Whatsapp icon Whatsapp

Editorial

O editorial, gênero textual jornalístico, apresenta e defende a opinião de um jornal ou revista em relação aos variados assuntos do cotidiano.
O editorial é o gênero textual responsável por apresentar a opinião de periódicos
O editorial é o gênero textual responsável por apresentar a opinião de periódicos

Jornais e revistas costumam posicionar-se em relação aos acontecimentos sociais. Esse feito contribui para a publicidade desses meios de comunicação, uma vez que os leitores procurarão e serão fiéis às mídias que compartilham de seus ideais e pontos de vista. Mais comumente encontrado em jornais, o Editorial é um texto que expressa a opinião coletiva dos responsáveis pela redação do periódico.

Os editoriais não são notícias, mas, frequentemente, são produzidos a partir de algum fato, recente ou histórico. Isso significa que, para iniciarmos um editorial, sempre precisaremos de um fator gerador. Observamos isso ao analisarmos alguns exemplos de introdução desse gênero:

  • Introdução por dados estatísticos ou notícias

1) Introdução do Editorial “Inflação não cai no ritmo esperado pelo BC”, publicado pelo jornal Estadão.

O primeiro sinal captado pelo IBGE para inflação de 2016 é o de que a desaceleração dos preços não será tão acentuada como vem projetando o Banco Central (BC). A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) – cujo período de coleta vai do dia 15 do mês anterior aos dia 15 do mês de referência – foi de 0,92%. É um índice menor do que o de dezembro, de 1,18%, mas ainda alto o bastante para sugerir que será difícil que o acumulado do ano fique em 6,2%, como foi projetado pelo BC no Relatório Trimestral de Inflação divulgado na segunda quinzena de dezembro. “ (Estadão / Acesso em: 25/01/2016)

2) Introdução do Editorial “53 mil zeros”, publicado pelo jornal digital O presente.

As notícias do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) divulgadas ontem (11) pelo Ministério da Educação mostram, mais uma vez, que o país é recheado de pessoas despreparadas para ocupar um banco na faculdade. Ao todos, 104 candidatos tiraram nota máxima na prova de redação, a mais temida de todas as fases para a ampla maioria dos postulantes a uma vaga no Ensino Superior. Por outro lado, mais de 53 mil tiraram nota zero. É o retrato de um país que ainda não sabe educar a maioria de suas crianças e adolescentes. O resultado é estarrecedor, desespera e aponta para um norte que o país precisa caminhar: melhorar a educação pública.” (O Presente / Acesso em: 25/01/2016)

Todo e qualquer ambiente social é dinâmico, logo, os dados estatísticos estão em constante mudança e situações não param de surgir. E é essa oscilação que é interessante para que os representantes dos periódicos avaliem, reflitam, critiquem determinado setor ou acontecimento social.

Dados e notícias são os fatores geradores mais utilizados para construção de uma introdução do gênero editorial, pois esses aspectos fazem surgir possíveis problematizações em relação a algum recorte temático. Isso é o que vemos no exemplo 1, que, pela comparação entre dados estatísticos, apresenta um problema quanto à inflação do país. No exemplo 2, temos situações relacionadas com o Exame Nacional do Ensino Médio que nos permitem analisar a qualidade da educação no Brasil.
A introdução por dados estatísticos ou notícias é, portanto, bastante comum em editoriais, visto que esses aspectos são medidores de desenvolvimento de uma sociedade.

  • Introdução por alusão histórica

- Introdução do Editorial “O petróleo é nosso. E daí?”, publicado pelo jornal digital O presente.

Getúlio Vargas está se revirando no caixão. Ao pronunciar a famosa frase “O petróleo é nosso”, em meados dos anos de 1940, na ocasião em que o governo descobriu reservas consideráveis em solo nacional e que culminaria na criação da Petrobras, talvez não imaginasse a algazarra que se tornaria a estatal 60 anos mais tarde. A petrolífera é hoje um vexame nacional, fadada a um fracasso iminente por conta de corrupção escancarada, políticas burras e ações incompetentes na condução dos negócios. “ (O Presente / Acesso em 25/01/2016)

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A história de um povo é a melhor fonte para que possamos definir e, consequentemente, analisar uma sociedade. Tendo isso em vista, o recurso de alusão histórica em editoriais é valioso, uma vez que acontecimentos e características comportamentais podem ser relacionados e, a partir dessa comparação, reflexões críticas e avaliações sobre o recorte feito serão possíveis.

