Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. História Geral
  3. Idade Moderna
  4. Despotismo Esclarecido

Despotismo Esclarecido

O surgimento das teorias iluministas, conforme sabemos, serviu de base para a maioria dos argumentos que criticaram a vigência dos regimes absolutistas europeus. Por conta de suas justificativas religiosas e a opressão do poder centralizado, o regime monárquico era visto como um enorme entrave para o desenvolvimento de uma sociedade igualitária e racional. Dessa forma, podemos chegar ao ponto de acreditar que os regimes absolutistas tinham completa aversão às teorias do iluminismo.

Apesar de coerente, essa impressão não refletiu certeiramente as diferenças perceptíveis nas obras de alguns iluministas. Voltaire, por exemplo, apesar de defender a limitação dos poderes atribuídos ao Estado, não via com bons olhos a ampliação das instâncias de participação política da população. Contrário à transformação política radical, prefere que as monarquias sejam reformadas ao adotarem princípios de orientação sustentados pela lógica e pela razão.

Não por acaso, essa ideia apontada pelo autor francês trilhou o caminho pelo qual diversos monarcas da Europa permitiriam a incursão de assessores e ministros influenciados pelo ideário iluminista. Entre outras mudanças, as reformas estabelecidas por esses funcionários tinham como objetivo modernizar o funcionamento do Estado, ampliar o número de instituições de ensino e possibilitar o desenvolvimento da economia nacional.

Curiosamente, o despotismo esclarecido parecia fazer uma escolha pontual das ideias do iluminismo, afastando qualquer tipo de medida que viesse a ameaçar ou diminuir a autoridade do rei em seu país. Além disso, no momento em que pregava a expansão das atividades econômicas, o despotismo esclarecido acabou amenizando as tensões políticas que pudessem se colocar entre a burguesia e a realeza.

Observado o desenvolvimento de tal tendência na Europa, podemos compreender que a penetração de valores iluministas nos governos monárquicos não aconteceu de forma semelhante. Na França, o amplo poder real e a irredutibilidade mediante as manifestações populares criaram o ambiente de tensões que desembocou no desenvolvimento da Revolução de 1789. Décadas mais tarde, as outras monarquias ruíram por meio da inspiração francesa.

Entre os principais governos marcados pelo despotismo esclarecido, podemos destacar os monarcas Catarina II da Rússia, Dom José II de Portugal (influenciado pelo ministro Marquês de Pombal), Frederico II da Prússia, José II da Áustria e Carlos III da Espanha (orientado pelos conselhos do ministro Conde de Aranda).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Rainer Sousa
Mestre em História

Catarina II foi uma monarca visivelmente influenciada pelos princípios iluministas.
Catarina II foi uma monarca visivelmente influenciada pelos princípios iluministas.
Publicado por: Rainer Gonçalves Sousa
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Lista de Exercícios

Questão 1

(Mackenzie) O Despotismo Esclarecido, regime de governo adotado em alguns países da Europa no século XVIII, caracterizava-se por:

a) equilibrar o poder da burguesia financeira com a nobreza feudal.

b) impor o poder parlamentar sobre o poder monárquico.

c) tentar conciliar os princípios do absolutismo com as ideias iluministas.

d) difundir monarquias constitucionais em todos os reinos europeus, segundo os princípios liberais.

e) atribuir ao povo a participação no poder político.

Questão 2

Os déspotas esclarecidos ficaram caracterizados pela tentativa de harmonizar os ideais políticos e filosóficos desenvolvidos pelo Iluminismo com a tradição do absolutismo monárquico. No caso de Portugal, as ideias iluministas tiveram penetração no século XVIII por meio:

a) do escritor Eça de Queirós

b) do ministro de Estado Marquês de Pombal.

c) da princesa austríaca Leopoldina, esposa de D. Pedro I.

d) da rainha D. Maria I, a Louca.

e) do escritor Fernando Pessoa.

Mais Questões
Assuntos relacionados
Operários belgas em greve, em mina de Haazard, em gravura do século XIX
Revolução Industrial e início do capitalismo
Saiba mais sobre a origem da Revolução Industrial e suas consequências.
O Marquês de Pombal esteve à frente de Portugal, entre 1750 e 1777, e enfrentou inúmeros inimigos ao longo de sua gestão.
Marquês de Pombal
Clique no link e acesse este texto para saber mais sobre a trajetória de vida do Marquês de Pombal, conhecido por ter realizado reformas profundas em Portugal.
Vila Rica, atual Ouro Preto, foi o palco de uma das mais importantes revoltas do período colonial do Brasil.
Inconfidência Mineira
Clique e acesse este texto a respeito de uma das mais importantes revoltas da história da colonização do Brasil: a Inconfidência Mineira.
A abolição da escravatura aconteceu em 1888, mas alguns estados brasileiros, como o Amazonas, aboliram a escravidão em 1884.*
Abolição da escravatura
Clique aqui para saber mais como ocorreu o processo de abolição da escravatura, que aconteceu em 1888. Entenda como se mobilizou o movimento abolicionista.
A Europa majestosa e a América selvagem: um exemplo da visão de mundo do colonizador.
As visões do Novo Mundo
A representação e os valores do europeu sobre as novas terras descobertas.
Historiador Henri Pirenne (1862-1935)
História do Capitalismo
A História do Capitalismo sempre apresentou discordância entre historiadores e sociólogos.