Whatsapp icon Whatsapp

Tipos de dispersões

Os três casos acima são dispersões. Você saberia classificá-las em solução, coloide ou suspensão?
Os três casos acima são dispersões. Você saberia classificá-las em solução, coloide ou suspensão?

Toda mistura é chamada de dispersão. No entanto, nem todas as misturas apresentam aspectos iguais. Uma maneira de classificá-las é por meio do tamanho das partículas dispersas, ou seja, do soluto.

Conforme o quadro abaixo, existem três tipos básicos de dispersões, que são as soluções verdadeiras, dispersão coloidal e suspensões:

Classificação dos tipos de dispersão quanto ao tamanho

  1. Soluções verdadeiras: são misturas de duas ou mais substâncias de aspecto uniforme, sendo que suas partículas dispersas apresentam o tamanho menor que 1nm. Portanto, são invisíveis a olho nu. Comumente usa-se o termo solução verdadeira e não somente solução para distinguir as soluções das dispersões coloidais.

Nas soluções, as partículas dos solutos não sedimentam; não podem ser separadas do solvente por filtração; não conseguem dispersar a luz; e nem mesmo com o auxílio de instrumentos ópticos como ultramicroscópios elas podem ser vistas. Já tais fatores ocorrem com os coloides.

Existem soluções sólidas, líquidas e gasosas. Veja exemplos de cada caso:

1.1.Soluções sólidas: ligas metálicas, como o bronze (mistura de cobre e estanho), o ouro 18 quilates (ouro e prata ou ouro e cobre), o latão (cobre e zinco), etc.

1.2.Soluções líquidas: açúcar na água, oxigênio dissolvido na água, álcool, água oxigenada, entre outros;

1.3.Soluções gasosas: o ar.

  1. Dispersão coloidal ou coloide: apesar de muitas vezes, a olho nu, as dispersões coloidais serem confundidas com soluções verdadeiras, por apresentarem um aspecto homogêneo, algumas características as distinguem. Por exemplo, ocorre a formação de depósitos sob ação de uma centrífuga e suas partículas podem ser retidas por filtros.

As dispersões coloidais são classificadas de acordo com as fases dispersas e de dispersão, gerando cinco tipos básicos de coloides, que são: sol, gel, emulsão, espumas e aerossol. Esses tipos de coloides podem ainda ser sólidos ou líquidos, conforme mostram os exemplos abaixo:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

2.1.Sol: gelatina dissolvida, pasta de dente e tinta;

2.2.Sol sólido: vidro e plástico pigmentado;

2.3.Gel: gelatina, geleias, queijos, pasta de dente e tinta seca;

2.4.Gel sólido: rubi;

2.5.Emulsão: maionese, leite, manteiga e cremes;

2.6.Emulsão sólida: margarina, opala e pérola;

2.7.Espumas: espuma de sabão e de combate a incêndios e chantilly;

2.8.Espumas sólidas: isopor, poliuretano, pedra-pomes, carvão e maria-mole;

2.9.Aerossol líquido: neblina e sprays;

2.10.Aerossol sólido: fumaça e poeira.

  1. Suspensões: as suspensões apresentam partículas de diâmetro maior que 1000 nm. Assim, elas podem ser vistas a olho nu ou por microscópio. É uma mistura heterogênea e suas partículas se sedimentam, sendo facilmente filtradas.

Exemplos de suspensões: granito, água e areia, água e argila, etc. 

Publicado por Jennifer Rocha Vargas Fogaça
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

O suco de frutas com pouca adição de água é um exemplo de solução concentrada
Classificação das soluções quanto à solubilidade
Clique e aprenda a classificação das soluções quanto à solubilidade, método que depende da quantidade de soluto presente em uma mistura.
A solubilidade das substâncias pode ser representada por meio de um gráfico, de acordo com a influência que a elevação da temperatura exerce
Curvas de solubilidade
Veja como fazer uma curva de solubilidade de uma substância que demonstre como sua solubilidade varia de acordo com a temperatura, em uma massa fixa do solvente.
O condensador é uma das principais vidrarias usadas em laboratório para destilação. Na figura, há um condensador de serpentina
Destilação
Descubra como é realizada a destilação, um dos métodos de separação de misturas mais aplicados.
O cientista americano Gibbs e sua fórmula da Energia Livre para o cálculo da espontaneidade de uma reação.
Energia Livre de Gibbs
Energia Livre é a energia da qual o processo dispõe para realizar trabalho útil, e pode ser usada para indicar a espontaneidade da reação.
A filtração comum é um método de separação de misturas bem simples, que não precisa de muitas vidrarias
Filtração
Veja aqui como são realizados os processos de filtração simples e filtração a vácuo, bem como a importância desse método de separação de misturas.
Usinas hidrelétricas: produção de energia através da água.
Formas de energia
Conheça a definição de energia e veja suas diferentes formas de obtenção.
A fenolftaleína é um exemplo de indicador ácido-base sintético que fica rosa em meio básico e incolor em meio ácido
Indicadores ácido-base
Conheça vários indicadores ácido-base usados nos laboratórios, como eles funcionam e como escolher o mais adequado para cada reação.
Segundo a lei da velocidade, a taxa de desenvolvimento de uma reação é proporcional à concentração dos reagentes
Lei da Velocidade para uma Reação
Entenda o que diz a lei da velocidade das reações estudada em cinética química e veja como a velocidade de uma reação é proporcional à concentração dos reagentes.
Lei de Proust
Confira aqui o que postula a Lei de Proust ou a Lei das proporções constantes.
Formação de chuva ácida: ácido sulfúrico diluído.
Química da chuva ácida
Venha conhecer os elementos químicos envolvidos na formação da chuva ácida.
Siglas das principais formas de concentração de uma solução
Tipos de concentração
Clique e conheça os tipos de concentração de soluções e quais são as particularidades de cada um deles.
video icon
História
Guerra dos Sete Anos
Assista a nossa videoaula para conhecer um pouco da história da Guerra dos Sete Anos, conflito travado entre diversas monarquias nacionais europeias em torno do controle de regiões de exploração colonial.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!