Apesar de não serem tão comuns quanto os dados estatísticos e as notícias, acontecimentos históricos são significativos fatores geradores de um Editorial, visto que, para entender o presente, não há nada melhor do que analisar o passado.

  • A metalinguagem no Editorial

Além desses traços que caracterizam o editorial, temos a metalinguagem como um recurso presente nesse gênero, ou seja, há marcas no texto que fazem referência ao próprio meio de comunicação que é suporte para o editorial.

Exemplo:

“A região de Araçatuba sai na frente e abre caminho para um debate de interesse nacional ao discutir e aprovar mecanismos que ampliam a exigência de "ficha limpa" para a ocupação de cargos públicos e acomodação de apadrinhados. Reportagem publicada hoje pela Folha da Região revela que a Câmara de Lins acaba de aprovar lei estendendo a abrangência para o preenchimento de cargos de confiança na administração municipal.” (Folha da região / Acesso em 25/01/2016)

  • Aspectos gerais do Editorial

Devemos destacar que o gênero editorial, comumente, é curto e conciso. Então, tome nota das funções que você deve desempenhar em cada parte do texto a fim de que o seu editorial cumpra, de forma objetiva, o seu papel:

introdução: parte em que o assunto é identificado, ou seja, apresenta a ideia central;

o desenvolvimento: parte em que o tema é problematizado e fundamenta-se o ponto de vista do periódico por meio de dados estatísticos, citações, exemplos, comparações, depoimentos etc.;

a conclusão: parte em que o autor pode apresentar soluções para o problema ou fazer uma síntese do que foi discutido, instigando a reflexão crítica em seus leitores.

Notamos, dessa forma, que o editorial é produzido porque o periódico tem uma motivação para a escrita do texto: algum fato, atual ou não, que desencadeará reflexões e posicionamentos a serem fundamentados. Esse posicionamento, é válido ressaltar, não é a opinião do Editor-chefe, pois ele não escreve e defende pontos de vista pela perspectiva dele, mas, sim, representa toda a equipe de redação que compõe o periódico em questão.

Esse gênero, por estar inserido no meio jornalístico, não se restringe a alguns assuntos. Todo e qualquer tema é conteúdo para produção de um editorial: política, cultura, economia, meio ambiente, religião etc. Os editoriais, portanto, são textos que apresentarão discussões, sob o ponto de vista do meio de comunicação, em relação a fatos, principalmente atuais, relevantes, nacionais e internacionais.

Publicado por Mariana do Carmo Pacheco
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Artigo de opinião
Aprenda mais sobre o gênero artigo de opinião e garanta o seu conhecimento sobre essa importante ferramenta comunicativa.
Cartas do leitor
O que a carta do leitor precisa ter? Clique aqui e confira!
Crônica argumentativa
Conheça a crônica argumentativa, suas características linguísticas, estruturais e temáticas, além de descobrir o que a difere de uma crônica.
Reportagem e notícia são gêneros textuais distintos, pois apresentam características temáticas e estilísticas que possibilitam sua identificação
Diferenças entre os gêneros reportagem e notícia
Os gêneros textuais do universo jornalístico: Conheça as principais diferenças entre os gêneros reportagem e notícia.
Dissertação
Você conhece a dissertação? Conheça esse tipo textual, a sua estrutura e características linguísticas. Acompanhe um passo a passo e confira a análise de exemplos.
Gêneros Jornalísticos
Saiba mais sobre a notícia, a crônica e o editorial!
História em quadrinhos
Conheça a origem das histórias em quadrinhos. Aprenda quais são as suas características estruturais e as possíveis temáticas a serem abordadas nelas.
Manifesto
Conheça o gênero textual manifesto. Descubra quais suas características linguísticas, estruturais, e suas funções sociais, e aprenda como fazer o seu próprio texto.
A reportagem tem por objetivo tratar de um fenômeno social ou acontecimentos produzidos no espaço público que são de interesse geral
Reportagem
Clique e conheça as principais características de uma reportagem, gênero textual do universo jornalístico.
video icon
Português
Carta de solicitação
Ainda que as cartas sejam um gênero de pouco uso na atualidade pelos meios tradicionais, sua estrutura está muito presente na internet. Mas quando se trata de uma carta de solicitação, o que se espera do texto? Nesta aula, o professor Guga Valente explica!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Sociologia
Democracia racial
Você sabe o que significa democracia racial? Clique e nós te ensinamos!
video icon
Tigres Asiáticos
Geografia
Tigres Asiáticos
Assista à nossa videoaula sobre os Tigres Asiáticos, e conheça as razões do desenvolvimento rápido desses territórios.