aprender a calcular a área da esfera.
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Estrangeirismo
Nessa videoaula você entende sobre o estrangeirismo na música "Samba do Approach."
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!