Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. História do Brasil
  3. Brasil Colônia
  4. Os negros no Brasil Colonial

Os negros no Brasil Colonial

A participação dos negros no Brasil Colonial aconteceu a partir do momento em que a experiência colonial portuguesa estabeleceu a necessidade de um grande número de trabalhadores para ocuparem, em princípio, as grandes fazendas produtoras de cana-de-açúcar. Tendo já realizada a exploração e dominação do litoral africano, os portugueses buscaram nos negros a mão de obra escrava para ocupar tais postos de trabalho.

Foi daí que se estabeleceu o tráfico negreiro, uma prática que atravessou séculos e forçou diversos negros a saírem de seus locais de origem para terem seus corpos escravizados. Além da demanda econômica, a escravidão africana foi justificada pelo discurso religioso cristão da época, que definiu a experiência escravocrata como um tipo de “castigo” que iria aproximar os negros do cristianismo.

Em terras brasileiras, a força de trabalho dos negros foi sistematicamente empregada pela lógica do abuso e da violência. As longas jornadas de trabalho estabeleciam uma condição de vida extrema, capaz de encurtar radicalmente os anos vividos pelos escravos. Ao mesmo tempo, a força das armas e da violência transformavam os castigos físicos em um elemento eficaz na dominação.

Durante a exploração colonial, a mão de obra negra foi amplamente utilizada em outras atividades como na mineração e nas demais atividades agrícolas que ganharam espaço na economia entre os séculos XVI e XIX. Mesmo destacando tais abusos, também devemos sinalizar a contrapartida desse contexto exploratório, com a presença de várias formas de resistência à escravidão.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

As rebeliões eram realizadas a partir das articulações dos escravos e, em diversos relatos, aparecem como uma preocupação constante dos senhores de escravo. Paralelamente, as fugas e a formação de quilombos também se tornaram práticas que rompiam ativamente com o universo de práticas que definia o sistema colonial. De tal forma, vemos a presença de uma resposta a essa prática que cristalizou o abuso e a discriminação dos negros em nossa sociedade.

Do século XV ao século XIX, a escravidão foi responsável, em todo o continente americano, pelo trânsito de mais de 10 milhões de pessoas e pela morte de vários indivíduos que não sobreviveram aos maus tratos vivenciados já na travessia marítima. Ainda hoje, a escravidão deixa marcas profundas em nossa sociedade. Entre estas, destacamos o racismo como a mais evidente.


Por Rainer Gonçalves Sousa
Colaborador Mundo Educação
Graduado em História pela Universidade Federal de Goiás - UFG
Mestre em História pela Universidade Federal de Goiás - UFG

O tráfico negreiro viabilizou a escravidão na história do Brasil Colonial
O tráfico negreiro viabilizou a escravidão na história do Brasil Colonial
Publicado por: Rainer Gonçalves Sousa
Assista às nossas videoaulas
Assuntos relacionados
As cidades coloniais refletiam a concepção de exploração colonial dos portugueses.
As Primeiras Cidades
O surgimento dos primeiros núcleos urbanos no Brasil.
Quadro representando os jesuítas na catequização dos índios.
Jesuítas
História do Brasil, Brasil Colônia, Colonização do Brasil, Jesuítas, Ordem Jesuítica, Ordem de Jesus, catequização, ensino, educação, História da Educação no Brasil, reduções jesuíticas, atividades jesuíticas, primeiros colégios do Brasil, Guerras Guaraníticas, Marques de Pombal, expulsão dos jesuítas.
Maurício de Nassau foi responsável pela condução de boa parte das ações coloniais holandesas.
Colonização Holandesa
As ações tomadas pela Holanda no tempo em que dominou parte do território brasileiro.
As limitadas técnicas de extração e a política colonial contribuíram para a crise da mineração.
A crise da mineração
Os fatores que influíram na decadência da atividade mineradora no Brasil.
A Insurreição Pernambucana: um dos mais importantes momentos da expulsão dos holandeses.
A expulsão dos holandeses
Clique e compreenda como se deu a expulsão dos holandeses do Brasil Colônia!
O Seminário de Olinda tornou-se, excepcionalmente, um grande centro escolar no período colonial brasileiro *
Educação no Brasil Colonial
Saiba um pouco mais sobre os aspectos particulares que envolveram a educação no Brasil Colonial.
No Estado laico, o princípio constitucional da igualdade visa a condenar a existência de tratamento diferenciado do Estado às religiões
Estado laico e Estado religioso
Clique aqui e conheça os conceitos de Estado laico e Estado religioso para entender as possíveis relações entre instituições religiosas e o Estado.
As Guerras Guaraníticas marcaram tragicamente o processo de redefinição dos limites coloniais.
Guerras Guaraníticas
O conflito que marcou a redefinição das fronteiras entre Portugal e Espanha.