Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. História Geral
  3. Idade Antiga
  4. Roma Antiga
  5. A expansão territorial e as mudanças sociais em Roma

A expansão territorial e as mudanças sociais em Roma

Durante a República, a conquista de novas terras foi um fator determinante para que a feição social de Roma passasse por inúmeras transformações. Logo de início, a economia de caráter agropastoril disputou espaço com um articulado comércio entre várias regiões próximas do Mediterrâneo. A ampliação da oferta de escravos estabeleceu um aumento da oferta de alimentos. Paralelamente, generais e magistrados se beneficiavam com a administração e a tributação das novas províncias.

O controle dos patrícios sobre o Senado fez com que essa classe ficasse ainda mais enriquecida com a ampliação de suas propriedades e a larga utilização da mão de obra escrava. Apesar de gerar uma incrível produção de riquezas, essa nova realidade prejudicou imensamente os pequenos proprietários, que não conseguiam competir com o preço dos alimentos oferecidos pelos patrícios. Por outro lado, vários plebeus perderam oportunidade de emprego com o uso dos escravos.

Alguns dos plebeus que compunham as longas fileiras do exército romano passaram a se beneficiar com a conquista das terras e escravos. Os chamados cavaleiros eram plebeus que se enriqueceram com a cobrança de impostos, a distribuição de comida aos exércitos, o arrendamento de florestas e minas e a construção de pontes e estradas. A garantida de controle sobre tais atividades foi reforçada quando os senadores e seus descendentes foram proibidos de exercer qualquer atividade que não fosse agrícola.

Os plebeus que não conseguiam se enriquecer foram obrigados a vender as suas terras para algum grande proprietário. Ao chegarem às cidades, enfrentavam outro grande problema com a falta de empregos. O fácil acesso à força de trabalho dos escravos estreitava as oportunidades de trabalho livre. Dessa forma, o enriquecido Estado romano se viu forçado a fornecer alimentos, vinho e espetáculos que continham a insatisfação dessa grande massa sem ocupação certa.

Por volta do século I a.C., o grande número de escravos também transformou essa classe subalterna em um vigoroso e ameaçador agente político do mundo romano. Em 71 a. C., o gladiador Espártaco organizou uma revolta que congregou aproximadamente 90 mil escravos contra as tropas do exército romano. Graças à ação dos generais romanos, o levante foi contido no período em que essas novas classes sociais compunham o complexo mosaico de reivindicações políticas da República Romana.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Revoltas, conquistas e espetáculos: uma nova face da sociedade romana durante a República.
Revoltas, conquistas e espetáculos: uma nova face da sociedade romana durante a República.
Publicado por: Rainer Gonçalves Sousa
Assuntos relacionados
Mosaico localizado em Milão, na galeria Vittorio Emanuel, que representa a lenda da loba com Rômulo e Remo
Origens de Roma: lendas de uma civilização
Conheça algumas das lendas que buscam explicar as origens de Roma.
A disputa de poder entre Sila e Mario indicou a crise política do regime republicano de Roma.
O governo dos generais Mario e Sila
Os primeiros eventos políticos que marcam a crise do poder republicano em Roma.
Júlio César, Pompeu e Crasso: os generais responsáveis pela formação do Primeiro Triunvirato.
Primeiro Triunvirato
Os três primeiros generais que se uniram para tomar o poder em Roma.
A intervenção das Sabinas, obra de Jacques-Louis David (1748-1825) referente à lenda presente nas origens de Roma
Rapto das Sabinas na origem de Roma
Conheça a lenda do Rapto das Sabinas e como ela está ligada à origem de Roma.
Guerras Púnicas, o conflito entre romanos e cartagineses.
Guerras Púnicas
Guerras Púnicas, Antigüidade, História Antiga, Cartago, disputas comerciais, Numídia, Sicília, Messina, Cipão, Aníbal Barca, punições militares, Norte da África, expansão romana, império romano.
As revoltas plebéias transformaram as instituições políticas romanas.
Revoltas Plebéias
Roma, Roma Antiga, Antigüidade Ocidental, República Romana, Revoltas Plebéias, Lei das Doze Tábuas, Monte Sagrado, Lei Licínia Sextia, magistratura romana, tribunos da plebe.
A invasão dos Hérulos decretou o fim do Império Romano, em 476.
Crise do Império Romano
Roma Antiga, Império Romano, Crise do Império Romano, Crise do Escravismo, Cristianização de Roma, retração comercial, sistema de arrendamento, invasões bárbaras, tetrarquia, Diocleciano, Constantino, divisão do Império Romano, hérulos, fim do império romano, Idade Média.
Mosaico retratando a prática da caça realizada pelos colonos romanos.
Colonato
O novo sistema econômico que marcou a crise do Império Romano.