Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. História da América
  3. O comércio triangular

O comércio triangular

No século XVII, a chegada dos ingleses na América do Norte promoveu a realização de um projeto colonial bastante diferente daquele que foi instituído pelos países ibéricos. Livres das possíveis exigências que a Inglaterra poderia impor na qualidade de metrópole, a população das Treze Colônias foi capaz de desenvolver uma economia autônoma baseada na combinação da pequena e média propriedade policultora junto à criação de manufaturas.

Este modelo teve maior força junto às colônias do centro-norte, que se diferenciavam da economia agrícola dos sulistas, praticamente sustentada pelas plantations que tinham sua produção voltada para o mercado externo. De fato, com o passar do tempo, as duras condições que marcavam a vida nas colônias do centro-norte foram dando lugar a uma próspera economia que passou a se articular com outras regiões do planeta. Foi dessa maneira que se originou o chamado comércio triangular.

Esse termo, na verdade, designa a intensa atividade mercantil que começou a integrar as colônias norte-americanas às economias da América Central, África e Europa. Em linhas gerais, esse comércio tinha origem na exportação de gado, peixe, madeira e outros produtos alimentícios que saíam da América do Norte com destino às Antilhas. Ao chegarem à América Central, os comerciantes norte-americanos aproveitavam para realizar a aquisição de rum, açúcar e melaço.

Os produtos adquiridos eram utilizados para consumo interno e, principalmente, na fabricação do rum, que seria usado para se adquirir escravos no litoral africano. Por fim, os escravos trazidos da África eram revendidos para regiões das Antilhas e para as colônias agroexportadoras da região Sul. Em algumas situações, os mesmos derivados do açúcar obtidos na América Central serviam para a aquisição de tecidos e ferramentas produzidas na Inglaterra.

Não restringindo sua atuação no mercado europeu, os colonos também foram capazes de estabelecer laços comerciais com nações como Portugal e Espanha. Chegando à Península Ibérica com carregamentos de cereais, madeira e peixe, os norte-americanos obtinham carregamentos de vinho, sal e frutas que seriam negociados com a própria Inglaterra. Por fim, a longa e lucrativa viagem acabava com o retorno à América com produtos industrializados britânicos.

A ausência de leis inglesas que pudessem restringir a economia das Treze Colônias foi um dos principais fatores que explicaram a articulação de todas essas movimentadas negociações. Contundo, quando o comércio colonial passou a representar uma visível ameaça aos interesses da Inglaterra, se desenvolveram uma série de atritos que desembocaram no processo de independência dos Estados Unidos da América.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Rainer Sousa
Mestre em História

O comércio triangular promoveu o desenvolvimento das colônias da América do Norte.
O comércio triangular promoveu o desenvolvimento das colônias da América do Norte.
Publicado por: Rainer Gonçalves Sousa
Assuntos relacionados
A ação dos espanhóis sobre a população indígena.
Colonização Espanhola
Colonização da América, América espanhola, Vice-reinados, sistema de porto único, capitanias, chapetones, criollos, índios, escravos, invasões napoleônicas, mita encomienda, independência da América espanhola.
Jesse James: um criminoso que se transformou em mártir norte-americano.
Jesse James
Jessé James, Guerra de Secessão, História dos Marginais, História dos Estados Unidos, bandidos, Robert Ford, Charles Ford, “Bloody Bill” Anderson, Willian Quantril, bandidos famosos, Frank James.
Doutrina Monroe: a defesa da soberania política das nações americanas frente às potências européias.
Doutrina Monroe
Doutrina Monroe, James Monroe, Guerras Napoleônicas, Independência da América, Antigo Regime, Napoleão Bonaparte, princípios liberais, soberania política, América para os americanos, Corolário Roosevelt.
Franklin D. Roosevelt: o presidente responsável por empreender as medidas do New Deal.
New Deal
New Deal, Crise de 1929, Herbert Hoover, Partido Republicano, Franklin Delano Roosevelt, Partido Democrata, John Maynard Keynes, liberalismo clássico, Adam Smith, Estados Unidos.
A encomienda foi uma das modalidades de trabalho mais empregadas na América Hispânica.
Formas de trabalho na América Hispânica
Os sistemas que organizaram o uso da mão-de-obra indígena na América Espanhola.
Autoridades policiais realizando a apreensão de um carregamento clandestino de bebidas.
Lei Seca dos EUA
A tentativa de se proibir o consumo de bebidas nos Estados Unidos.
O dispositivo legal que oficializava a intervenção dos EUA em Cuba.
Emenda Platt
O dispositivo legal que oficializava a intervenção dos EUA em Cuba.
O Muralismo se transformou na arte revolucionária durante a Revolução Mexicana
Muralismo e Revolução Mexicana
Venha conhecer como os muralistas expressavam sua arte revolucionária em muros, durante a Revolução Mexicana de 1910, levando à população mensagens de luta e reivindicação.
A experiência revolucionária que marcou a história latino-americana.
Revolução Cubana
Revolução Cubana, Cuba, Guerra Fria, Emenda Platt, Fulgêncio Batista, Ernesto Che Guevara, Fidel Castro, Camilo Cienfuegos, Aliança Para o Progresso, John Kennedy, crise dos mísseis, queda de Fidel, ataque à baia dos Porcos.
Família puritana indo para a igreja
Cotidiano das famílias nas Treze Colônias inglesas
Veja aqui o cotidiano das famílias nas Treze Colônias inglesas, saiba como os colonos viviam e trabalhavam e como o puritanismo influenciou suas vidas.