Whatsapp icon Whatsapp

Restauração Meiji

A Restauração Meiji foi resultado da insatisfação das elites japonesas com a abertura do país para nações estrangeiras e ocasionou a ampliação das transformações em curso no Japão.
Na imagem, o xogum Keiki, o último xogum existente no Japão
Na imagem, o xogum Keiki, o último xogum existente no Japão

A Restauração Meiji, que aconteceu em 1868, foi o processo de derrubada do xogunato e restabelecimento do poder para a família imperial japonesa. Esse processo resultou no desenvolvimento e modernização econômica do Japão a partir do final do século XIX, transformando a nação em uma potência regional.

Antecedentes

Antes da Restauração Meiji, o Japão estava sob o domínio do xogunato Tokugawa desde 1603. O xogunato era uma forma de governo em que os chefes militares (chamados de xoguns) exerciam o poder, e Tokugawa era a família que exercia o poder no Japão de maneira hereditária. A família imperial japonesa existia, mas estava sob o controle dos xoguns. A Restauração Meiji foi, portanto, a derrubada do governo dos xoguns e o restabelecimento do poder da família imperial japonesa.

Durante o xogunato Tokugawa, o Japão esteve sob uma política de isolamento na qual o país não mantinha contato com o exterior e proibia outras nações de usarem os portos japoneses conforme o relato a seguir:

Os Tokugawa, a família de xoguns que governou o Japão no século XIX, haviam imposto um sistema de Estado policial que isolou o país do mundo exterior, a tal ponto que a construção de navios oceânicos era proibida e os japoneses que tinham a infelicidade de naufragar fora das costas do Japão e eram resgatados por barcos estrangeiros não tinham permissão para voltar a seu país|1|.

O isolamento japonês só foi suspenso após pressões americanas durante a década de 1850 para forçar a abertura dos portos e da economia japonesa ao mercado internacional. A restauração monárquica veio da insatisfação das elites econômicas japonesas com a abertura dos portos. Assim, passaram a apoiar a derrubada dos xoguns e a restauração da monarquia.

A Restauração foi consolidada em 1868 quando o Imperador Meiji (seu nome era Mutsuhito) ascendeu ao trono como Imperador japonês. Ao contrário do que esperavam as elites, o Imperador Meiji aprofundou as reformas e acentuou as transformações que estavam em curso no Japão.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Modernização no Japão

O Imperador Meiji nomeou uma série de pessoas especializadas, chamadas de burocratas, para implantar as mudanças que desejava. Além disso, muitos estrangeiros foram contratados para auxiliar nas reformas. A influência estrangeira nas reformas japonesas foi evidente porque:

Da Bélgica vem o modelo do Banco Japonês; da Alemanha, o do exército; dos Estados Unidos, o da escola primária, do sistema bancário nacional; da França, o do exército, da escola primária, da polícia civil, da polícia militar, do sistema judiciário; da Grã-Bretanha, o da marinha, do sistema telegráfico, postal e de poupança|2|.

Entre as mudanças implantadas, podemos citar a padronização do idioma japonês para eliminar as diferenças de dialeto e promover maior integração da população com o projeto de modernização, além do fim de determinados privilégios de classe. Entre esses privilégios de classe que deixaram de existir, destacam-se o fim da exploração dos senhores de terra sobre o feudo e sobre os camponeses e a abolição da classe guerreira dos samurais, que vivia à custa de pagamentos do governo.

Outro ponto importante da modernização foi a reformulação do ensino, que visava a garantir para as novas gerações a integração com o novo governo e implantar a obediência e disciplina na população. Assim, o ensino foi utilizado como ferramenta de transmissão de princípios nacionalistas e para implantação do culto à personalidade do Imperador, o que ficou conhecido como Xintoísmo de Estado. O Imperador era visto como encarnação da deusa Amaterasu, deusa do sol do Xintoísmo, tradicional religião japonesa.

As reformas implantadas transformaram a economia japonesa, inserindo-a no capitalismo emergente. Com isso, o Japão logo se firmou como potência asiática. Com o fortalecimento econômico, o país passou a alimentar um sentimento imperialista que visava ao controle da China.

|1| BEHR, Edward. Hiroíto – por trás da lenda. São Paulo: Globo, 1991, p. 31.

|2| ORTIZ, Renato. O próximo e o distante: Japão e modernidade – mundo. São Paulo: Brasiliense, 2000, p.54.

Publicado por Daniel Neves Silva
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Uma das etapas do capitalismo
As Etapas do Capitalismo
As Etapas do Capitalismo, Quais foram as etapas do capitalismo, O que é capitalismo, O capitalismo na Primeira Revolução Industrial, Capitalismo na Segunda Revolução Industrial, O Capitalismo na Terceira Revolução Industrial.
Imagem do cerco japonês a Port Arthur na fase final da guerra *
Guerra russo-japonesa
Clique e entenda como a disputa pelo controle da Manchúria resultou no conflito entre Japão e Rússia, que ficou conhecido como Guerra russo-japonesa.
Tóquio, capital japonesa
Japão
Aspectos da segunda maior potência econômica do planeta.
A máquina a vapor aumentou a produção de carvão
Revolução Industrial
Revolução Industrial, Primeira Revolução Industrial, Segunda Revolução Industrial, Terceira Revolução Industrial, Revolução Técnico-Científica.
Tropas japonesas são recebidas por japoneses que moravam em Pequim durante a Segunda Guerra Sino-Japonesa.
Segunda Guerra sino-japonesa
Entenda como foi o início da Segunda Guerra Sino-Japonesa e saiba como o Japão atuou durante os oito anos desse conflito.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas