Whatsapp icon Whatsapp

Lógica Matemática

Embora estudada por filósofos, a lógica matemática possui uma relação muito próxima com os cálculos matemáticos.
Na lógica matemática, utilizamos o cálculo proposicional, que lembra o cálculo matemático tradicional
Na lógica matemática, utilizamos o cálculo proposicional, que lembra o cálculo matemático tradicional

Assim como acontece nos cálculos matemáticos, na lógica, há alguns símbolos e conceitos que são fundamentais para a compreensão e resolução de exercícios. O “raciocínio” que utilizamos pode ser classificado como cálculo proposicional. Uma ideia inicial de lógica consiste em classificar algo como verdadeiro ou falso. Suponha que um amigo lhe contou que “pera é uma fruta”. Se outro amigo lhe disser que “pera não é uma fruta”, ele estará negando o que o primeiro amigo contou. Utilizando operações lógicas, podemos chamar a afirmação “pera é uma fruta” simplesmente de p. Se negamos a afirmação p, podemos utilizar o sinal ~, que indica negação, portanto, o segundo amigo afirmou que ~p (ele negou p).

Suponha agora a chegada de um terceiro amigo que acredita que o segundo amigo está errado, como ele poderia negar que “pera não é uma fruta”? Ora, isso pode ser feito pela afirmação de que “pera é uma fruta”, portanto, se eu nego uma negação, eu terei apenas a primeira afirmação, isto é:

~(~p) = p

Vejamos uma forma de organizar essas ideias utilizando uma tabela – verdade.

p

~p

~(~p)

V

F

V

F

V

F

A segunda linha da tabela corresponde à situação hipotética que criamos no parágrafo anterior. Vamos interpretar agora a última linha da tabela. Seja a minha proposição agora falsa, se eu a nego, estou falando uma verdade. Mas se esse eu torno a negar essa verdade, estou novamente falando uma falsidade. Podemos concluir então que:

~V = F e ~(~V) = V
~F = V e ~(~F) = F

Vejamos um exemplo: Seja p a proposição “Vermelho é minha cor preferida”, temos então:

p: Vermelho é minha cor preferida;
~p: Vermelho não é minha cor preferida ou Não é verdade que vermelho é minha cor preferida ou ainda é mentira que vermelho é minha cor preferida;
~( ~p) : Vermelho é minha cor preferida.

Temos também a conjunção, representada pelo símbolo ^, que faz o papel do e quando nos remetemos a duas proposições. Por exemplo, se eu tenho “p ^ q”, eu leio “p e q”. Imagine-se em uma máquina da verdade. Se você disser duas afirmações verdadeiras, a máquina apontará que você diz a verdade. Mas se você disser uma verdade e uma mentira ou, ainda, disser duas mentiras, a máquina apontará que você é mentiroso, pois em algum momento você mentiu. Assim como na máquina, ocorre também com a conjunção. Vejamos a tabela verdade:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

p

q

p ^ q

V

V

V

V

F

F

F

V

F

F

F

F

Há ainda a disjunção. Esta faz o papel de ou e é representada pelo símbolo v. Se houver “p v q”, será lido “p ou q”. Agora se imagine em uma máquina um pouco mais “bondosa” que a anterior. Nessa máquina da verdade, o que você fala é aceito da seguinte forma: se você diz duas proposições verdadeiras, a máquina conclui que você fala a verdade; se você disser uma verdade e uma mentira, a máquina concluirá que você fala a verdade, pois, em algum momento, você disse a verdade, e nós dissemos que essa máquina é mais camarada, não é mesmo? Apenas se você disser duas afirmações falsas que a máquina dirá que você é mentiroso, pois concluirá que você nunca falou a verdade. Aqui também temos uma tabela verdade:

p

q

p v q

V

V

V

V

F

V

F

V

V

F

F

F

Vamos analisar algumas sentenças:

p: 2 + 2 = 8 (F)
q: Brasília é a capital do Brasil (V)

p ^ q = F e V = F
p v q = F ou V = V

p: O avião voa (V)
q: O carro possui quatro rodas (V)

p ^ q = V e V = V
p v q = V ou V = V

p: O cachorro é uma ave (F)
q: Rio de Janeiro é a capital do Brasil (F)

p ^ q = F e F = F
p v q = F ou F = F

p: 2 + 1 = 3 (V)
q: A baleia é um peixe (F)

p ^ q = V e F = F
p v q = V ou F = V

Publicado por Amanda Gonçalves Ribeiro

Artigos Relacionados

Aprenda a identificar argumentos válidos em questões de lógica matemática
Argumento
Você sabe o que é um argumento? E um sofisma? Aprenda a identificar argumentos válidos e sofismas.
Como estudar geometria para o Enem?
Conheça estratégias para estudar geometria para o Enem. Entenda a importância de fazer exercícios e de programar as revisões desse conteúdo.
Lógica
Clique aqui para saber o que é lógica e a que ela aplica-se. Saiba também quem a criou e qual a sua influência no conhecimento humano.
Aprenda a utilizar os quantificadores universais e existenciais
Quantificadores
Você conhece os quantificadores? Aprenda a empregar o quantificador universal e o quantificador existencial.
Sequência de Fibonacci
Você já ouviu falar da sequência de Fibonacci? Não? Clique aqui e confira!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas.